O futuro na língua inglesa

Geralmente me perguntar sobre o tempo verbal futuro na língua inglesa. De modo mais simples, querem mesmo saber a diferença entre o uso de  ‘going to’ e o ‘will’, assunto esse já abordado aqui no blog na dica “Will ou Going to?“. Dias atrás, publiquei também uma dica falando sobre o uso do Present Continuous [be -ing] e nele mencionei o fato desse tempo verbal também ser usado para se referir ao futuro em inglês. Caso queira saber mais leia a dica Tempos Verbais: Present Continuous.

Na dica de hoje, quero falar um pouco mais sobre essa dúvida que paira sobre a cabeça de muitos estudantes (e também professores). Só não sei se vou conseguir resolver o problema ou complicar ainda mais a situação. Afinal, você vai aprender algo sobre o futuro em inglês que pode mudar o modo como você o vê. Então, vamos ver no que vai dar!

Do ponto de vista do uso da língua saiba que a língua inglesa NÃO possui o tempo verbal futuro. É isso mesmo que você leu! Do ponto de vista do uso real da língua inglesa o futuro simplesmente não existe. Em outras palavras o que isso significa é que não há em inglês um tempo futuro como nós temos em português. Para nós o futuro é expresso por meio do tempo verbal conhecido como Futuro do Presente do Modo Indicativo:

  • eu estudarei
  • tu estudarás
  • ele estudará
  • nós estudaremos
  • vós estudareis
  • eles estudarão

O Futuro em InglêsNa língua inglesa não existe uma forma assim tão clara de indicar o futuro.

O que existe mesmo em inglês são maneiras diferentes de expressar uma ação (fato, acontecimento) no futuro. Veja bem! Estou falando que há maneiras diferentes de expressar o futuro em inglês e não uma uma forma fixa como temos em português. Essas maneiras diferentes em inglês são o uso de will, be going to, may, might e present continuous.

Cada uma dessas maneiras é usada de acordo com a intenção de quem fala. Isso significa que não uma regra, uma lógica, uma coisa fixa para cada momento. A pessoa ao expressar algo no futuro pode usar a forma que achar melhor para o momento em que está falando. Portanto, de modo isolado e geral todas as sentenças abaixo estão corretas:

  • I will travel next year. (uso de will)
  • I am going to travel next year. (uso de be going to)
  • I am traveling next year. (uso de present continuous)
  • I may travel next year. (uso de may)
  • I might travel next year. (uso de might)

O fato mais interessante nisso tudo é que cada uma dessas sentenças acima podem ser ditas de acordo com o que a pessoa realmente deseja comunicar no momento em que diz isso. Não há uma regra 100% absoluta para indicar quando usar um jeito ou outro. Um linguista e gramaticista inglês escreveu o seguinte ao falar sobre o futuro em inglês:

Não há nenhuma possibilidade de propormos uma regra simples, de fácil acessibilidade e abrangente que permita descrever as diferenças entre as diferentes maneiras de expressar o futuro em inglês.

Quem escreveu isso foi Michael Lewis no livro “The English Verb: an exploration of structure and meaning” (LTP, Hove: 1986). Todavia, ao observamos a língua inglesa sendo usada em situações reais conseguimos perceber algumas coisas interessantes.

Quando o falante (a pessoa que expressa algo) possui evidências de algo vai acontecer, há uma tendência de usar o “be going to“. Você olha para o céu, nota nuvens negras e percebe que vai chover, ela então diz: “It’s going to rain“. Vamos mudar a situação! Digamos que você observa um muro está rachado, você acredita que o estado dele é muito ruim e que em breve ele cairá. Então, você diz “this wall is going to fall soon“. Baseada em sua experiência de vida e das evidências observadas, você comunica a ideia usando “be going to“; pois, o uso de “be going to” envolve uma série de evidências que o falante possui e assim o utiliza para expressar o fato futuro.

Agora digamos que você queira perguntar algo a alguém? Qual seria a melhor maneira possível? Qual das opções abaixo é a correta?

