Como avaliar um curso de inglês?

Em qual escola de inglês você deve estudar? São tantas as opções! Algumas escolas são gigantes nos mercado, outras são pequenas e buscam conquistar seu espaço. No entanto, o serviço oferecido por todas elas continua sendo o mesmo: ensino de inglês (ou outra língua: alemão, espanhol, francês, italiano, chinês, japonês, etc). E aí!? Qual delas é a melhor!? Como avaliar um curso de inglês para você ou seu filho!?

Seguem abaixo algumas dicas para ajudar você a escolher um curso de inglês. Lembre-se que essa história de a melhor escola de inglês não existe. O que existe é uma escola de inglês que agrada você e na qual você deposita sua confiança (e seu dinheiro) para atingir seus objetivos.

PROFESSORES

Procure conversar com alguns professores da escola. Não importa se ele morou nos Estados Unidos por tantos anos ou se fez curso na Inglaterra. Afinal, você mora no Brasil há muito tempo e nem por isto é professor de língua portuguesa, não é verdade? Informe-se sobre a graduação dele. Ou se ele já fez algum exame de proficiência em inglês. Procure saber qual o nível de envolvimento do professor sobre sua categoria profissional. Isto pode mostrar o grau de comprometimento dele com a Profissão! Veja também se a escola incentiva seus professores a buscar conhecimentos além daqueles oferecidos pela franquia e se demonstram interesse em ver seus professores comprometidos com a profissão que escolheram. As escolas terão melhores professores se você souber exigir o melhor.

METODOLOGIA

No Brasil as escolas dizem ter metodologias modernas e avançadas. Mas, saiba que no fundo é tudo a mesma coisa. O que muda é o livro que eles usam. Ah! Falando em livro, saiba que livro não é metodologia. Livro é apenas um instrumento para que o método da escola funcione. Como você não é especialista no assunto, minha dica é que você opte por uma escola que atenda as suas necessidades e na qual você se sinta à vontade com o estilo de ensino. Geralmente, o seu estilo de aprendizado se encaixará perfeitamente bem com o estilo de ensino de alguma escola.

QUANTIDADE DE ALUNOS EM SALA

O ideal é que a sala tenha entre 10 a 15 alunos. Mais de quinze é bagunça na certa! O professor não dá conta de ajudar vinte alunos ao mesmo tempo. Lembre-se estamos falando de aprender outra língua e não uma disciplina escolar. Se você quiser aprender apenas a gramática da língua inglesa, então tudo bem – neste caso pode haver quantos alunos a sala comportar. Porém, se o objetivo é falar inglês, então exija no contrato que a turma tenha apenas entre dez a quinze alunos.

O CONTEÚDO A SER ENSINADO

O conteúdo do curso não pode ser baseado apenas em gramática e listas de palavras. Eu acredito que todo curso de inglês voltado para fins comunicativos deva ter seu conteúdo baseado em situações. Ou seja, situações do a dia, coisas como trabalho, pedir informações, fazer compras, ir a um restaurante, participar de uma reunião, fazer check-in em um hotel, etc. Aqui vale a pena você fazer uma lista do que você quer aprender. Em outras palavras, estabeleça seus objetivos e necessidade e veja se o conteúdo oferecido pela escola atende suas expectativas.

TEMPO DE CURSO

Em um ano o aluno deve ser capaz de se comunicar nas situações mais essenciais da vida – restaurante, hotel, aeroporto, lojas, ruas, etc. Um ano e meio é o máximo tolerável para você aprender essas coisas. Se em dois anos você ainda não estiver se virando nas situações mais corriqueiras pode ser que tenha algo de errado. Para atingir o nível avançado o tempo médio é de dois anos e meio a três anos. Tem escola cujo curso completo dura oito anos. O ideal é que a escola prepare seus alunos para aprender inglês por conta própria depois de algum tempo. O problema é que o aluno deve estar motivado a isto, caso contrário ele poderá estudar inglês a vida toda e nunca se sentir um falante competente.

JUNTANDO TUDO

No geral, o importante é juntar todos os pontos acima. Assim, você poderá ter um retrato mais fiel do que é oferecido. Contudo, nem sempre isto será possível. Então opte pelos pontos que sejam importantes para você. Exija sempre o melhor! Não se contente com menos!

Não se iluda com o fato de a escola ser maravilhosa por fora. Não se preocupe muito com o status. A não ser que você tenha dinheiro para jogar fora durante muito tempo. Neste caso recomendo que você coloque este dinheiro em uma poupança e no futuro faça um intercâmbio.

Volto a repetir, exija sempre o melhor no que se refere à sua educação e à de seus filhos. Aprender inglês, ou qualquer outra língua, é algo sério. A seriedade, portanto, deverá partir de você. Desta forma, as escolas se sentirão pressionadas a serem cada vez melhor em todos os quesitos, não apenas na fachada.

Artigos Relacionados
Comentários