Quer Aprender Inglês? Não Seja Um Acumulador!

Recebo com frequência emails de pessoas querendo saber como elas podem ser organizar melhor para aprender inglês. A maioria desses emails costuma chegar da forma como segue abaixo:

Denilso, eu tenho aqui comigo vários livros de inglês e também alguns dicionários. Tenho ainda inúmeras gramáticas. Além disso, tenho umas revistas em inglês e alguns livros do Shakespeare, Sidney Sheldon e outros. Já baixei inúmeros seriados como Friends, The Big Bang Theory, How I Met Your Mother e mais alguns que adoro. Fora isso, já salvei nos favoritos um monte de sites com dicas de inglês, atividades, material de áudio, livros em formato PDF, vídeos de pronúncia que achei no Youtube e outras coisas que me ajudarão no aprendizado de inglês. Tenho tudo isso, mas ainda assim não vejo progresso no meu inglês. Portanto, como eu posso usar esse material a meu favor? Como posso me organizar melhor? Afinal, tenho muita vontade, mas não sei por onde começar! Tem como você me dar uma ajuda?

Identificando o Problema

Para Aprender Inglês, Não Seja AcumuladorQuando leio isso, a primeira coisa que me vem à cabeça é o programa de TV Acumuladores, exibido no Brasil pelo Discovery Home & Health. Esse programa mostra pessoas que sofrem de um mal dos tempos modernos conhecido como acumulação compulsiva.

A pessoa que sofre desse mal tem o hábito de guardar tudo o que vê pela frente. Há casos nos quais o acumulador compulsivo enche a casa com objetos (tranqueiras) que raramente serão usados. A mobilidade da pessoa fica praticamente impossível devido à quantidade de entulho espalhado pela casa. O curioso é que na mente do acumulador, aquilo tudo (seja lá o que for) será útil em algum momento no futuro; e, é por isso que ele vai guardando tudo.

A comparação aqui pode parecer exagerada, mas há pessoas que ao estudar inglês se tornam acumuladores compulsivos.

Releia o texto de email citado acima e você perceberá que o estudante é um acumulador compulsivo de material de inglês. Ele tem livros, revistas, vídeos, sites, arquivos MP3 e PDF, atividades, etc., etc. etc. Enfim, ele acumulou tanto material e agora precisa de ajuda para saber como usar isso tudo a seu favor.

Em alguns casos mais complexos, há estudantes de inglês que passa mais tempo na internet procurando material para estudar do que aproveitando o conteúdo daquilo que encontra. É como se eles pensassem assim: “Eu tenho todo esse material e depois vou estudar isso tudo”. O problema é que esse depois nunca chega e a pessoa continua acumulando coisas para estudar (depois).

Esse estudante acumula tanto material (coisas legais) que nem ele sabe para que serve. O que ele sabe é que está em inglês, é algo relacionado ao inglês, é material de inglês gratuito encontrado na internet, é lista de palavras em inglês e, portanto, tem de ser guardado para estudar depois.

Cuidado com essa síndrome! Não caia no mal da acumulação compulsiva! Se você quiser mesmo aprender inglês, não seja um acumulador.

Como evitar esse mal?

Uma maneira bem simples de evitar esse mal é manter em mente o velho ditado que diz “é de grão em grão que a galinha enche o papo”. Ou seja, você não precisa acumular todo quanto é tipo de material para aprender inglês. Você precisa de pouco. Assim o pouco de hoje somado aos outros poucos que você encontrará ao longo dos estudos serão o muito que você terá conforme for estudando e aprendendo a cada dia.

Não caia no erro de achar que ao acumular um monte de material você estará aprendendo inglês. Lembre-se: não e quantidade de material que fará a diferença no seu aprendizado, mas sim a qualidade como você utiliza o material adequado no agora.

Se você é um acumulador, acalme-se. Pare, respire fundo e pense em seus objetivos sobre o aprendizado de inglês. Anote esses objetivos em um caderno. Depois procure alguns materiais que estejam alinhados ao seu objetivo para aprender inglês. Pouca coisa, claro!

Digamos que você queira aprender inglês para um concurso, então adquira uma gramática e estude-a aos poucos. Caso surja alguma dúvida, entre em um fórum ou grupo de estudos e vá tirando suas dúvidas. Você pode ainda procurar um amigo que possa te ajudar. Não saia baixando tudo quanto é material de gramática que achar na internet. Escolha um livro ou dois, acesse um site ou dois e vá aos poucos.

Caso seu objetivo é aprender inglês para passar umas três semanas em um país onde o inglês é falado, então estude as frases de algumas situações que serão comuns em sua estadia por lá: como pegar um táxi, como pedir informações na rua, fazer compras, ir a um restaurante, dar entrar em um hotel e coisas assim. Escolha um livro ou dois, acesse um site ou dois e vá aos poucos.

Lembre-se do ditado “é de grão em grão que a galinha enche o papo”. Portanto, não saia acumulando material que certamente não será útil no momento. Não guarde coisas que agora não farão sentido para você e só servirão para desestimular e aumentar a ansiedade e a frustração. Vá com calma! Vá aos poucos!

Quer aprender inglês? Então, não seja um acumulador! Caso queira aprender mais, então adquira já o ebook Dicas Para Aprender Inglês Sozinho (ou não). É só clicar aqui.

Artigos Relacionados
Comentários