  • What will you do tomorrow? (uso de will)
  • What are you going to do tomorrow? (uso de be going to)
  • What are you doing tomorrow? (uso de present continuous)

Do ponto de vista estático da língua (regras gramaticais) as três sentenças estão corretas. Mas do ponto de vista do uso real da língua, os estudiosos notam que a forma mais comumente usada pelos falantes nativos é “What are you going to do tomorrow?” seguida de perto por “What are you doing tomorrow?“. Qual a diferença de significado entre as duas? Nenhuma! Isso mesmo! Não há nenhuma diferença de significado entre elas. Tanto faz usar uma como a outra. Nem adianta perguntar por que! Nem os linguistas explicam!

Mas, o que dizer das sentenças abaixo:

  • What will you do when you finish college? (uso de will)
  • What are you going to do when you finish college? (uso de be going to)

As duas estão corretas do ponto de vistas das regras gramaticais. Já no ponto de vista do uso real e prático da língua há diferenças. As duas sugerem situações diferentes. Na primeira a pessoa que fala está querendo discutir as possíveis ideias. Vamos imaginar juntos. Quais são as suas vontades, desejos, intenções? Vale dizer aqui que a palavra “will” também significa “vontade“, “desejo“. Logo, a pergunta com “will” passa a ideia de algo mais imaginário. Por sua vez, a pergunta com “be going to” quer saber quais são os planos da outra pessoa, que compromissos ela já firmou com ela mesma para quando terminar a faculdade. Ao fazer a pergunta com “be going to” a pessoa quer apenas obter informações.

Essas observações feitas ao estudarmos a língua sendo usada em contexto reais são interessantes. O problema é que nem todo mundo tem acesso a essas informações. Ou melhor, elas estão escritas em livros de gramática, mas são livros que raramente chegam ao público em geral (professores e estudantes de inglês). Para simplificar essas informações, nós tentamos achar uma lógica em alguns usos e dessa forma simplificá-los.

É nessa hora que nós costumamos pedir às pessoas que imaginem uma escala de 0% a 100%. Essa é a escala da certeza de que algo acontecerá. Ou seja, 10% significa que o evento pode (talvez, quem sabe, provavelmente) acontecer, mas é totalmente incerto (ou improvável) que aconteça. Se o evento receber um nota de 95% de certeza, quer dizer que tem toda a chance (possibilidade) de acontecer.

Por exemplo, no mês que vem é provável que viaje para Belém (PA). Ainda não é nada certo! Há uma possibilidade remota de isto acontecer. Talvez aconteça! Não tenho tanta certeza assim aí! Depende de uma série de fatores! Devido a essa grande incerteza e dúvida, eu coloco este evento com o grau de 15% na escala. Por outro lado, semana que vem eu tenho certeza absoluta que vou para São Paulo (SP) (já tenho as passagens, já reservei o hotel, já agendei as reuniões, etc.). Minha ida a São Paulo (SP) já está super certa. Esse evento recebe o grau de 100% na escala. Como eu expresso cada ideia em inglês? Mais ou menos assim:

  • Well, I might travel to Belém next month. We are still considering a few things. So, we’re not so sure yet. (Bom, é bem provável que eu viaje para Belém mês que vem. Ainda estamos considerando algumas coisas. Então, não temos tanta certeza ainda.)
  • Well, next week I am traveling to São Paulo. I‘m having a couple of meetings with some partners in there. So, let’s see what happens! (Bom, na semana que vem eu viajo para São Paulo. Vou ter umas reuniões com alguns parceiros por lá. Então, vamos ver o que acontece!)

