Exames de Proficiência em Inglês

A Importância de uma Certificação Internacional :: Os exames de proficiência

Certificação internacional!? Para que serve!? É mesmo importante focar nisso!? Afinal, quais as vantagens de se fazer um exame de proficiência em ingles!?

Se você se faz essas perguntas, vamos conversar a respeito e esclarecer algumas coisas.

Certificados de escolas não têm Valor

Talvez você não saiba, mas os certificados emitidos pelos cursos de idiomas no Brasil não são reconhecidos e nem mesmo validados pelo Ministério da Educação.

Portanto, os certificados emitidos pelas escolas de inglês ao término de um curso de inglês não tem valor algum diante de empresas e universidades.

Seja lá qual for a escola!

Por essa razão, as escolas de idiomas em todo o Brasil já começam a se adequar para que seus cursos direcionem os alunos a um exame de proficiência internacional.

Por exemplo, a Cultura Inglesa costuma preparar seus alunos para os exames da Universidade de Cambridge. O CNA também já começa a fazer isso. inFlux e outras optam por exames como TOEIC ou TOEFL.

Essa mudança acontece justamente pelo fato das escolas saberem que uma certificação internacional vale muito mais no mundo acadêmico e profissional. Assim, essa é uma excelente ferramenta de marketing para conquistar novos alunos.

Para que servem uma certificação internacional?

Essas certificações internacionais têm a finalidade de comprovar seu nível de conhecimento e desenvoltura na língua. São solicitadas pelas maiores universidades e empresas do mundo. No Brasil, são inúmeras as empresas que exigem uma certificação dessas de seus funcionários ou futuros funcionários.

Ou seja, no mercado de trabalho e no mundo acadêmico, ter uma certificação internacional faz toda a diferença. Afinal, é o documento que atesta o seu nível de conhecimento da língua inglesa

Caso você queira fazer uma pós-graduação no exterior, esteja certo que a instituição de ensino pedirá um exames de proficiência em inglesa. As empresas também costumam exigir uma certificação.

Diante de tudo isso, torna-se inquestionável o fato de ter uma certificação internacional.

Quais são as certificações existentes?

Há várias certificações hoje no mercado. Abaixo, mencionarei as mais conhecidas e também mais exigidas.

TOEFL e TOEIC são administrados pela ETS. Esses exames possuem finalidades diferente. O TOEFL é voltado para o mundo acadêmico. Já o TOEIC por sua vez é para o mundo dos negócios. O formato é muito parecido; mas, enquanto um avalia o inglês acadêmico, o outro avalia o inglês dos negócios.

FCE, CAE e CPE são exames administrados pela Cambridge English Assessment. Estes exames mudaram de nome. Atualmente, a nomenclatura é B2 First (antigo FCE), C1 Advanced (antigo CAE) e C2 Proficiency (antigo CPE). A Cambridge English Assessment possui ainda inúmeros outros exames. Esses incluem certificações para crianças e adolescentes bem como para o mundo dos negócios.

Outro exame que desponta no cenário internacional é o IELTS administrado pelo British Council, IDP e Cambridge English Assessment. O IELTS tem dois formatos: Academic e General Training. O Academic como o nome diz é para o universo acadêmico. O General Training é para quem deseja migrar para o Canadá, Austrália, Reino Unido e também para quem pretender fazer o ensino escolar regular ou trabalhar em países de língua inglesa.

Esses acima são os mais famosinhos. No entanto, há ainda outros menos conhecidos e que são exigidos em casos específicos. Muitas vezes, as instituições aceitam a equivalência. Isto é, uma faculdade pode exigir o TOEFL, mas aceita o IELTS com uma nota equiparada à exigida no TOEFL.

Qual exame devo fazer?

A essa pergunta eu não tenho resposta. Afinal, o exame a ser obtido é aquele exigido pela universidade ou empresa na qual você procura ingressar.

Agora, caso você ainda não esteja ciente disso pois está começando a estudar inglês agora, não se preocupe. Apenas estude inglês e quando você chegar ao nível intermediário ou pós-intermediário poderá decidir qual fazer.

As escolas de idiomas costumam indicar um. Assim, se você estiver em uma instituição que ensina o inglês americano, o ideal é que faça o TOEFL ou TOEIC. Por outro lado, se sua escola ensina o ingles britânico, então o ideal é que faça os exames de Cambridge ou IELTS.

Essa coisa de inglês britânico e inglês americano não quer dizer muita coisa. Afinal, ao fazer um exame desse você deve estar com o Inglês na Ponta da Língua e ser capaz de se comunicar bem nas 4 habilidades. Portanto, estude!

