Para Professores de Inglês

Como Ensinar Inglês?

Vez ou outra, recebo emails de pessoas querendo saber como ensinar inglês. Muitas vezes as perguntas variam: Que material usar para dar aulas de inglês? Qual o melhor método para ensinar inglês? O que é preciso para começar a dar aulas de inglês? E outras tantas!

Se você tem vontade de entrar nesse universo de ensino de inglês, abaixo compartilho algumas informações que servirão de guia para você encontrar um rumo. Então, vamos lá!

Depois de ler essa dica, você poderá querer participar do nosso curso voltado especialmente para professores de inglês. Portanto, é só clicar aqui para saber mais a respeito.

O que é ensinar inglês?

Em meus workshops e cursos para professores, eu sempre peço aos participantes para definirem o que é ensinar inglês. Encontrar essa definição torna-se a base para você se desenvolver como um bom professor de inglês.

Quando eu comecei a dar aulas – lá em 1994! – eu achava que ensinar inglês se resumia ao simples fato de ensinar regras gramaticais, passar uma lista de palavras e frases no quadro e cobrar isso em uma atividade.

O que e ensinar InglesCom o tempo fui percebendo que ensinar inglês era muito mais amplo que aquilo. O que eu fazia era apenas passar conteúdo aos alunos e cobrar isso nas provas. Na verdade, o que eu estava fazendo era testar a capacidade de memorização dos alunos. Eu não estava ensinando inglês.

Por meio de leituras, conversas com colegas e minha própria experiência que ensinar inglês era, acima de tudo, ensinar as pessoas a transmitirem suas ideias, desejos, esperanças, vivências, frustrações etc., na língua que eu estava ensinando. Percebi ainda que ensinar inglês era mostrar aos alunos as diferenças entre dois ou mais mundos: o mundo de quem fala inglês e o mundo de quem fala português.

Sei que isso parece algo muito filosófico. Porém, se você pretende ensinar inglês responsável e profissionalmente, você deve ter sempre isso em mente. Passar regras de gramática, listas de palavras e fazer tarefinhas de memorização não é ensinar inglês.

Ensinar inglês é algo que deve mexer com o professor e o aluno em todos os sentidos. Ensinar inglês é falar de culturas e comportamentos diferentes. É ajudar os outros a se expressarem no mundo de modo natural.

Como ensinar inglês?

Se você tiver claramente a definição do que é ensinar inglês, você saberá como ensinar inglês.

Haverá momentos que você terá de explicar sobre uma regra gramatical. E aí, você terá de saber se deve ensinar a regra de modo explícito ou implícito. Você poderá mostrar a regra, dar exemplos e compará-los com o português. Como você ensinará as regras, dependerá de cada momento.

» Leia também: Regras Gramaticais do Inglês: Ajudam ou Atrapalham?

Haverá ainda momentos em que você terá de ensinar palavras e expressões usadas em determinadas situações. É aí que você pode entrar com a parte dos mundos diferentes. Para isso basta mostrar aos alunos que entre nosso país e os países de língua inglesa há diferenças culturais e comportamentais que devem ser observadas. Ensinar esses aspectos culturais enriquecerão a bagagem cultural de cada aluno e servirá para eles saberem como devem se comportar nas mais variadas situações.

Algo que considero extremamente importante no como ensinar inglês é ter sempre bem claro em mente os objetivos dos alunos ou a proposta de ensino do professor. Ou seja, por que eles querem aprender inglês? O que eles pretendem com essa coisa de aprender inglês? Quais as razões pelas quais eles querem ficar com o inglês na ponta da língua? Qual é a proposta de ensino do professor? O que o professor ofereceu como objetivo na elaboração de seu curso?

Muitas vezes, quando um estudante de inglês faz uma pergunta, alguns professores dão uma resposta sem antes procurar saber qual a intenção do aluno. Há pessoas que querem aprender inglês apenas para fazer uma pós-graduação. O objetivo dela não é falar ou ouvir inglês o tempo todo; ela quer apenas ser capaz de ler e interpretar textos ou mesmo escrever algo. Portanto, é preciso ensinar essa pessoa levando em conta o objetivo dela.