De modo mais prático e compreensível, alguns autores dizem que quanto mais certeza tivermos de que um evento acontecerá usaremos o “present continuous” ou o “be going to“. Quanto menor a certeza, é possível usarmos o “will“, o “may” ou o “might“. Diante dessas observações, alguns autores então sugerem a seguinte tabela (útil apenas para fins pedagógicos):

  • 100% de certeza usamos o Present Continuous
  • 90% de certeza usamos o “be going to”
  • 50% de certeza usamos o “will”
  • 30% de certeza usamos o “may”
  • 15% de certeza usamos o “might”

Exemplos:

  • I‘m traveling to Belém next year. (Viajo para Belém ano que vem [tenho certeza disto])
  • I‘m going to travel to Belém next year. (Vou viajar para Belém no ano que vem [estou me organizando para isto])
  • I think I will travel to Belém next year. (Acho que vou viajar para Belém ano que vem [apenas acho, não tenho certeza ainda])
  • I may travel to Belém next year. (Provavelmente eu viaje para Belém ano que vem [há uma probabilidade meio que remota de eu viajar, nada garantido, está mais para não do que para sim])
  • I might travel to Belém next year. (Há uma probabilidade muito remota de eu viajar para Belém no ano que vem [o mais certo é que eu não viaje, depende de muitas coisas, eu acho meio impossível, mas quem sabe])

É isso! Esse é o querido futuro em inglês. Claro que podem haver exceções ou usos diferenciados. Porém, com a dica dada acima você pode tirar de letra esse tal de futuro em inglês. É só observar a língua sendo usada, deixar de ficar perguntando o porquê disso ou daquilo e praticar o máximo que puder e sempre que puder!

Artigos Relacionados
Comentários
  • EDUARDO

    Eduardo: Hello Denilso ! Denilso super dica, agora compreendi mais o futuro do inglês. Por que será os professores das escolas de idiomas não passam essa dica? Será que eles estão escondendo? Não querem passar as coisas assim fácil? Por quê?Obrigado pela dica Denilson

  • Hello Eduardo,Fico feliz que tenha compreendido! rsrsrsrsrsQuanto ao fato dos professores esconderem ou não esta informações, eu acredito que deve-se ao fato de certas informações não serão difundidas no Brasil e pela total falta de seriedade com a profissão que muitos ditos "professores" de inglês têm… rsrsrsrsrsrsA triste realidade do Brasil: professores de inglês mal formados, professores de inglês que estão na área só por bico, professores de inglês que morarão fora um tempo e nunca leram nada a respeito da língua que ensinam, falta de didática, falta de compromisso, etc, etc, etc, etc…

    • Tatiana

      "moraram", morarão é futuro!

      • Que atire a primeira pedra quem nunca escreveu isso errado quando se está com pressa! Enfim, obrigado pela observação! 😉

  • Anonymous

    Claudomir Júnior:salve Denilso,sem dúvidas nenhuma, sua dica de hoje foi muito legal. Pena que fiquei desapontado com um erro seu. Como Belenense e leitor assíduo de suas dicas, acredito que Belém, situado na região norte do Brasil, fica no Estado do Pará (PA) e não Paraná (PR).

  • Ooops… que feio…PR = Paraná (onde eu moro)PA = Pará (onde tenho grandes amigos)Aproveito e resolvo logo outro problema comum:RO = Rondônia (para onde vou me casar_RR = Roraima (estado que até hoje não registrou visita em meu blog!)

  • Olá, Denilso!Meu nome é Sabine e achei o seu blog super bacana, tô acrescentando nas minhas listas (eu tenho várias apostilas virtuais que uso com alunos do ensino médio).Se quiser dar uma olhada:http://englishatgbell.blogspot.com (é a apostila que foi montada em 2008 com os alunos do 3° ano, cada postagem se refere a uma aula).Estou também com um projeto mais geral que é de contar como comecei meu "relacionamento" com a Língua Inglesa, de maneira bem sincera, compartilhando experiências de várias épocas da minha carreira…http://outralingua.wordpress.comÉ divertido!!!bjs

  • Estelinha

    Olá Denilso! Parabéns pelo blog e pelo casamento!Gostaria de aproveitar o tema para fazer uma pergunta…Existe alguma expressão em inglês para o nosso "Quando casar, sara?"Procurei mas não encontrei…Grata!Ah, só uma coisinha… Sei que é comum usarmos a expressão meio que (acho que ainda mais pra quem fala inglês), mas o melhor é evitar.Desculpe ser chata, mas é legal a gente ir se corrigindo, não é mesmo? Todo mundo aprende!