» Leia mais: Exames de Proficiência: qual fazer?

Conclusão

Tenho certeza que após ler tudo o que foi dito acima, você tem outra ideia sobre as certificações de proficiência em inglês.

Você pode agora conhecer cada um desses exames lendo a respeito aqui mesmo no site.

Acima disso tudo, o ideal é que você saiba como exame funciona. Afinal, além de saber inglês, você precisa saber os detalhes de cada exame. Principalmente, o exame que você pretende fazer daqui alguns anos (ou em breve).

Aliás, vale dizer que você pode fazer esses exames em qualquer momento. Assim, poderá ter uma ideia de como está o seu inglês diante deles. Depois é só continuar estudando, melhorando o que já sabe, aprendendo coisas novas e refazer para ver se a nota melhorou.

As certificações internacionais são essenciais no seu currículo. Então, não as ignore?

That’s all for now! Take care and keep learning!

Etiquetas
aprender inglês exames de proficiência

34 Comentários

  1. Prezado Denilson, Ouço dizer que ao realizar estas certificações o candidato obtem uma pontuação, qual seria o valor desta para que uma universidade americana aceitasse tua certificação? Grato…att: Fernando

  2. Olá Denilson,Estou no momento em busca de uma escola que possa me oferecer uma certificação internacional, porém ainda nao tive tempo de verificar isso na minha cidade.Gostaria de saber de possível, uma diferenciação com relação a exigencias e publico alvo entre as certificações assim como vc fez com a TOEFL e a TOEIC, se elas são vitalicias ou se perdem cerca de algum tempo.Agradeço o post e a atenção.Carol

  3. Excelente artigo. Saiba que a Kaplan International Colleges é acreditada pelo British Council e temos várias escolas no Reino Unido, bem como nos Estados Unidos.Temos vários cursos e programas. Damos assistência especial aos nossos alunos Brasileiros.Caso pretenda saber mais veja nosso site emhttp://www.kaplaninternational.com/por/

  4. Olá Fernando, obrigado por seu comentário.Bom, nesse caso, cada universidade exige uma pontuação de acordo com suas pretensões. No entanto, eu acredito que um score 95 no TOEFL iBT já é um bom indicativo de chances para entrar em um curso universitário. No TOEIC uma nota inferior a 700 (vai de 10 a 990) pode trazer problemas. Vale dizer ainda que algumas universidades permitem que você entre com uma solicitação de 'waiver' (dispensa) para apresentação das notas. Mas o pedido só será levado em conta caso o candidato comprove o seu nível de inglês. Muitas vezes a carta de solicitação de 'waiver' e outros documentos escritos pelo candidato já dão prova de seu nível de inglês. Como muitas não fazem isso, o melhor mesmo é ter a certificação.:-D

  5. Obrigado pela dica, Denilso. Agora eu tenho uma dúvida: se eu realizo um exame do tipo, e saio com uma pontuação "C", por exemplo. Eu poderia realizar ele novamente e tentar aumentar minha pontuação?

  6. Carol, as diferenças são aquelas mencionadas no texto acima e também em um outro que escrevi aqui no ano de 2009 – TOEIC ou TOEFL?. A nota dos dois exames acima – TOEIC e TOEFL – são válidos por apenas dois anos. Ou seja, se você fizer o exame hoje a sua nota será válida por apenas dois anos; após esse período é necessário que você refaça o exame para assim verificar se seu inglês melhorou ou não.Já os exames de Cambridge (FCE, CAE e CPE) são vitalícios. No entanto, o mundo hoje usa o bom senso em relação a isso. Ou seja, se a pessoa tirou o CPE em 1985 e de lá para cá não desenvolveu o inglês nem precisa ser dito que ela não tem muitas chances diante do mercado de trabalho. Agora, se a pessoa fez o CPE em 1985 e esteve sempre envolvida com a língua inglesa, viajou, conversa, etc., então o certificado continua valendo.Cada exame desses possui um site específico com as exigências e informações a respeito de cada um. Uma rápida busca no Google ajudará você a optar por aquele que considerar melhor. Prometo escrever mais sobre esses exames aqui no blog e assim ir esclarecendo as dúvidas que forem surgindo.Att,Denilso de LimaELT Professional & Consultant

  7. Ícaro,no caso de você tirar "C" (nos exames da Cambridge), você pode sim refazer o exame. Porém, o ideal é que você estude mais, prepara-se melhor e então refaça o teste após seis meses ou um ano. O mesmo vale para as pontuações nos exames TOEIC e TOEFL. No entanto, há um período para que você refaça esses exames. Salvo o engano, creio que seja após seis meses. Não estou bem certo agora!Enfim, o fato é que você tem sim chances de refazer cada exame caso tenha tirado uma nota não satisfatória.Denilso de LimaELT Professional & Consultant

