Uso das Palavras em Inglês

Como usar this e that em inglês?

Pode até parecer bobeira, mas muitos estudantes de inglês se enrolam nesse negócio de como usar this e that em inglês. Claro que isso não se refere ao uso básico, mas sim há outros casos que você aprenderá lendo esta dica. Mas, antes vamos falar um pouco do básico. Assim, você vai entrando no clima.

Como usar this e that em inglês: o básico

Quando encontramos as palavras this e that pela primeira vez, aprendemos que elas devem ser usadas para indicar objetos ou pessoas que estejam perto ou longe de quem fala. Isso é mais ou menos assim:

  • this (plural these) » objetos ou pessoas que estejam perto (isto, este, esta)
  • that (plural those)» objetos ou pessoas que estejam longe (aquele, aquela, aquilo)

O problema é que em português temos também “isso“, “essa“, “esse“. E aí!? Como dizemos isso em inglês? Para facilitar vamos entender como é no português:

  • isto, este, esta são sempre usados para indicar o que estiver sempre perto de quem fala;
  • isso, esse, essa são sempre usados para indicar o que estiver perto de quem ouve;
  • aquilo, aquele, aquela são sempre usados para indicar o que está longe de quem fala e ouve.

Como usar THIS e THAT em inglês?Em inglês, essa mesma lógica se faz assim:

  • this (these) deve ser usado para o que estiver perto de quem fala;
  • that (those) deve ser usado para o que estiver longe de quem fala.

Exemplos

  • Whose car is this? (De quem é este carro?) [no contexto o carro está perto de quem está perguntando]
  • Whose car is that? (De quem é esse carro? ou De quem é aquele carro?) [aqui o contexto indica que o carro está longe de quem pergunta, mas pode estar perto ou longe de quem ouve]
  • Which one do you want: this one or that one? (Qual você quer: este ou aquele?) [Leia também: A diferença entre what e which]
  • I think you’ll find these more comfortable than those. (Eu acho que você vai achar estes aqui mais confortáveis do que esses aí.)
  • Are those your books? (Esses aí são seus livros? ou Aqueles ali são seus livros?)
  • What’s that red mark on your face? (O que é essa mancha vermelha em seu rosto?)
  • We should move those chairs into the corner of the room. (A gente deveria colocar aquelas cadeiras no canto da sala.)

A interpretação de this é fácil: isto, este esta. O problema está no that pois ele pode ser interpretado de diferentes maneiras: aquele, aquela, aquilo, esse, essa, isso.

Como usar this e that em inglês: contextos diferentes

O grande problema mesmo ocorre quando usamos this e that para nos referirmos a algo que já foi mencionado. Portanto, se essa for a sua maior dúvida, continue lendo para aprender como usar this e that em inglês nesses casos.

Anote aí que this (these) e that (those ) podem ser usados para se referir a algo já mencionado anteriormente em uma conversa ou texto. A diferença é que a palavra that (those) acrescenta uma ênfase maior ao assunto. Veja os exemplos:

  • The girl was afraid and the dog sensed this.
  • The girl was afraid and the dog sensed that.
  • The salespeople can get $50,000 to $60,000 a year but this can double with commission.
  • The salespeople can get $50,000 to $60,000 a year but that can double with commission.

A diferença nas sentenças acima está no fato de que a palavra that acrescenta uma ênfase bem maior ao assunto mencionado.

Lembre-se que caso o assunto ainda não tenha sido mencionado, o mais natural é usar this (these):

  • Now, what do you think about this? I thought I’d buy a new car and start traveling around the world.
  • What’s your opinion about this? We leave at 9 this evening rather than tomorrow morning.

Como usar this e that em inglês: gosto ou não?

Outra coisa curiosa é que this e that podem ser usados para mostrar que você gosta ou não de algo que está sendo mencionado. Nesses casos, this tem sempre um significado positivo (você gosta ou aprova) e that tem um significado negativo (você rejeita ou não aprova):

  • Hey, tell me everything about this new boyfriend of yours.
  • Hey, I really don’t like that new boyfriend of yours.
  • I love these new phones that you can pictures with. [Leia também: Gramática Inglesa: preposições no final de sentenças]
  • I’m not going to wear this pink T-shirt anymore. I hate that color.
  • When are you going to finish that thesis of yours?
  • I hate those big four-wheel-drive cars.

Uma dúvida que muita gente tem é sobre como dizer “Pare com isso!” em inglês? O certo é “Stop this!” ou “Stop that!“?

