A Importância de uma Certificação Internacional

Talvez muitos de vocês não saibam, mas os certificados emitidos pelos cursos de idiomas no Brasil não são reconhecidos e nem mesmo validados pelo MEC (Ministério da Educação e Cultura). Ou seja, os certificados que você recebe ao terminar um curso de inglês em qualquer escola de idiomas no Brasil (CNA, CCAA, Wizard, inFlux, Wise Up, etc.) não tem valor algum diante de empresas e universidades. Por conta disso, é altamente recomendável que você, ao longo dos estudo de inglês, tenha como objetivo obter uma certificação internacional que seja reconhecida no mundo todo.

Essas certificações internacionais têm a finalidade de comprovar seu nível de conhecimento e desenvoltura na língua. São solicitadas pelas maiores universidades e empresas do mundo. No Brasil, são inúmeras as empresas que exigem uma certificação dessas de seus funcionários ou futuros funcionários. Ou seja, no mercado de trabalho e no mundo acadêmico, ter uma certificação internacional faz toda a diferença. Afinal, é o documento que atesta o seu nível de conhecimento da língua.

Certificação Internacional em Inglês

Entre as principais e mais reconhecidas certificações internacionais estão: TOEFL e TOEIC, ambos administrados pela ETS; FCE, CAE e CPE, administrados pela University of Cambridge; e o IELTS administrado pelo British Council, IDP e University of Cambridge. Cada um desses exames possui uma característica e público específico. Por exemplo, o TOEFL é exigido no mundo acadêmico; portanto, caso você queira fazer uma pós-graduação em uma universidade nos Estados Unidos é bem provável que solicitem sua nota nesse exame. Já o TOEIC é mais solicitado em empresas, órgãos governamentais, cursos de graduação em alguma universidade, etc. [Leia também: TOEIC ou TOEFL?]

Diante da seriedade desses exames, muitas escolas de idiomas no Brasil procuram oferecer aos alunos que terminam o curso de inglês a oportunidade de fazer um exame internacional. Essa atitude ajuda tanto os alunos quanto a própria escola. O aluno tem a chance de colocar seus conhecimentos à prova. Já a escola prova a todos que o seu sistema de ensino é sério e tem isso atestado pela pontuação obtida pelos aprovados nesses exames.

Fica aqui uma dica: antes de fechar a matrícula em uma escola de inglês, procure saber ela prepara os alunos para a obtenção de um certificado internacional. Além disso, procure saber qual certificado é oferecido e a média de aprovação dos alunos. Outra coisa a ser observada: algumas grandes redes de ensino de idiomas divulgam que oferecem, ao término do curso, uma certificação internacional; no entanto, as atendentes e mesmo professores não fazem a menor ideia do que seja isso e como funcionam. Portanto, cuidado!

Por exemplo, recentemente liguei a uma escola de idiomas e pedi informações sobre o TOEFL, exame divulgado no comercial da escola. A pessoa que me atendeu disse sem titubear, “isso está sim na propaganda da rede, mas nossa escola não oferece isso não; na verdade a gente aqui nem sabe o que é isso direito, só nos falaram por alto.” Isso prova que há algo de errado em algum lugar. Garanto a vocês que não é aqui comigo! Pois, a pessoa disse justamente isso.

Lembre-se de que não adianta ter o certificado de conclusão no nível ultra-mega-power advanced da escola XYZ Idiomas Corporation. O que importa mesmo é ter uma certificação internacional; pois, na hora da verdade, são essas as certificações exigidas e reconhecidas pelo mundo acadêmico e corporativo. As perguntas agora são: a escola na qual você estuda ou pretende estudar oferece ao término do curso a oportunidade de fazer um exame para obtenção de uma certificação internacional? Que exame é oferecido por essa escola? Será que é um dos mais reconhecidos do mundo ou apenas um tapa-buracos? Fique de olho e faça valer o seu investimento no curso.

Artigos Relacionados
Comentários