  8. Denilson Pretendo fazer os exames de Cambridge PET e depois o FCE durante o ano…Gostaria da sua opinião, pois coletei alguns materiais em site etc, sobre o PET e FCE, e vi que seus livros ajudam bastante no estudo pra prova. Além do seu livro, material do curso de inglês oque mais me ajudaria para fazer esses exames?tenho o gramatica em uso e ingles na ponta da lingua.GRATO

  9. DenilsonFaço curso no Instituto de Indiomas Cambridge em Camaçari-Ba. gostaria de saber a respeito dela, no início achei que era boa, mas lendo o seu texto a respeito dos cursos aqui no Brasil, agora não tenho tanta certeza.Quando pergunto a respeito da instituição, nunca me dão uma resposta satisfatória. Tenho muitas dúvidas.Me ajude a obtê-las.Obrigada.

  10. Olá,Infelizmente não conheço essa escola. Portanto, não posso opinar sobre ela. Não sei qual o perfil pedagógico da mesma, o material utilizado, o plano de ensino, etc. Enfim, não posso falar sobre algo que não conheço. =]

  11. Olá,Tenho a intenção de prestar o PET, vc acha que vale a pena, ou é melhor esperar mais um pouco para prestar o FCE??

  12. Acho que vale mais a pena você estudar um pouco mais e fazer o FCE. Afinal, o PET não é tão reconhecido quanto o FCE no mercado de trabalho e faculdades. Guarde o dinheiro e invista em algo que valerá a pena no currículo.

  13. ola meu nome e natalia, meu filho esta fazendo no wizard ja e no final mesmo do curso so dan toeic(que ura 2 anos) apos ele terminar ele poderia fazer os exames em outra instituicao..?

  14. Olá Natália, tudo bem?Seu filho pode sim fazer o exame em qualquer outra instituição. Um recomendação que te dou aqui é saber quantos pontos os alunos da referida escola tiram após dois anos de cursos com eles. Ou seja, tente conversar com pais de alunos que fizeram o curso e após dois anos o exame. Com dois anos de curso, qualquer coisa abaixo de 700 é inadmíssivel. Essa é uma forma de você avaliar a escola.Att.,Denilso

  15. Acho FCE e PET perdas de tempo, e principalmente dinheiro. Um CAE tá excelente, se tiver CPE entao voce é f*dao!! heheheTem tambem o exame Michigan coordenado pela michigan/cambridge!!Vejo essas certificacoes como exame da OAB do ramo do ingles.Infelizmente ainda estou por ver empresas pedindo certificado, nunca vi! Nem pros certificados nacionais nem pros internacionais. Talvez seja mais usado em exames seletivos em universidades.

  16. Denilso há alguns dias tenho lido os seus comentários. Achei bastante interessante seu ponto de vista a respeito de pirataria, de como escolher um curso com boa metodologia. Todavia gostaria de saber de você se é interessante fazer um curso online ao invés de presencial? E se você conhece o curso do Englishtown? ou então pode me dar uma dica de um bom curso de inglês? Grata!

  17. Carla, Há vantanges e desvantagens em fazer um curso online. Da mesma forma, há vantagens e desvantagens em fazer um curso presencial.Uma das principais coisas a se fazer é analisar o seu perfil como aprendiz. Ou seja, você precisa descobrir, antes de qualquer coisa, se você tem o perfil para fazer um curso online.Que perfil é esse?Você precisa ser disciplinada com o horário, dedicada com o aprendizado, organizada com o material, determinada a fazer as atividades enviadas, ativa nas conversas online com os professores, curiosa para procurar mais coisas online e assim aprofundar o que você está aprendendo. Além disso, você precisa ter uma boa conexão de internet, um local calmo e tranquilo para estudar. Descubra também se você prefere conversar com outras pessoas enquanto aprende ou se prefere ficar sozinha matutando as ideias e falando consigo mesmo (em voz alta também). Pessoas que fazem curso online precisam se dedicar ao curso e precisam ter muita disciplina.Isso não quer dizer que quem faz curso presencial esteja livre dessas coisas. Muito pelo contrário. Mas, no curso presencial você pode tirar dúvidas com o professor, pode trocar informações com outros estudantes, pode participar de atividades mais dinâmicas. Enfim, cada pessoa tem o perfil para uma modalidade de curso ou outra. Qual é o seu perfil?