Outras vezes podemos ter alguém que quer aprender inglês para fazer uma pequena viagem de turismo. Ela quer saber como se comunicar no hotel, no restaurante, na loja de roupas e eletrônicos, pegar um táxi, pedir informações etc. Portanto, o modo como você vai ensinar inglês a essa pessoa será diferente de como ensinará à pessoa anterior.

TeachingPara chegar ao como ensinar inglês, você precisará aprender muita coisa. Não se preocupe! Você não aprenderá como ensinar inglês de uma hora para outra. Você precisará de tempo para saber reconhecer o modo como cada pessoa aprende e o que cada pessoa deseja realmente aprender. Confesso que até hoje – após 20 anos nessa profissão – eu, a cada dia que se passa, continuo aprendendo como ensinar inglês. Então, seja paciente!

O que ensinar?

Parte da resposta a essa pergunta já foi respondida no primeiro ponto acima: gramática, vocabulário e aspectos culturais. No entanto, há outras coisas que você deve levar em conta.

Uma delas refere-se às quatro habilidade linguísticas: speaking, listening, writing e reading. Para cada uma dessas habilidades há ainda o que podemos chamar aqui de sub-habilidades: pronúncia, entonação, conversational strategies, functional languageskimming, scanning, listening techniques, extensive listening, intensive listening, spelling, punctuation, genres e outras mais.

» Leia também: Qual das quatro habilidades é o seu alvo?

Seus alunos precisam se desenvolver dentro dessas habilidades levando em conta as sub-habilidades. Portanto, você tem de saber como encaixar a gramática, o vocabulário e os aspectos culturais dentro disso tudo.

Vale ressaltar que gramática não é uma coisa só. Há vários tipos de gramática e cada uma dessas gramáticas poderá ser ensinada de acordo com os objetivos dos alunos. Alguns precisam saber sobre as regras e os termos técnicos da língua; outros nem querem saber disso.

Em termos de vocabulário (ou léxico), é preciso ter em mente que temos frases cotidianas, gírias, expressões idiomáticas, collocations, chunks of language, phrasal verbs e muito mais. Há ainda a questão do que é apropriado e o que não é apropriado em determinados momentos, qual a melhor palavra a ser usada em um contexto, o que é formal ou informal.

Não esqueça que tem ainda os seus alunos: Quem são? Quantos são? São crianças? Adolescentes? Adultos? Quais os estilos de aprendizado? Quais as aptidões? Enfim, são muitas coisas que ajudarão você a determinar como ensinar inglês e o que ensinar.

Os três pontos visto até aqui são, em minha opinião, as colunas de sustentação para que você desenvolva o seu ensino de inglês de modo justo e perfeito. Mantenha esses três pontos bem firmes em sua mente e você identificará quais as melhores maneiras para dar aulas de inglês.

Que material usar?

CoursebooksGeralmente, as pessoas me perguntam qual o melhor livro para ensinar inglês. Infelizmente, não há uma resposta única para essa pergunta. [Aviso: se você dá aulas em uma escola, é claro que você deverá usar o material adotado pela instituição.]

Há inúmeros livros (coursebooks) disponíveis no mercado de ensino de inglês. Cada um deles tem peculiaridades que vão de acordo com o que cada autor considera fundamental em termos de ensino/aprendizado de inglês.

No geral, todos os livros levam em conta tudo o que falei acima. Portanto, a grande maioria dos coursebooks são bons! Contudo, a escolha do material ficará a critério do professor. Isto é, cabe ao professor identificar qual o livro que satisfará suas necessidades (e de seus alunos) levando em conta os três pontos que mencionei acima.

O professor adequará o livro de acordo com suas crenças em relação ao que é ensinar inglês, como ensinar inglês e o que ensinar em inglês. A escolha do material deverá ainda refletir, da melhor maneira possível, os objetivos dos alunos. No caso de aulas para grupos, o material deverá ser escolhido levando em conta o objetivo geral do grupo ou a proposta de ensino do professor.

Além de um coursebook, o professor deverá ter ainda uma boa gramática de inglês, um bom dicionário e também outros recursos que possam ser facilmente utilizado em sala de aula.

» Leia também: Livros de Inglês: Gramáticas e Como Escolher um Bom Dicionário de Inglês?

Como começar a dar aulas de inglês?

