Método ou Abordagem: qual a diferença? – Parte I

Uma das maiores confusões existentes no Brasil com respeito ao ensino de idiomas é a da dicotomia “método x abordagem”. Para muitos as duas significam a mesma coisa. Ou seja, não há distinção entre uma e outra; a diferença estaria assim apenas no nome. Diversamente desta concepção, há sim diferença entre método e abordagem. Nesta primeira parte vamos ver, rapidamente, o que é Approach e em um segundo post vamos analisar Method.

Approach
(Abordagem)De acordo com Richard & Rogers [Approaches and Methods in Language Teaching, Second Edition 2001], approach refere-se às “teorias sobre a natureza da língua e do aprendizado da língua que servem de fonte para as práticas e princípios no ensino de idiomas.Michael Lewis [The Lexical Approach, 1993:2], por sua vez, resume “abordagem” de modo bem mais prático: “…abordagem é o porquê” de ensinarmos o que ensinamos e do modo como ensinamos.

De modo geral, quando nos referimos a uma abordagem estamos falando sobre por que isto ou aquilo é mais importante. Assim na Comunicative Approach [Abordagem Comunicativa], a mais conhecida no Brasil, todos os seus métodos, procedimentos e princípios, o papel e a atitude do professor e dos alunos, bem como uma outra série de características estão voltados para enfatizar o aspecto comunicativo da língua. Nesta abordagem preza-se por atividades comunicativas, simplesmente porque ela estabelece que a comunicação é a parte central do aprendizado e uso de um idioma.

Diante disto podemos falar ainda de grammar-based approaches, isto é, abordagens que vêem na gramática o ponto central da língua. Podemos ter ainda os genre-based approaches, abordagens que primam mais pela aquisição dos vários gêneros linguísticos. Podemos falar também dos lexical-based approaches, aquelas abordagens que encaram o léxico [vocabulário] da língua como sua espinha dorsal. Lembre-se que cada uma destas abordagens responde à pergunta “por quê?”.

Indo um pouquinho mais além pode ser acrescentado aqui que abordagem descreve como as pessoas adquirem conhecimento acerca da língua e, a partir destas observações, declara as condições que promoverão um aprendizado satisfatório. Respondendo ao por quê de ser de uma forma e não de outra.

Caso ainda não tenha ficado muito claro o que seja Approach, convido você a ler a segunda parte deste assunto aqui. Depois compare uma coisa com a outra e procure notar como a diferença existe e é fundamental na nossa Profissão.

Leia a segunda parte deste post clicando aqui.

Artigos Relacionados
Comentários