  18. Boa noite Denilso, eu quero fazer um curso que seja bom para o meu currículo profissional, sou farmacêutica e biomédica. Nunca fiz curso de inglês e me informaram que o curso do Kumon é de fácil aprendizagem, o que vc acha?Aline

  19. O TOEIC é o mais recomendado para quem quer entrar no mercado de trabalho em uma multinacional ou tem outros ?Eu particularmente não sei quais certificados as empresas estão pedindo de fato.

  20. Daniel,Eu acredito que vai depender da empresa. Eu sei que algumas (Banco do Brasil, por exemplo) aceita TOEIC, FCE, CAE, CPE e outros. Já algumas (HSBC, Pirelli e outras) preferem o TEOIC. No entanto, há uma tabela de equivalências entre esses exames e as empresas podem levar isso em consideração. Mas, isso depende do processo seletivo de cada empresa e também do plano de cargos e salários que a empresa possa ter. Minha dica: ao se candidatar a uma vaga de emprego, mencionar no currículo que você tem uma certificação (CPE, por exemplo) e dizer que equivale a (900 pontos no TOEIC). Assim, o pessoal do RH já terá uma noção do que se trata.:-)Denilso

  21. Olá, Denilso! Gostei da dica , obrigado. Bem, como diz aí, é um teste aceito mundialmente. E acabei de comprovar isso, estava vendo uma reportagem sobre uma Universidade dos Estados Unidos (UC Berkeley), para entrada de um não-nativo, é preciso dos teste citados no seu texto. "A proficiência em inglês também é exigida, e os candidatos internacionais de países cuja língua nativa não é o inglês devem realizar testes de proficiência. Há dois exames possíveis, o Internatioal English Language Testing System, IELTS, ou o Test of English as a Foreign Language, TOEFL. Para a aprovação em Berkeley, a pontuação no IELTS deve ser de 7 ou superior, e no TOELF de 8 ou superior."

  22. Olá Denilso, muito bom o site, Parabens!quero saber qual a certificação ideal para simplesmente provar e também me auto-avaliar,pois sou auto de data, sei conversar em ingles com as pessoas, e escrever também, e entender girias etc. mas nao tenho como comprovar isso no papel. estava pensando sobre a a CPE. mas quero que me diga o que pensa sobre o meu caso.Grato

  23. Olá Robson,Eu acredito que, o teste ideal pra você seja o TOEIC. Pois ele trata basicamente de comunicação "Test of English for Internacional Communication". Pra quem quer focar nisso, esse é um teste excelente e que tem um respaldo corporativo muito interessante.Abraços,Bruna.Curta o Inglês na Ponta da Língua no Facebook

  24. Hi my friend, I wonder of you If I can teaching english even not understanding very well the native speaker?

    Note: I know a lot about english rules and I think I can teaching english to people and then I would like to know about your opinion.

  25. cara, eu fiz o toeic e tirei 760 se nao me engano, e gostaria de saber qual o modo correto de colocar essa informação em meu curriculum profissional. se alguem puder ajudar agradeço.
    abrass

    1. Elisangela,

      De modo geral, ele não vale muita coisa não. Mas, há empresas que o aceitam como comprovação de proficiência. O FCE é um exame de nível intermediário, logo muitas faculdades não o aceitam como exame de proficiência.

      😉

  26. Como sou professora, tenho o CELTA. O melhor "treinamento para professores" que fiz [e olha que fiz os treinamentos das melhores escolas de São Paulo!], pois não nos melhora apenas como profissionais – nos faz crescer, também, como indivíduos.

  27. Olá Denilso
    Estou me preparando para o FCE através do FCE Result Student's Book, que me parece ser um excelente material de preparação para o exame. No entanto, estou no início do livro, fiz os exames KET e PET pela Universidade de Cambridge, e gostaria de saber se, tendo um nível intermediário-avançado, eu alcançaria uma pontuação adequada se for prestar o exame no meio deste ano.
    Se puder, gostaria de saber sua opinião sobre este livro, e quais outros meios eu poderia usar pra me preparar melhor para o exame.
    Muito obrigada.

    1. Bruna, tudo bem?

      Não conheço o livro que você menciona e não tenho como saber se você alcançará uma boa nota ou algo do tipo. Acho que você tem de estudar bastante, se organizar, fazer simulados e ver como está se saindo. Isso depende mais de sua preparação do que uma avaliação minha sem conhecer absolutamente do livro e de você. Aqui no site há inúmeras dicas sobre como estudar, se organizar, adquirir fluência, etc. Portanto, recomendo que você as leia para saber outros meio de se preparar para o teste.

      😉

Botão Voltar ao topo
Fechar