Professor de InglesJá escrevi um texto aqui no site sobre isso. Se você ainda não leu, o texto é Como ser professor de inglês no Brasil. Nele eu falo um pouco sobre a formação do professor. Será que é preciso ser formado em Letras? Será que só por eu falar inglês já posso dar aulas de inglês?

Outros textos que você deve ler são: Dicas Para Novos Professores de Inglês e Livros Para Professores de Inglês. Neles você encontrará várias informações para saber como começar a dar aulas de inglês e como se desenvolver profissionalmente na área.

Tem uma coisa que eu considero ser fundamental para quem vai começar a dar aulas de inglês ou já está dando:

NUNCA se considere o espertalhão que sabe tudo. JAMAIS responda a um aluno como se você fosse a última autoridade no assunto. NÃO seja arrogante e metido!

Se você não sabe algo, diga que não sabe e que pesquisará e trará a resposta na próxima aula (e realmente leve a resposta!). Se um aluno te perguntar se é importante aprender as regras gramaticais da língua inglesa, respire fundo e procure entender por que ele está perguntando isso. Não haja de modo irresponsável baseando em algo que você ouviu alguém dizendo. Haja de modo profissional em todos os aspectos.

Leia! Estude! Converse com seus colegas! Pesquise! Seja um eterno aprendiz! Trate todos com respeito e atenção. Conquiste o respeito e a admiração dos seus alunos. Don’t be an asshole!

Conclusão

Percebeu que aprender como ensinar inglês não é tão simples o quanto parece? Não dá para fazer uma lista de 10 dicas para ensinar inglês melhor sem que antes você comece a entender uma série de outras coisas.

Lembre-se: ensinar inglês não é só ensinar regras e palavras e aplicar atividades e provas. Ensinar inglês é algo muito mais amplo. É algo que envolve teorias e pessoas (seus alunos). Por isso, ao longo da sua caminhada você sempre terá de parar, refletir, analisar e corrigir o que está sendo feito.

That’s it for now, guys! I hope you all become a better English language teacher day by day! So, keep on learning! I’m sure you’ll become an excellent professional each day. Bye bye!

Etiquetas
dicas para professores de inglês ELT Development Profissional na Área de Ensino de Inglês

6 Comentários

  1. Eu sou professor de Inglês há 4 anos!

    E todos os dias eu preciso me reinventar e aprender novamente como ensinar meus alunos, as pessoas mudam, os objetivos mudam e você não pode ficar iludido achando que pode usar o mesmo material, a mesma abordagem e ser o mesmo todos os dias!

    1. Isso aí, Eduardo! Temos de continuar aprendendo e reaprendendo em prol de nossos alunos e alunas. Enfim, em prol de nossos objetivos e aperfeiçoamento profissional. 🙂

  2. obrigada professor! O ensino de lingua inglesa não é levado muito a sério no nosso país! Obrigada por esclarecer sobre o assunto! Que sejamos exemplos de profissionais!

  3. Alguém sabe se há algum material de estudo voltado para a área de ciência e tecnologia? Acho que um material assim seria muito bom para reforçar o aprendizado de quem pretende participar do ciência sem fronteiras. Obrigado.

  4. Denilso, I couldn’t have said it better myself!!! Every point you make here, everything totally resonates with me and with the area of English that I teach. People don’t believe me when I say how important the culture is. They don’t believe me when I say that each student learns differently. They don’t believe me when I insist how important pronunciation CAN be, word stress and sentence stress, tone of voice, etc. The first question I’m asked is “what is your methodology?” hahaha. seriously? I don’t have one particular methodology. I use what the student needs. I change my classes according to what his/her objectives are. My methodology would be, I suppose, “Real Life English”.. hahaha. I try so hard to convince my Brazilian learners of this, but when I teach “Real English” most of the time they don’t believe me, and prefer to go to some school here in Brazil that charges a fortune but don’t necessarily offer quality. (quality to me means the ability to (using your words: transmitirem suas ideias, desejos, esperanças, vivências, frustrações etc.,” ) It’s very frustrating to be a teacher and teach what is “right and correct”, but the student says, “but that’s not what I learned in such-and-such school!!.. I have to convince them. crazy. Great article!!!

Botão Voltar ao topo
Fechar