Como se diz em inglês?

    Como dizer abusado e folgado em inglês?

    O termo “abusado” é geralmente usado no sentido de “atrevido”, “insolente”, “petulante”. Uma pessoa que vez ou outra passa dos limites em certas situações, trata outras sem o menos respeito, etc., pode ser chamada de “abusada”. Portanto, como descrevemos uma pessoa assim em inglês? Na dica de hoje, você aprenderá algumas palavras e seus usos relacionadas a isso e também ao “folgado”, ser malévolo que saiu dos quinto do hell para nos importunar nesse mundo.

    Uma palavra que pode ser usada para o “abusado” é “cheeky” (inglês britânico) ou “sassy” (inglês americano). De acordo com os dicionários, essas duas palavras servem para descrever pessoas que não demonstram o menor senso de respeito, especialmente às pessoas mais velhas ou aquelas em posição de autoridade. Servem, portanto, como equivalências de “abusado”, “atrevido”, “insolente”, “petulante”.

    Maneiras mais neutras ou formais de se dizer “cheeky” ou “sassy” são: “impertinent”, “impudent” e “insolent”. Portanto, no geral, essas cinco palavras – cheeky, sassy, impertinent, impudent e insolent – possuem o mesmo sentido. A diferença é que “cheeky” e “sassy” são as que mais chegam perto do nosso “abusado”. Assim, caso você tenha de dizer que alguém é “abusado”, use “cheeky” ou “sassy”. [Leia também: Como dizer Cara de Pau em Inglês]

    Abusado e Folgado em Inglês

    O grande problema da palavra “abusado” é que ela também tem o sentido de “folgado”. Isto é, dependendo do contexto podemos descrever uma pessoa “folgada” como “abusada”. E é aí que o bicho pega! Afinal, “folgado” tem vários usos em português e encontrar um equivalente exato em inglês é complicado. O “folgado” no sentido de “atrevido”, “abusado”, você já sabe que pode ser “cheeky”.

    Já o “folgado” que não faz nada, não ajuda ninguém a fazer tarefas em casa e sempre se escora nos outros é um “lazy” (preguiçoso), ou ainda: “layabout” (preguiçoso, vadio, vagabundo), “shirker” (pessoa que se esquiva de trabalhos e responsabilidades), “lazybones” (preguiçoso, folgado, boa-vida), “slacker” (preguiçoso).

    Em português, o “folgado” pode ainda ser aquele sujeito que se aproveita da bondade alheia. O sujeito que pega seu carro emprestado e nunca abastece ou lava; o sujeito que sempre chega na sua casa na hora das refeições; o sujeito que toma cerveja até não querer mais e na hora de pagar a conta diz que esqueceu a carteira em casa. Enfim, todos esses aí são “folgados”. Em inglês, podem dizer “leech” (sanguessuga), “sponger” (que vive às custas dos outros), “taker” (pessoa que vive pedindo as coisas aos outros, mas na hora de dar algo desaparece), “moocher” (o mesmo que um “sponger”).

    Abusado” e “folgado” têm tantos usos em português que certamente está faltando algum acima. No entanto, como não dá mesmo para falar tudo de uma só vez, o jeito é parar por aqui. Caso, apareçam mais usos, eu volto e escrevo um outro texto com mais equivalências. Por ora, creio que essas palavras aí acima já ajudarão você a dizer a coisa certa, do jeito certo, na hora certa e, mais importante de tudo, para a pessoa certa.

    That’s all for today, guys! Take care!

    9 Comentários

    1. In my experience, I've seen `abusada` mainly used in the context of a tired baby that's on the verge of crying, or easily upset.As an American, I'm racking my brain trying to come up with a cool way of saying this in English… but the only thing that comes to mind is "a fussy baby".Other phrases like "stressed out" or "burnt out" could also work if we were talking about kids rather than babies.

    2. Erikspen,I have no idea what you're talking about. I've never heard the word "abusado" being used to refer to a baby. They way you describe, I'd say "inquieto", "irritada", "irrequieto". Well, never hearing something doesn't mean it's not possible. So, I'm just saying it, you know. This may be the topic for a future post here on Inglês na Ponta da Língua for sure. I'll see what I can find here! I hope I can find something or anything. 🙂Curta o Inglês na Ponta da Língua no Facebook.Denilso de Lima

    3. Ola Denilson, Eu adoro seu trabalho e acho qeu você está de parabéns, seus post tem me ajudado bastante. Porém, gostaria de deixar uma sugestão para você. Porque você quando for escrever algumas palvras ou expressões você não coloca como se pronuncia a mesma ?Claro que há expressões muito conhecidas, mas outras que eu até o momento nao tinha contado, eu gostaria de saber como se pronuncia. Me ajudaria bastante e talvez ajudaria outras pessoas.É so uma sugestão é claro. Seu trabalho é excelente.Parabéns e Obrigado, Lucas.

    4. Lucas, nós estamos trabalhando com poscasts e fizemos um eBook de expressões. COMPRE AQUIOu seja, estamos trabalhando para disponibilizar cada vez mais arquivos com áudio pra vocês!Bruna.Inglês na Ponta da LínguaCurta o Inglês na Ponta da Língua no Facebook

    5. E no sentido de quando você quer falar que o namorado é "abusado", por estar rolando uma mão boba, por exemplo?

    6. Já que ele está sendo mal-educado, atrevido, insolente, eu diria que a palavra é um das que está acima no post. Outra que cairia bem também seria "jerk" (idiota, imbecil, etc.), afinal você poderá dizer "come on, don't be such a jerk; I don't like that kind of thing".Denilso de LimaCurta nossa fanpage no Facebook

    7. Eu queria saber uma coisa que me atormenta há algum tempo. Quando estamos aprendendo inglês é normal a gente entender só frases curtas, geralmente perguntas, você gosta disso ou daquilo, como está, prazer em conhcê-lo, frases desse tipo, isso é normal ou será que há alguma dificuldade na compreenção? Eu sei que isso que perguntei não tem nada a ver como o assunto dito aqui, mas isso é uma coisa que preciso saber!

    8. Isso é muito normal, Fabrício.Como qualquer coisa que aprendemos, o Inglês também tem fases de aprendizado. No começo você vai entender algumas frases curtas, depois a junção de muitas outras frases curtas vai te fazer fluente. Então, não se preocupe! Você está no caminho certo.Abraços,BrunaCurta o Inglês na Ponta da Língua no Facebook

    9. Bruna quero agradecê-la pela atenção, muito obrigado mesmo!

    Botão Voltar ao topo
    Fechar