Se você entendeu bem o que foi escrito acima, perceberá o seguinte: quando dizemos “Pare com isso!” estamos pedindo para alguém parar de fazer algo que está nos incomodando. Portanto, trata-se de algo que não gostamos, não aprovamos. Levando isso em conta, entendemos as razões pelas quais geralmente as pessoas dizem “Stop that!“. Afinal, o “that” é usado para se referir a algo que não gostamos, não aprovamos, algo que rejeitamos. Entendeu?

Como usar this e that em inglês: conclusão

Talvez esses sejam os casos onde a maioria tem dúvidas sobre como usar this e that em inglês. Se você compreender os usos acima (veja e compare os exemplos) tenho certeza que aos poucos começará a usar as palavras this e that (e os plurais these e those) corretamente.

Claro que há ainda outros usos para essas palavras. Por exemplo, usamos this quando nos referimos ao local onde estamos:

  • I hate living in this town. [Eu estou na cidade; logo, uso this para indicar isso.]
  • I hate living in that town. [Eu não estou na cidade que é assunto da conversa; logo, uso that para indicar isso.]
  • How long have you been living in this place?
  • How long have you been living in that place?
[Leia também: How often ou How long?]

Infelizmente, não dá para falar sobre todos os usos aqui! Mas, creio que a maior dúvida já foi respondida acima; portanto, vamos deixar as outras informações para uma outra dica, ok? Por ora é isso! I hope you’ve enjoyed this tip! See you next time! Take care!

Etiquetas
dúvidas frequentes gramática de uso da língua inglesa vocabulário em inglês

21 Comentários

  1. Excelente artigo. Esclareceu muito algumas dúvidas que tinha sobre esse tópico. Lembro uma vez que estava falando com um americano sobre um determinado evento que aconteceu num dia, e na intenção de dizer “nesse dia” (no dia do evento), eu disse “in this day” e ele me respondeu em seguida “today?” 🙂

  2. Excelente artigo. Mostra como pensamos estar nos comunicando bem e na verdade estamos sendo entendidos de outra forma. Penso que este é um dos motivos que nos ajuda a aprender o inglês: conversar com nativos que tenham paciência.

    1. Hello, Paulo! Mas, é sempre bom levar em conta o contexto, a situação, o tom de voz (entonação) e coisa assim. As dicas acima ajudam a esclarecer algumas coisas; no entanto, esse é o tipo de coisa que aprendemos nos envolvendo naturalmente com a língua. 🙂

  3. Muito bom, esclareceu muitas dúvidas! Mas no meu caso o problema não era só com ‘This’ e ‘That’, também tinha o ‘it’. Contudo, é bem mais simples, por se tratar de um pronome da 3ª Pessoa do Singular referente à coisas e animais.

    1. Acho que pode usar “it” em vez de “this” ou “that” em qualquer situação onde a ação ou o objeto sobre a qual se está a falar é óbvio ou onde esse ação ou objeto é desconhecido. Faz sentido?

  4. Mais um texto fantástico sobre um tópico complexo que me tinha a pensar. Concordo de forma geral com as regras que são propostas e acho que estas vão ser apropriadas na maioria dos casos. Por consequência, acho que estudantes podem
    seguir estas regras como a base da sua aprendizagem. Porém, há algumas situações em que sinto que “this” e “that” são, de forma geral, intercambiável. Estou certo que vocês vão ouvir falantes de inglês que usam “this” onde vocês
    pensem que “that” iria ser mais apropriado, e também na maneira inversa.

    Na frase “I really don’t like that new boyfriend of yours”, por exemplo, acho que se poderia substituir “that” com “this” sem nenhuma mudança em significado. Neste caso, a escolha de “this” ou “that” poderia simplesmente referir-se à proximidade do falante à ação, como o autor sugeriu como parte da sua primeira regra. Imaginem que eu dissesse “I really like that new boyfriend of yours” (particularmente se ele não estivesse na mesma sala). Esta frase não implica falta de aprovação e eu defenderia que a frase tivesse o mesmo significado. Eu poderia também dizer “I (really) hate this new boyfriend of yours”, usando “this” numa frase que sem dúvida é negativa.

    O mesmo aplica-se com as frases “I love these new phones…” e “I hate those big four-wheel drive cars”. Eu poderia subsitituir “these” com “those” em ambos destes casos e não acho que isso daria um sentido negativo às frases. Na minha opinião, “I love those new phones…” poderia sugerir que os phones não estejam pertos de mim (talvez eu não esteja a segurar um), enquanto “I hate these 4x4s with a passion” poderia implicar que eu esteja a sentar-me em ou ao lado de um tal carro. O sentido de negatividade e positividade, na minha opinião, não tem o mesmo peso em comparação a uma indicação da proximidade do falante à ação da frase.