  • Martin
  • Carlos

    Denilson, cara, não me entenda mal, mas EU AMO VOCÊ! Eu estava com essa dúvida buzinando na minha cabeça e você acabou com ela. i'm sleeping well 2night! hahaParabéns!

  • Anonymous

    O seu blog é muito legal!!!!!!!!Continue assim!E espero que ajude muitas pessoas assim como me ajudou.Obrigada pelas dicas!Um grande abraço!

  • Nice post, I follow on Twitter and here on the blog and the daily tips by email, congratulations!

  • Lucas♠&spades

    EXCELENTE DICA Denilso, mais uma vez estás de parabéns!!!Você conhece algum site onde haja exemplos de diversas coisas para praticarmos diversos temas da língua inglesa?Caso conheça, passe para a gente, nos ajudará enormemente!!!Desde já agradeço à sua dedicação para com todos nós!Take Care!

  • Oi Denilso. Adorei seu trabalho. Tinha váris dúvidas sobre os tempos verbais e sinto que acabei com a maioria delas hoje.Agora só preciso treinar mais.Aproveitando a oportunidade, gostaria que você me falasse sobre o uso do "would". É usado para indicar o futuro também? Estou retomando os meus estudos de inglês depois de 5 anos parada, e surgiu a maior dúvida agora. obrigadaLuciane – Vila Velha – E.S.

  • Joao Paulo

    Ótimo post! Mais claro que isso impossível!O "will" além de ser usado em frases que não temos certeza de que acontecerão no futuro (I think I'll eat a pizza on Sunday – Eu acho que eu comerei pizza no domingo), pode ser usado também para se oferecer a fazer alguma coisa a alguém (My sister bag´s is so heavy. I'll carry it for her. – A mochila da minha irmã está tão pesada. Eu a carregarei para ela.)

  • Anonymous

    uhuuuuuuuuuuuu!!!!! Tô muito feliz …entendi o enigima. Valeu d +++++.

  • TRC

    Vamos usar como referência o verbo TO GO.Vamos dizer que eu tenho 100% de certeza que irei ao curso amanha, então como fica?I'm going to English Course tomorrow?e as outras frases?Vlw

  • Não entendi sua dúvida, TRC. Mas, vamos lá! As demais frases ficam assim:1. I'm going to my English course tomorrow.2. I'm going to go to my English course tomorrow.3. I think I will go to my English course tomorrow.4. I may go to my English course tomorrow.5. I might go to my English course tomorrow.Denilso de LimaCurta nossa fanpage no Facebook

  • TRC

    Exatamente isso que queria saber. Porque assim você descreveu que quando temos 100% de certeza que irei ao curso amanha eu digo:I'm going to my English course tomorrow?Beleza! eu fiquei em dúvida de como ficaria a segunda frase que utiliza o GOING TO…Então na segunda frase:I'm going to go to my English course tomorrow.Não fica duplicado? TraduzindoEu estou indo para ir para meu curso de ingles amanha…

  • Olá TRC,Embora para nós pareça estranho dizer "GOING TO GO", em inglês é algo normal. Se nós tentarmos traduzir palavra por palavra ficará uma coisa bem ridícula. Mas, como cada língua tem um jeito diferente de ser da outra, então temos de entender que em inglês é possível, mas em português não.Att.,Denilso de LimaCurta nossa fanpage no Facebook

  • TRC

    Obrigado!estou aprendendo muito com você e pretendo comprar seu livro!!Vlw

  • TRC

    Só para finalizar e não deixar dúvidas…1. I'm traveling to USA tomorrow.2. I'm going to travel to USA tomorrow ou I'm going to traveling to USA tomorrow?3. I think I will go to USA tomorrow.4. I may go to USA tomorrow.5. I might go to USA tomorrow.Vlw

  • TRC,Lembre-se que antes de USA devemos usar a palavra "THE". Logo, o correto será "go to THE USA".Denilso de LimaCurta nossa fanpage no Facebook

  • TRC

    Beleza só faltou me esclarecer essa…2.I'm going to travel to the USA tomorrowouI'm going to traveling to the USA tomorrow?

  • Bruna Iubel

    TCR,A resposta certa é:- I´m going to travel to the USA tomorrow.Att.BrunaCurta o Inglês na Ponta da Língua no Facebook

  • Taiguara

    Olá Denilso, tudo bem?Ainda podemos usar o "Shall" no lugar do "Will"?Grato!

  • Olá Taiguara,Recomendo que você leia a dica "A diferença entre 'shall' e 'will'".Denilso de LimaCURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

  • thgsr

    Bom, quando aprendi inglês me indicaram usar o "going to" quando eu souber de que irei fazer no futuro e usar o "Will" qnd for uma situação do tipo repentina…. "Eu vou te ajudar…" – "I'll help you…" porquê "Eu estou indo te ajudar"… fica parececendo uma situação que demorará pra acontecer…. e o uso do maybe, may e might é interessante de ser abordado também pois causa bastante dúvida.

    • THGSR (qual o problema em escrever o nome? rsrsrsrs),

      No que diz respeito à uma situação repentina, ou seja, quando eu vejo algo e tomo a atitude de agir naquele momento o uso de WILL não está bem relacionado ao Futuro. Na verdade, trata-se de uma expressão de vontade (will – também chamada tecnicamente de volição). Isso funciona assim:

      Quando eu vejo alguém carregando uma caixa bem pesada e na frente dela tem uma porta, eu posso expressar o desejo de abrir a porta para ela (e ajudar) dizendo:

      – Oh, I'll open the door for you.

      Isso como um "Deixa que eu abro a porta para você". Trata-se de uma forma mais educada de oferecer uma ajudinha.

      Digamos agora que o telefone de casa toca. Eu então posso dizer,

      – I'll get that! (I'll get the phone)

      Que podemos interpretar como "Deixa que eu atendo".

      Enfim, o uso de WILL nesses casos – tomar uma atitude em uma situação repentina – não está relacionado ao futuro como tempo verbal (ou tempo real). É preciso diferenciar bem isso para evitar confusões.

      😉

  • Nathalia

    Muito bom esse site!!!

  • Rosangela

    Hello Denilson, I love your site and the topic today is really nice. I agree with you about teacher don't teach these kind of language technics, but I think that most teacher don't know about this and don't study more about the language and this is a big mistake because we have to renew our knowledges all the time learning new and important things to teach.

    Congratulations…

  • Juliana

    loved it!! congrats!!

  • marlon

    se pudesse eu matava quem invetou o ingles

    • Kazuo

      CORREÇÃO: Seu pudesse, eu MATARIA quem inventou o inglês. (rrrsss)

      “invetou” e “ingles” sem acento, até pode ser erro de digitação,

      mas “matava” é erro de português mesmo, rrss…

      Eita língua nossa complicada demais, sô !!! Agora te entendo, Marlon!

      • Kaio Henrique

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Denilso, sua explicação é incrível, parabéns!
    Me surgiu uma dúvia… quanto mais a gente se aprofunda, mais dúvidas aparecem, rsrsrs. Estava pensando no "Future Continuous (ou Progressive). Pode ser veito tanto com o "will" quanto com o "going to", certo?
    "I will be studying English…" ou I'm going to be studying English…". Aí pensei em uma outra estrutura… posso falar algo como: "I'll be going to…" ??? É quase uma combnação dos dois futuros… E se é possível, como ficaria a tradução? Obrigado e mais uma vez parabéns pelo blog.

    • Não Elmar! Não creio que isso seja possível! Mas, podemos dizer "By this time tomorrow morning, I'll be going to Porto Velho" (A esta hora amanhã, estarei indo para Porto Velho).

      😉

  • Kaio Henrique

    Great as usual!

  • Marcos R. Morais

    Parabéns! não sabia que o futuro no inglês erá tão vasto! na minha cabeça só se limitava ao WILL e o GOING TO. Parabéns pelo trabalho. É muito melhor lé o blog do que lé livros de inglês que deixam com mais duvidas do que esclarece.