I think I will ou I think I am going to?

Recebi um email no qual a leitora pergunta quando ela deve dizer I think I will ou I think I am going to. A dúvida surgiu depois dela ter lido algumas dicas afirmando que o correto é sempre dizer I think I will, mas ela mesma já ouviu e leu muito I think I’m going to. E aí!? Como é que fica!? I think I will ou I think I am going to? Continue lendo para aprender.

Como você bem deve saber will e be going to são duas maneiras usadas para expressar ideias no futuro em inglês:

  • I will meet her next week.
  • I’m going to meet her next week.

Para ajudar a entender a diferença entre will e going to, escrevi a dica O Uso de Will e Going To. Nela falo que uma diferença está no nível de certeza que temos de que o fato futuro acontecerá. Assim, ao dizer “I will meet her next week” a pessoa dá a entender que não tem tanta certeza de que o fato acontecerá. Já ao dizer “I’m going to meet her next week“, ela tem um pouco mais de certeza.

Logo, ao usar I think, a pessoa poderá passar a ideia de que não está tão certa ainda sobre o fato. Dessa maneira, o mais lógico é dizer I think I will. Pensando assim, torna-se quase que ilógico alguém dizer I think I’m going to. Afinal, como podemos ter uma expressão que indica uma dúvida – I think – junto com outra – going to – que indica uma certeza?

Curiosamente, é possível encontrarmos inúmeros exemplos com I think I’m going to:

  • Yeah! No! I think I’m going to change, really.
  • I think I’m going to be sick.
  • I think I’m going to retake the LSAT anyway.
  • I think I’m going to leave now.
  • I think I’m going to be ok.

I think I will ou I think I am going toTodos os exemplos acima são reais. Foram frases ditas por falantes nativos em programas de TV, entrevistas em revistas/jornais e outras mídias [fonte COCA]. Estariam os falantes nativos errados?

Nada disso! Na verdade, afirmar que só se diz I think I will é o grande erro. A língua em uso não se prende a regras. Portanto, temos de entender como a língua é realmente usada e entender que I think I’m going to é algo totalmente correto e aceito no uso da língua.

Para isso, temos de entender bem como usar will e going to de modo mais natural. Agora, recorro a dois livros que serão úteis na explicação: A Teachers’ Grammar (de R. A. Close com comentários de Michael Lewis) e The English Verb (de Michael Lewis).

Em The Teachers’ Grammar, aprendemos que going to é usado quando a pessoa deseja passar a ideia de que um processo que leve à ação ou fato futuro está em desenvolvimento. A pessoa que fala sente que o fator observável contribuirá para que a ação futura aconteça.

É preciso compreender que going to é usado quando há uma decisão, ou uma intenção, ou uma preparação, ou temos um sintoma de que algo acontecerá. Se a ação realmente acontecerá não sabemos, mas o que sentimos/vemos leva a crer que o resultado será aquele que sentimos.

Levando isso em conta, I think I’m going to é algo que pode ser dito sem problemas. Isso vale também para I think you’re going to, I think he’s going to, I think she’s going to, I think it’s going to, I think we’re going to e I think they’re going to.

Podemos ver algo – as nuvens escuras no céu – e diante desse fator prever que vai chover: I think it’s going to rain. Ainda podemos ouvir um amigo se queixar de dor de cabeça e diante de outros fatores observáveis dizer I think you’re going to be sick. O “I think” serve apenas para amenizar a informação. Ou seja, deixá-la mais leve! É minha opinião; você não precisa concordar com ela.

O mesmo livro ensina que will expressa uma certeza própria e uma vontade (ou a mistura dos dois). Ao usar will o falante tem uma certeza ou uma vontade que é só dele. Ele não depende de fatores externos para dizer que algo acontecerá.

  • I think I’ll cancel it.
  • I think I’ll do it when I get home.
  • I think I’ll start thinking about that.
  • I think I’ll wear this tonight.
  • I think I’ll stay here for a while.

Nos casos acima, a pessoa que fala está expressando uma vontade. Ela – e somente ela – possui as razões para ter certeza de que aquilo que ela acha acontecerá. Trata-se de uma intenção dela.

Michael Lewis, em The English Verb, nos ensina que a forma going to é usada quando o falante vê/nota/percebe algo no momento da fala e, portanto, antecede/prevê o possível resultado no futuro. Há elementos/fatores externos que levam a acreditar que o fato/evento ocorrerá. Já no caso do futuro com will, a ênfase está na opinião/julgamento/discernimento/vontade própria de quem fala. Com will não há elementos/fatores externos, trata-se apenas do que o falante acredita/pensa ser possível que aconteça.

Dito tudo isso, notamos que dizer I think I will ou I think I am going to é algo perfeitamente natural e correto. Ao dizer I think I’m going to a pessoa prevê algo no futuro levando em conta o que ela observa no momento da fala. No caso de I think I will, ela estará expressando algo que apenas ela considera ser uma verdade ou uma vontade só dela.

Em resumo, saiba que dizer I think I will ou I think I am going to é uma questão de uso da língua em contexto. Colocar isso na prática pode levar um tempo. No entanto, agora você já sabe que não há nada de errado em dizer I think I’m going to. Para aprender mais, leia também O futuro na Língua Inglesa. 🙂

Artigos Relacionados
Comentários