    Só quero mostrar que este é um tópico complexo que não sempre segue as regras! Para mim, é algo muito semelhante às palavras este, esse e aquele. E também aí, ali e lá. Ainda tenho dificuldades sabendo quando usar esse e aquele, em particular, e entendo que há algumas situações onde ora poderia aplicar-se.

    Outra coisa que notei é que “pare com isso” poderia também ser traduzida facilmente como “Stop it!”, embora eu concorde que “stop that” é também correto.

    1. Olá Ralph, excelente contribuição! 🙂

      Mas se me permite instigar um pouco mais sobre o “that” como negativo, no caso do exemplo abaixo, o “that” iria soar negativo, certo?

      A: Man, I bought a new car, I’m so happy.
      B: Which car? That car?

      Iria o “that” soar negativo no contexto acima? Ou não necessariamente?

      1. Poderia ser negativo mas não necessariamente. Depende totalmente no contexto. Pessoa B poderia estar a apontar a um carro ou a olhá-lo num jornal ou foto. Isto poderia ser neutral ou descritivo, consistente com a regra sobre a proximidade do falante à ação. Para mim, para soar negativo, o falante iria ter de enfatizar that, o que iria implicar negatividade, ou existir um entendimento em comum que aquele carro é mau. Mesmo então, enfatizando that poderia apenas destacar qual o carro a que eles estão a referir-se. Para resumir, não há uma resposta simples e o contexto importa-se.

        1. Bom, parece que é o mesmo que em português então.
          Se eu dizer “Que carro? Aquele carro?”, pode soar negativo ou não, vai depender do context e do tom da voz.
          Obrigado.

          1. Isso aí, Danilo! O contexto, o momento, a situação, o tom de voz (entoação) e mais uma série de coisas devem ser levados em conta ali ouvirmos ou dizermos algo.

            Infelizmente, isso é algo que os livros tradicionais de gramática não mencionam, ensinam, falam a respeito etc. A língua usada naturalmente tem uma gramática própria – algo que eu chamo de Gramática de Uso – e quando as pessoas entenderem que a gramática das regras é uma coisa e a gramática de uso é outra, elas certamente passarão a ver a língua de modo mais dinâmico, prático, real.

            🙂

  5. E nos casos abaixo?
    I don’t want to talk about that!
    Let’s talk about that now!
    Se encaixariam nas regras expostas?

    1. Paulo, uma coisa que não dá para explicar em uma dica escrita é essa coisa de distância temporal e espacial entre os falantes. Infelizmente, isso é algo que em se tratando de THIS e THAT a gente aprender com o tempo ou vai se acostumando sem nem ao menos enxergar regras e coisas assim.

      Portanto, em uma conversa com alguém, se a pessoa menciona um assunto eu posso fazer uso dessas sentenças por você citadas pelo simples fato do assunto ter sido mencionado por outra pessoa. Agora seu sou em quem menciono o assunto e quero conversa sobre ou não, usaria o this. Por exemplo:

      João: Hey, what happened to you last night? Is everything ok?
      Eu: Yes! Everything’s ok and, please, I don’t wanna talk about that. So, let’s change the subject, ok?

      Eu: This thing that happened to me last night was really uncomfortable. Something I really hope won’t happen again and yes, I totally wanna talk about it right now. So, sit down and listen to me!

      Claro que isso é algo bem louco e que vai além das tentativas de explicações. Afinal, em se tratando do uso da língua, as regras praticamente não existem. Por isso que eu escrevi um livro chamado “Gramática de Uso da Língua Inglesa”. Enfim, a ideia é sempre mostrar às pessoas que o uso da língua em contextos reais nem sempre segue uma lógica matemática. Ou seja, o modo como alguém diz algo em um contexto real (e natural) pode ser bem diferente do que outra pessoa diria.

      Esse é o tipo de coisa que você aprende observando a língua, prestando atenção ao modo como ela é colocada em prática. Isso não é algo que aprendemos decorando regras de gramáticas presentes em livro de gramática tradicionais.

      🙂

    1. I think that the first is correct. The second sounds strange.but, I no know, that’s just a opinion.

  6. Olá Denilson, agradeço por suas valiosas dicas aqui e no youtube. Gostaria que me ajudasse com o significado de ”the key ratios” não entendi as descrições que pesquisei. Obrigada a você e outros que possivelmente participaram da discussão. Hugs a lot.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar