Qual livro ajuda a aprender inglês mais rápido?

Uma estudante de inglês dedicada enviou um email com um pedido de sugestão que acredito ser algo que muita gente deseja. Assim, decidi compartilhar a resposta por aqui também.

No email, ela escreveu o seguinte: 

Estou no começo do curso de inglês, qual livro você me indica para aprender mais rápido o inglês e que vai me auxiliar e aprender mais?

Minha resposta

Há vários livros no mercado que certamente ajudarão você a aprender inglês. Agora, se isso ajudará a aprender mais rápido é algo que ninguém pode garantir. Afinal, seu aprendizado depende muito mais do seu interesse, dedicação, paciência, esforço etc. Sem contar que essa coisa de “aprender mais rápido” é apenas um desejo que nem sempre se concretiza. Afinal, o aprendizado é constante e eterno. Nós nunca deixamos de aprender.

Em todo caso, entre os vários livros disponíveis nas livrarias, há os dicionários – bilíngues e monolíngues –, que certamente devem fazem parte de sua biblioteca de estudos.

Há ainda as gramáticas como a Gramática de Uso da Língua Inglesa do prof. Denilso, que ajudará você a ver e aprender a gramática da língua inglesa de uma maneira mais natural, leve e descontraída. 

Qual livro ajuda a aprender inglês mais rápido?

Tem também os livros de vocabulário que são vários e vão desde os que incluem palavras soltas aos que abordam frases do cotidiano, expressões idiomáticas (idioms), phrasal verbs e muito mais. Nesse caso, os livros podem também ser divididos em níveis que vão do básico ao avançado/proficiente. Um livro que certamente ajudará você a entender como aprender melhor o vocabulário em inglês e desenvolver sua fluência por meio dele é o livro Combinando Palavras em Inglês, também de autoria do prof. Denilso. 

Por fim, há aqueles livros que focam em dar dicas e orientações de estudos. Livros que falam sobre como se organizar, como estabelecer objetivos, como aprender inglês de modo mais natural, como encontrar tempo para os estudos etc. Nesse caso, o livro Inglês na Ponta da Língua é um dos mais recomendados e lidos no Brasil. 

Se você for uma estudante dedicada, você certamente investirá em mais livros e materiais para continuar aprendendo sempre e cada vez mais. Lembre-se, no entanto, que estes livros são apenas ferramentas para auxiliar o seu aprendizado. Ou seja, nenhum deles ajudará você a aprender inglês de modo mais rápido. Afinal, esse “aprender mais rápido” não depende dos livros, mas sim de quem estuda.

Minhas Perguntas

E você? O que acha disso? Concorda ou discorda? Você acha que há livros que ajudam a aprender inglês mais rápido? 

Que livro já ajudou você – ou tem ajudado você – a aprender inglês? 

Compartilhe com a gente na área de comentários aí abaixo! Let’s keep learning together.

Como eu aprendi inglês! Um resumo da história!

As pessoas sempre me perguntam como eu aprendi inglês. Perguntam isso porque sabem que eu aprendi inglês sozinho. Nunca frequentei um curso de inglês e nem mesmo fiz um intercâmbio. Como minhas amigas e amigos dizem, eu aprendi na marra.

Assim, sempre querem saber coisas como: O que você fez para aprender? Como se organizava? Que material usava? Qual era o seu método de estudos? Como organizava o tempo? Como estudava a pronúncia se não tinha ninguém para ajudar/corrigir?

Enfim, são tantas as perguntas que fazem que eu acredito que daria para fazer um filme explicando cada detalhe. Mas, como Hollywood ainda não sabe da minha história, eu fiz um vídeo no qual conto em resumo como eu aprendi inglês.

Este vídeo está publicado lá no Youtube. Então, você pode assisti-lo por lá ou aqui mesmo no site. É só tocar no player abaixo e ouvir a minha história.

Como Eu Aprendi Inglês (podcast)

Além da versão em vídeo (Youtube), você pode também encontrar esse bate papo em formato podcast. O áudio está abaixo também. Mas, para acompanhar o Inglês na Ponta da Língua nas plataformas de podcast é só clicar na sua favorita abaixo:

Outras dicas para te ajudar

Seguem abaixo outras dicas para ajudar você um pouco mais:

Quer aprender ainda mais?

Se você quiser aprender muito mais, então tenha o livro Inglês na Ponta da Língua – método inovador para melhorar seu vocabulário. Nele você aprende a aprender phrasal verbs, expressões, frases do cotidiano, dicas de como estudar, como se organizar, atividades que podem ser feitas em qualquer lugar e assim manter o inglês ativo na memória e muito mais.

Nessa oferta exclusiva, você receberá o livro em seu endereço e autografado por mim – o autor. Portanto, não perca essa oportunidade. Clique no botão abaixo e fique com seu Inglês na Ponta da Língua.

Praticando Listening com Vídeos Curtos

Praticando listening com vídeos curtos!? Que ideia é essa!? Como assim!? Neste texto quero compartilhar uma dica bem legal com você que acompanha o Inglês na Ponta da Língua.

Essa é uma dica que dou no curso Inglês na Ponta da Língua (antigo Aprender Inglês Lexicalmente). Curso que foi totalmente reformulado e que além de dicas para aprender inglês a todo instante, ele traz também muitas frases, expressões, phrasal verbs, collocations e muito mais para quem quer aprender inglês de modo mais dinâmico. Se você quiser saber mais sobre esse curso, clique aqui. Caso queira saber mais, entre em contato clicando aqui.

Mas, indo à dica! Vamos falar um pouco sobre:

  1. listening em inglês
  2. Praticando Listening com Vídeos Curtos
  3. Dicas sobre como usar esse vídeos
  4. Um vídeo para você praticar
  5. Texto do vídeo para você aprender mais

São 5 pontos com várias dicas para você entender um pouco sobre listening em inglês e também aprender inglês.

Listening em Inglês

Já publiquei aqui inúmeras dicas sobre listening em inglês. Se você começou a acompanhar meu trabalho recentemente, talvez tenha perdido algumas dessas dicas. Então, siga lendo para saber onde elas estão.

Em uma das primeiras dicas que escrevi, tentei explicar de modo bem simples por que listening é difícil. Nesse texto, menciono o fato dos nativos falarem rápido e também do inglês falado ser diferente do inglês escrito. A gente aprende “What are you going to do?”, mas na vida real as pessoas falam “Watcha gonna do?”. Isso dá um nó em nossas cabeças quando começamos a estudar inglês.

Além desses pontos, no texto cito um outro fator que precisa ser compreendido. Para saber qual é, recomendo que leia a dica Por Que Listening é Difícil? Como Resolver o Problema.

Em outras dicas sobre como melhorar o listening em inglês, dou inúmeras ideias para que estudantes de inglês – básico ao avançado– desenvolvam a habilidade de listening naturalmente. Um desses textos é Dicas Para Melhorar o Listening. Muitas dessas dicas, eu reforço no curso Inglês na Ponta da Língua. Afinal, listening é uma das coisas que temos de desenvolver constantemente.

Há também textos voltado para professores de inglês. O título é Ensinar o Inglês Falado para Melhorar o Listening. Nele, incentivo que professores deem ênfase ao inglês falado naturalmente. Ou seja, ajudem os alunos a entender o inglês falado de verdade desde cedo. Afinal, temos de nos envolvermos o máximo possível com o inglês falado e assim nossos ouvidos se acostumem com o inglês da vida real e não com o inglês dos livros. Sobre isso leia You want to speak English or book English?.

Neses textos você encontrará muitas informações para melhorar o listening. Clique nos links e imprima os textos. Você terá muita coisa para colocar em prática.

Praticando Listening com Vídeos Curtos

Praticando Listening com Vídeos Curtos

Você certamente assiste a filmes e seriados na esperança de praticar listening. Eu não tenho nada contra isso; mas, você há de concordar filmes e seriados são longos. Imagine usar um filme com 3 horas de duração na esperança de melhorar o listening! Loucura!

Também já dei dicas aqui sobre como você pode tirar melhor proveito de filmes e seriados para aprender inglês. Um desses foi o texto Aprender Inglês com Filmes. Nesse texto dou dicas para que vocês escolha o trecho de um filme, aprenda os chunks of language e pratique isso de uma maneira que seu cérebro se acostume. O problema é que se você for fazer isso com o filme todo, você vai passar um mês inteiro estudando apenas aquele filme. Por um lado isso é interessante; por outro, é cansativo.

Outra dica dada, responde a seguinte pergunta: Assisto aos Filmes com Legendas em Inglês ou em Português? O que será melhor? Como se trata de uma dica mais específica, vou deixar para que você a leia com calma. No entanto, saiba que ela têm um pouco haver com o que vou falar mais abaixo.

Se filmes e seriados são longos, eu então recomendo que você use vídeos curtos. No Youtube, no Instagram e no Facebook, há inúmeros vídeos com cerca de 1 ou 2 minutos de duração que você pode usar para estudar. Esse vídeos podem ser brincadeiras (as tais pegadinhas), mensagem motivacional, uma entrevista, etc. Enfim, você pode garimpar os sites e encontrar vídeos curtos para usar a seu favor. No Instagram do Inglês na Ponta da Língua e também em nosso Facebook, eu costumo publicar videos assim para que todos possam praticar o listening e aprender mais inglês.

Mas, como usar esses vídeos a seu favor?

Dicas sobre como usar esse vídeos

Não há muito segredo sobre como usar esses vídeos. Tudo o que você precisa fazer é salvá-los e ouvi-los sempre. você deve estar aí se fazendo a seguinte pergunta: Como eu vou saber se estou entendendo ou não?

Nesse caso, você pode pedir ajuda na internet. Há grupos de estudo no Facebook. Você pode pedir para alguém te ajudar com alguma parte específica. Pedir ajuda para aprender algo não é feio. Além disso, você estará ajudando outras pessoas a aprenderem junto com você. Todo mundo sai ganhando. No curso Inglês na Ponta da Língua, eu já faço isso nos vídeos que compartilho. Portanto, é uma outra opção.

Se você conseguir o texto do vídeo por meio da legenda em inglês, você terá mais facilidade para começar a entender. Portanto, procure por vídeos que tenham a legenda. No Youtube, você pode clicar em uma botãozinho de closed caption e assim ter o texto do vídeo. Nem sempre funciona, mas quando funciona ajuda muito. É tudo uma questão de garimpar o conteúdo que te interessa e usá-lo a seu favor.

O trabalho aqui não é muito fácil! Mas, quando você pega o jeito, você se surpreenderá com o modo como seu listening em inglês melhorará muito. Isso se você levar à sério essa coisa de Praticando Listening com Vídeos Curtos.

Para você entender um pouco do processo, vou deixar um vídeo para você ter uma ideia de como isso pode ser feito.

Um Vídeo para Você Praticar

Segue abaixo um vídeo para você colocar essa ideia de Praticando Listening com Vídeos Curtos em prática. Siga os passos abaixo:

  1. Assista ao vídeo e procure entender o que está acontecendo: Quem são as pessoas? O que elas estão fazendo? Qual a reação delas? O que elas estão dizendo?
  2. Assista ao vídeo novamente e tente entender melhor o que elas estão dizendo. Preste atenção em palavras ou expressões que você sabe. Associe essas palavras ao contexto e já crie a cena em sua mente como se você estivesse junto a elas.
  3. Assista ao vídeo mais uma vez e associe tudo novamente com o que você fez nos pontos anteriores.
  4. Feche seus olhos e deixa o vídeo tocando. Não olhe para a cena. Apenas, ouça e reconheça as palavras e expressões que você já sabe.
  5. Não se preocupe com o fato deles falarem rápido demais. Deixe esse pensamento de lado. Simplesmente divirta-se e siga praticando listening com vídeos curtos.

Texto do Vídeo para Você Aprender Mais

Depois de assistir ao vídeo fazendo os passos que dei acima, você pode ler o texto com o diálogo do vídeo. Esse é o momento no qual você aprenderá os chunks mais importantes e que fazem com que o cérebro ouça melhor ao assistir ao vídeo outras vezes. Você pode copiar esse texto para seu caderno e manter o foco nas expressões principais (chunks, collocations, palavras, etc.). No curso Inglês na Ponta da Língua, a gente foca bem nessas expressões (significado, uso, pronúncia). Aqui, apenas darei o texto.

– Have you been ordering something off the internet?
– No!
– Off the TV?
– No!
– Ja’Myron
– Why did… This says shipped to Ja’Myron Baker. What is this?
– I don’t know!
– You open it! Here! I don’t have this. Does that have my name on there? That has your name on there. You open that! Hurry up! Buying stuff off the TV. I’m gonna wear your butt out. The heck! Open this! You ain’t getting nothing off the TV. Why does it have your name on it then? What is this? What is that? Open that up! What is that? Take that out of there! What does that say? What is that?
– What?
– What is that? What is this? Read what that says!
– Happy eighth birthday, love Mom.
– Thank you!
– Got him!
– Oh… What? Oh my God!
– Happy eighth birthday son. Got you an iPod touch! Happy birthday baby!

Uma última dica é a seguinte: estude esse texto e tente memorizá-lo. Depois, ouça o vídeo – não o veja – e imagine os chunks sendo usado. Você pode ainda tentar repetir o que está sendo dito ao mesmo tempo que as pessoas no vídeo. Nas primeiras vezes isso será meio frustrante, mas com o tempo a prática levará à perfeição.

Conclusão

Se você ler as dicas que indiquei acima, você saberá o que mais fazer com esse texto e com o vídeo. Afinal, você colocará tudo isso junto e vai ficar Praticando Listening com Vídeos Curtos sempre que puder. Portanto, tire um tempo para ler as dicas. Você quer ficar com seu Inglês na Ponta da Língua, não é mesmo? Então, tem de estudar!

That’s all for now, guys! Espero que tenham gostado do conteúdo desta dica. Eu sei que é muita coisa, mas acha que será fluente em inglês da noite para o dia, certo? Quanto mais cedo você começar a pôr em prática o que aprende, mais cedo seu cérebro começará a se acostumar com tudo. Como eu disse acima: a prática leva à perfeição. Então, siga Praticando Listening com Vídeos Curtos. Portanto, pratique! Take care and keep learning.

Você tem medo de falar inglês?

Na abertura dos Jogos Olímpicos, a apresentadora Regina Casé disse o seguinte: “Here is to diversity. Let’s dance.” Não demorou muito para que a turma que adora fazer piada com o inglês alheio passasse a comentar negativamente o modo como ela falou isso ou mesmo questionar se o que ela disse estava realmente certo.

Os comentários e piadas que li em vários locais eram absurdos. Li um texto no qual o autor disse “a internet não perdoa o inglês de Regina Casé”. Confesso que como profissional que atua nessa área a mais de vinte anos, eu acreditava que esse comportamento estivesse diminuindo ou deixando de existir; mas, na verdade, ele parece ter aumentado.

Pude ainda notar que o comportamento da maioria é o mesmo de anos atrás:

  • criticar o inglês do outro
  • procurar e apontar os erros no inglês do outro
  • julgar o inglês do outro como se o meu fosse melhor
  • fazer piada do jeito do outro falar inglês como se o outro fosse um nativo ou tivesse a obrigação de falar inglês com perfeição.

Esse comportamento geral um grande obstáculos para quem deseja aprender inglês: MEDO DE FALAR INGLÊS.

» Leia também: Por que brasileiro não aprende inglês?

Medo de Falar Inglês

Medo de Falar InglêsEstudantes de inglês no Brasil todo têm medo de abrir a boca para responder uma simples pergunta pelo fato de terem medo. Esse medo tem explicação e você certamente vai entender isso no restante deste texto.

Tempos atrás, perguntei a um grupo de mais de 150 estudantes de inglês o que eles realmente tinham medo. As respostas mais comuns foram:

  • Medo de errar na gramática
  • Medo de errar na pronúncia
  • Medo de ser julgado pelos outros
  • Medo de falar algo que não é exatamente aquilo que queria
  • Medo de se tornar motivo de piada para os outros
  • Medo de não entender o que está sendo dito

Você certamente deve concordar com essa lista. Afinal, esses medos são comuns a praticamente todos os estudantes de inglês. Esses medos causam consequências ao aprendizado de inglês. Mas, antes vamos falar entender um pouco mais sobre esse tal medo.

Xenoglossofobia

O medo de falar inglês como língua estrangeira ou segunda língua se encaixa dentro do que nós chamamos de XENOGLOSSOFOBIA. Esse palavrão todo serve para se referir ao sentimento de insegurança, nervosismo, ansiedade, apreensão que uma pessoa tem ao aprender ou ter de usar uma segunda língua ou uma língua estrangeira.

No contexto de aprendizado e ensino de inglês, esse “medo” aparece de três maneiras: nervosismo na comunicação, ansiedade ao fazer um teste e medo de avaliação negativa. Desses três, apenas dois interessam aqui:

  • Nervosismo na comunicação que é o sentimento de ansiedade que a pessoa tem ao ter de conversar (falar e ouvir) usando a segunda língua.
  • Medo da avaliação negativa que está associado ao fato do estudante ficar extremamente preocupado com o modo como os outros podem avaliar negativamente suas habilidades linguísticas (pronúncia, gramática, uso das palavras, etc.).

O número de pessoas que sofre esse mal aumenta quando nos deparamos com uma Regina Casé sendo massacrada por ter dito “Here is to diversity. Let’s dance.

Ao ler essas piadas – sejam elas por brincadeira ou não –, a maioria dos estudantes logo pensa: “Se ela que é uma artista global está sendo massacrada desse jeito, imagine eu falando inglês! Vou falar é nada! Vou nem abrir a boca para tentar me comunicar em inglês!”.

Consequências do Medo de Falar Inglês

As consequências causadas por esse medo são em geral as seguintes:

  • baixa auto estima dos estudantes
  • perda na confiança de que é capaz de aprender inglês
  • redução no nível de participação em sala de aula
  • bloqueio mental ao ter de usar a língua inglesa (o famoso travamento)
  • desinteresse em certos aspectos do desenvolvimento linguístico
  • esquecimento do que foi aprendido em aulas anteriores (redução na capacidade de memorização)
  • sentimento de frustração e desespero
  • desistência total no aprendizado de inglês

Você certamente conhece alguém que já passou ou está passando por isso. Talvez você mesmo esteja passando por isso nesse momento. Afinal, essas consequências são notadas em praticamente todos os grupos de estudantes.

Como vencer esse medo?

Eu diria que a melhor coisa para você fazer e vencer esse medo é ignorar por completo a turma que adora criticar o inglês alheio. Simplesmente não dê atenção aos comentários que eles fazem do seu inglês ou mesmo do inglês da Regina Casé, do Joel Santana, da Ana Maria Braga ou seja lá de quem for. Enfim, IGNORE!

Aqui no Inglês na Ponta da Língua, já publiquei um texto com o título 5 Dicas Para Perder o Medo de Falar Inglês. As 5 dicas mencionadas lá podem ajudar você a perder esse medo. Outras dicas que posso acrescentar são:

  • tenha um parceiro de estudos com o qual você poderá conversar à vontade e sem medo de estar sendo criticado;
  • escreva um texto curto sobre qualquer assunto do seu interesse e leia-o em voz alta várias e várias vezes;
  • decore diálogos curtos e procure fazer cada parte do diálogo com uma voz diferente;
  • leia e ouça assuntos do seu interesse: isso ajudará você a desenvolver o vocabulário necessário para falar sobre aquilo que você gosta; [Sobre isso leia o texto Você Sabe o Que é Narrow Reading?]
  • evite querer ser perfeito: o desejo de querer falar como se fosse um nativo mais atrapalha do que ajuda;
  • inspire-se em pessoas que não são nativos e mesmo assim falam inglês de modo natural e sem medo: se essa pessoa conseguiu, então você também consegue.

Enfim, de modo geral, o medo só pode ser vencido se você realmente quiser e fazer coisas que ajudarão você a desenvolver suas habilidades linguísticas.

» Leia também: 80 Dicas Para Aprender Inglês Sozinho

Conclusão

Falar para você não ter medo não resolverá muito. O medo é natural. No entanto, você precisa tomar uma atitude e vencer esse medo.

Quando eu comecei a estudar inglês também tive esse medo. Eu me sentia inseguro. Tinha medo de errar. Batia um desespero quando as palavras não surgiam da forma como eu gostaria. Enfim, o medo é comum. O que não comum é desistir por causa dele. O que não é comum é desistir por causa dos outros. Afinal, o seu sonho e sua vontade é FALAR INGLÊS; então, aprenda lidar com o medo e assim vencê-lo.

Como se organizar para aprender inglês?

Sempre recebo e-mails de pessoas querendo saber como se organizar para aprender inglês. Diante da recorrência do assunto, decidi escrever uma dica inteirinha sobre o assunto. Espero que seja tudo bem útil para quem deseja aprender inglês sozinho, aprender inglês online, aprender inglês em um curso de inglês etc. Vamos lá!

Organização é mesmo importante?

Como se organizar para aprender inglês?Em meu primeiro livro – Inglês na Ponta da Língua: método inovador para melhorar o vocabulário –, dedico algumas páginas ao assunto organização. Faço isso por acreditar, que um bom estudante de inglês deve ser sempre organizado nos estudos.

A organização ajuda a manter o foco. Se você for organizado, você saberá o que anda fazendo e se está progredindo. Ser organizado também ajuda a saber onde determinadas informações estão, que livro (ou site) usar para encontrar a resposta para uma determinada dúvida.

Manter-se sempre organizado é o primeiro passo para que você perceba que aprender inglês é divertido. Além disso, a organização ajudará você a perceber os passos a serem dados (onde melhorar mais) para desenvolver cada vez mais a fluência em inglês.

No entanto, lembre-se que organização não é tudo. Como sempre dizemos aqui você precisa ser um bom estudante e ser organizado é apenas uma das principais características do bom estudante de inglês.

Ok! Organização não é tudo. Mas sem organização o tudo se reduz a nada. Por isso, essa é sempre a minha primeira recomendação a qualquer pessoa que esteja determinada a aprender inglês.

O que devo aprender em inglês?

Para você se organizar nos estudos de inglês, você precisa entender que há quatro habilidades comunicativas a serem praticadas sempre. O desenvolvimento contínuo dessas habilidades dará a você a certeza de estar progredindo. Essas habilidade são:

  • Reading (leitura)
  • Listening (compreensão auditiva)
  • Speaking (fala)
  • Writing (escrita)

Leia também: Qual das quatro habilidades é o seu alvo?

Cada uma dessas habilidades deve fazer parte do seu roteiro de estudos de inglês. Claro que você não vai se dedicar formalmente a isso tudo em um único dia (ou horário), você precisa planejar como incluirá cada uma delas em sua rotina semanal de estudos. Nas dicas abaixo você encontrará inúmeras sugestões para pratica cada uma delas.

» Você sabe o que é Narrow Reading?
» Sobre Como Melhorar o Listening em Inglês
» 5 Dicas Para Desenvolver a Fala em Inglês (vídeo)
» Dicas Para Melhorar a Escrita em Inglês
» Como manter a fluência em inglês?

Além dessas habilidades, é altamente recomendável que você dedique tempo para aprender duas outras coisas extremamente importantes:

  • Vocabulário
  • Gramática

Por vocabulário de inglês, eu incluo tudo: palavras, expressões idiomáticas, gírias, provérbios, chunks of language, frases em inglês, phrasal verbs etc. Você tem de encontrar tempo para aprender coisas novas e, claro, praticar o que aprende. Do contrário, você esquecerá tudo e aí não há dicas de memorização em inglês que dê jeito.

Leia também: Aprender Palavras em Inglês: indo além do básico

Já no quesito gramática, defendo a ideia de que você não precisa decorar termos gramaticais e regras que muitas vez não fazem muito sentido. Nesse ponto você precisa entender a diferença entre aprender a gramática normativa e aprender a gramática de uso da língua inglesa. Esses conceitos são bem diferentes.

Muita gente acha que eu – Denilso – sou contra o ensino da gramática. Na verdade, eu apenas sugiro que a gramática seja ensinada e aprendida de um modo diferente. Felizmente, muitos outros autores no Brasil e, principalmente, fora do Brasil sugerem a mesma coisa. Ou seja, eu não sou o único especialista maluco no mundo!

Leia também: Aprender a Gramática do Inglês e Aprender Gramática? Haja paciência!

Que material devo usar?

Sobre material, eu sempre recomendo que cada pessoa use algo como base. Ou seja, você deve ter o seguinte:

  • um dicionário
  • um livro do tipo coursebook
  • uma gramática
  • dois cadernos

Veja que acima listei apenas materiais físicos! Objetos que você deve ter em mãos! Sempre indico materiais físicos, pois como educador sei que ter os objetos ajuda o cérebro a “sentir” o que é estudado. Se você tem o hábito de só anotar no computador (smartphone ou tablet), cuidado! Um dia isso tudo pode dar pau e você ficará sem nada para estudar e, o que é pior, perderá todas as suas anotações.

Sobre o dicionário, ele pode ser um dicionário inglês/português/inglês e/ou um dicionário monolíngue (todo em inglês). Eu sempre recomendo ter os dois; afinal, tem horas que ler o significado de uma palavra ou expressão em português é melhor do que ler em inglês e não entender as nuances de significados que a palavra tem. Para isso é bom saber como escolher um bom dicionário de inglês.

O coursebook é um livro de estudos que servirá de base para seus estudos. Os coursebooks são divididos em níveis (básico ao avançado). Eles vêm com material de áudio, respostas das atividades, material complementar na internet, livro de atividades e muito mais. Aqui você tem de investir em um material e usá-lo muito bem para tirar máximo proveito dele.

A gramática pode ser um livro só de gramática com atividades. Assim, o que você ler no coursebook continua aprendendo na gramática. As gramáticas também estão disponíveis de acordo com o nível de cada estudante. Recomendo que você leia o texto Livros de Inglês: Gramáticas para encontrar uma gramática que esteja de acordo com seu nível.

Já os cadernos são para você fazer suas anotações: um para anotações relacionadas à gramática e outro só para anotações relacionadas ao vocabulário. Tudo isso da forma como eu disse acima e em várias outras dicas espalhadas pelo site. Para ajudar um pouco mais, leia a dica How about organizing a Lexical Notebook.

Quanto tempo devo estudar por dia?

A resposta a essa pergunta pode parecer estranha, mas a verdade é que você deve estudar o dia todo. Mas, como!?

Tempo para Aprender InglêsO maior erro da maioria das pessoas que estudam inglês é achar que aprender inglês é ficar duas a três horas com a bunda colada na cadeira lendo livros e fazendo atividades. Isso é muito chato e cansativo! Mas, algo muito mais importante que isso é envolver-se com a língua inglesa diariamente. Se você ainda não sabe o que isso quer dizer, leia dica O que significa se envolver com o inglês.

De modo resumido, saiba que você deve ter suas horas formais de estudo diariamente. Ou seja, você deve ter o momento que sentará na cadeira e ficará fazendo atividades, escrevendo um texto, lendo algo, ouvindo um diálogo, repetindo algumas frases etc. Isso pode ser feito por 60 a 90 minutos. Se você tiver mais tempo, use-o. Contudo, lembre-se de descansar de vez em quando para dar uma folga aos neurônios.

Além disso, você deve também manter o inglês presente no seu dia a dia. Isso pode ser feito de várias maneiras: lendo um livro, fazendo anotações de uma reunião em inglês, descrevendo pessoas em uma fila em inglês. Para mais ideias, clique nos links abaixo:

» Como Desenvolver o Hábito de Estudar Inglês
» 5 Dicas Para Você Aprender Inglês em Casa
» Arranjar Tempo para Estudar Inglês
» Como aprender qualquer idioma em 6 meses?
» Como eu me tornei fluente em inglês?

Como se organizar para aprender inglês?

Eu acredito que é você quem terá de se ajeitar com o material que tem e ainda com o tempo que tem.

Se você optar por um coursebook, parabéns. Esses livros costumam organizar os capítulos (lições) de acordo com as habilidades comunicativas apresentadas acima. Eles também organizam atividades de vocabulário e gramática que estão de acordo com o tema de cada capítulo.

Esses livros também possuem atividades de revisão a cada determinado número de capítulos (lições). Isso é muito bom; pois, você poderá rever o que anda aprendendo e caso tenha se dado mal em algo é só voltar atrás, reler as informações praticar mais um pouco e seguir aprendendo e praticando.

Se você estuda inglês sozinho, ter um coursebook irá ajudar muito. Você terá um livro que o guiará pelos caminhos do aprendizado. Agora se você estuda em um curso de inglês com material do curso, então siga as orientações do livro para progredir cada vez mais rumo à fluência em inglês.

No final, é você quem estipulará o horário para estudar uma parte do livro em um dia, no outro dia, no dia após o outro, no dia seguinte e assim por diante. A organização será feita de acordo com o que você leu acima, seu estilo de aprendizagem, seus objetivos.

Conclusão

Organize-se para Aprender InglêsCada pessoa tem um estilo de aprendizado. Portanto, cada pessoa deverá encontrar o seu próprio melhor método para aprender inglês. O que funciona para alguns pode não funcionar para outros. Isso significa que temos de ser estudantes camalões. Estudantes que se adaptam e que mudam o que for necessário para ficar cada vez mais com o inglês na ponta da língua.

Uma coisa é certa: nada de sair acumulando tudo quanto é tipo de material para ler depois. Quem só acumula um monte de coisa, não passa de um simples acumulador e, consequentemente, se sentirá sempre perdido nessa coisa de aprender inglês.

Leia também: Quer Aprender Inglês? Não Seja Um Acumulador!

Lembre-se: organização não é tudo, mas sem ela o tudo se reduz a nada. Então, organize-se da melhor maneira possível para você aumentar sua eficiência no aprendizado de inglês. Aqui você encontrou várias dicas. Agora cabe a você fazer isso funcionar.

Dicas Para Aprender Inglês Rápido

Se você chegou até aqui na esperança de encontrar 10 dicas para aprender inglês mais rápido, parabéns! Porém, lembre-se as 10 dicas abaixo dependem muito mais de você do que da simples leitura deste texto. Ou seja, não existe uma fórmula mágica! É a sua determinação, motivação, vontade de aprender, etc., que farão a diferença. Dito isso vamos às 10 dicas!

Depois de ler as dicas abaixo, você poderá se interessar em ler Dicas de Inglês Para Ser Fluente.

10 Dicas para Aprender Inglês Rápido

Dica 01 » Tenha prazer em aprender inglês

Dicas para Aprender Inglês RápidoEsta dica significa que você deve mesmo querer aprender inglês. Afinal, não adianta querer aprender por pura obrigação. Você deve encarar o seu aprendizado de inglês como diversão. Portanto, tenha prazer em aprender inglês! Para isso, você tem de se divertir e perceber melhoras no seu aprendizado.

Dica 02 » Saiba por que você quer aprender inglês

É curioso ver como muitas pessoas simplesmente enfiam na cabeça que querem aprender inglês, mas não fazem a menor ideia da razão para isto. Claro que muitos dirão que é por causa do trabalho, da faculdade, da carreira profissional, do futuro, etc. Ok! Mas, e daí!? Tem algum outro motivo maior para isto!? Senso de realização, satisfação, possibilidade de ver o mundo através de outra língua, melhorar profissionalmente e academicamente, fazer novas amizades, viajar e ser capaz de se comunicar com as pessoas, etc? O que você será capaz de fazer quando aprender inglês? Qual o motivo que leva você à ação [motivo + ação]?

Dica 03 » Estabeleça objetivos

Como tudo na vida, você precisa estabelecer um objetivo no seu aprendizado. Muitos dizem, “meu objetivo é aprender inglês”. Eu digo que isto é muito vago! Aliás, este é o objetivo maior. Para resolver isso, estabeleça micro-objetivos:

  • aprender x sentenças por dia
  • aprender expressões voltadas para situação x até o final da semana
  • aprender x collocations com tal palavra por dia
  • escrever um texto sobre x assunto e verificá-lo 3 vezes ao longo da semana
  • fazer uma página do livro de gramática a cada dois dias
  • gravar a leitura de um texto curto e comparar as leituras ao longo da semana

Estes são alguns dos pequenos objetivos que ajudarão você a aprender inglês rápido. O importante é manter o foco nesses micro-objetivos.

Dica 04 » Estabeleça um horário para estudos

É muito melhor você estudar 30 minutos por dia, do que estudar 2 horas por semana. Portanto, tenha um cronograma de estudos. Coloque nele o que você vai estudar e quanto tempo vai passar estudando. Se 30 minutos for muito, comece com 15 minutos. Associe um objetivo e determine quanto tempo vai precisar para se dedicar a ele.

» Leia também: Arranjar tempo para estudar inglês

Dica 05 » Leia ou repita textos em voz alta

Esta dica vale não apenas para textos, mas também para sentenças e itens lexicais (chunks of language). Se você em um momento de estudo aprender a expressão ‘have you ever been to Bahia?‘ repita-a quantas vezes for necessário. Se tiver um CD com o áudio, toque-o quantas vezes for preciso. Repita, repita e repita! Isto ajudará a melhorar o seu vocabulário, a sua pronúncia e a sua capacidade de ouvir inglês.

» Leia também: Dicas Para Melhorar o Listening em Inglês

Dica 06 » Use diferentes métodos de aprendizado

Leia! Escreva! Escute! Converse! Faça cópia de textos em inglês. Faça traduções de textos pequenos do inglês para o português! Volte a escrever o texto em inglês baseando-se em sua tradução! Compare os textos e veja o que há de diferente! Faça desenhos no seu caderno! Troque informações via internet com pessoas que estão aprendendo inglês também! Enfim, diversifique! Veja como você gosta de aprender e experimente com as técnicas que ensinarem a você.

Dica 07 » Não tenha medo de falar inglês

Você já viu algum estrangeiro tentando falar português? Já percebeu como eles falam ‘uma carro‘, ‘mulher bonito‘, ‘um cidade interessante‘? Enfim, notou como eles falam sem a preocupação de estarem falando tudo certo ou não!? Então, faça o mesmo ao falar inglês. Arrisque-se! Use o que você já sabe! Expresse-se sem medo!

» Leia também: 05 Dicas Para Perder o Medo de Falar Inglês

Dica 08 » Envolva-se com a língua inglesa

Esta dica também pode ser chamada de ‘cerque-se com o inglês’. Ou seja, seu celular está em inglês ou português? Sua televisão!? Seu computador!? Com que frequência você escuta músicas em inglês e tenta cantarolar suas canções favoritas? Na internet você lê textos em inglês? Pelo menos tenta ler!? Você procurar escrever recados para você mesmo em inglês!? Você ao menos tenta!? Você faz anotações em inglês quando está na aula seja na escola ou na faculdade!? Bate papo via Skype, WhatsApp, Facebook, etc., em inglês com as pessoas que também estudam inglês!? Enfim, torne a língua inglesa parte da sua vida!

» Leia também: O que significa se envolver com o inglês?

Dica 09 » Use tudo a seu favor

Você tem um dicionário!? Você compra livros com dicas de inglês? Você aproveita os sites de notícias como BBC, CNN, The Times, etc? Você tem uma gramática com atividades e respostas? Você usa o CD de áudio do seu curso de inglês? Você usa o CD-ROM do seu material de inglês? Você entra na área exclusiva de alunos no site do seu curso de inglês? Você entra em fóruns e participa ativamente com dúvidas e dicas para ajudar os participantes? Coloque tudo isto a seu favor e veja como a coisa deixa de ser tão complicada.

» Leia também: Quer aprender inglês!? Não seja um acumulador!

Dica 10 » Não desista

 A maioria das pessoas perde a oportunidade de aprender inglês e ver o progresso que estão fazendo porque desisitem cedo demais. O curioso é que sempre atribuem a culpa a fatores externos: trabalho, filhos, viagem, falta de tempo, etc. Se este for seu caso, estas dicas não servirão para nada! Afinal, você vai desistir mesmo! Espero que não seja o seu caso. Logo, não desista! Mantenha-se firme neste propósito!

Estas são as 10 dicas básicas para você aprender inglês rápido. Na verdade são mais do que 10, pois como você percebeu dentro de cada dica há muitas outras dicas. Caso queira ainda aprender algo mais específico leia também as dicas abaixo: