O que é o Past Participle?

O que é o Past Participle? Para que serve? Quando usar? Se você vive fazendo perguntas assim, leia esta dica até o fim e encontre as respostas. Pretendo explicar de um jeito bem fácil e simples para que não restem dúvidas. Então, vamos lá!

Antes de continuar, saiba que essa história de Past Participle começa a assombrar quem estuda inglês quando aparecem os tais verbos irregulares. Portanto, se você quiser saber mais sobre os verbos irregulares, leia a dica O Que São Verbos Irregulares?.

O que é o Past Participle?

De modo bem resumido, o Past Participle é um jeito que devemos escrever ou falar os verbos para usá-los em certas estruturas gramaticais em inglês. Veja:

» study – studied – STUDIED
» call – called – CALLED
» work – worked – WORKED
» phone – phoned – PHONED
» go – went – GONE
» do – did – DONE
» see – saw – SEEN
» write – wrote – WRITTEN

A forma do verbo escrita acima com letra maiúscula e em negrito é a forma do verbono PastParticiple. Essa forma especial é usada em alguns casos. Para ajudar a entender melhor esse assunto, veja as sentenças abaixo em português mesmo:

» Eu tenho estudado
» Ele tinha feito
» Nós temos trabalhado
» Ela tinha visto
» Eles têm escrito
» Eu tinha corrido

Nas sentenças acima os verbos estudar, fazer, trabalhar, ver, escrever e correr encontram-se escritos na forma conhecida como Particípio na Gramática da Língua Portuguesa. De modo bem simples o Particípio em português é a forma do verbo escrita com –ado ou –ido. Exemplos:

  • O particípio de falar é falado
  • O particípio de enviar é enviado
  • O particípio de comer é comido
  • O particípio de ler é lido
  • O particípio de consertar é  consertado
  • O particípio de construir é construído

Essa é a formação do Particípio em português. Claro que há formas especiais. Elas não seguem a “regra” de acrescentarmos –ado ou –ido. São os nossos verbos irregulares em português:

  • O particípio de escrever é escrito
  • O particípio de fazer é feito
  • O particípio de cobrir é coberto
  • O particípio de ver é visto

Em inglês, a formação do Past Participle segue praticamente a mesma lógica. No entanto, em inglês, o Past Paticiple, em sua forma regular, é escrito acrescentando –ed ao verbo. O acréscimo desse –ed segue as mesmas regras que aprendemos no Past Simple. Para não confundir um com o outro leia a dica A Diferença entre o Past Simple e o Past Participle.

Para que serve o Past Participle?

Para responder a essa pergunta, veja as sentenças a seguir:

  • Esta casa foi construída
  • O carro é lavado
  • A comida foi feita
  • O aparelho foi fabricado

Se tivermos de passar todas estas formas verbais para o inglês basta lembrarmos que a lógica será praticamente a mesma que em português. Para quem gosta daquela tal tabela de verbos irregular [clique aqui para baixar] é só verificar a terceira coluna na tabela:

  • go – went – GONE
  • have – had – HAD
  • write – wrote – WRITTEN

Nos casos acima, o Past Participle é a forma que está marcada em negrito. Para passarmos as sentenças para o inglês é só sabermos passar o verbo para o Past Participle. Por exemplo, construir em inglês é build. Aí procuramos o verbo ‘build‘ na lista de verbos irregulares. Ao acharmos veremos que na terceira coluna está escrito built. Logo basta dizer this house was built… (esta casa foi contruída…).

Para o verbo lavar temos wash. Como ‘wash‘ não é um verbo irregular, você não irá encontrá-lo na lista. Então o que fazer? Simples! Basta acrescentar –ed a ele: washed. A sentença em inglês ficará assim the car is washed (o carro é lavado…).

Eu poderia dar outros exemplos aqui. Porém, o texto já está grande demais. Caso você queira saber mais sobre o Past Paticiple, leia a dica Para que Serve o Past Participle. Para descomplicar um pouco mais, leia também as seguintes dicas:

O Past Participle não é um negócio complicado. A complicação está no fato das pessoas acharem que se trata de uma lista a ser decorada ou algo assim. O segredo para aprender o modo como cada verbo é escrito no Past Participle em inglês é usando a língua de modo natural. Mas, isso é assunto para outra hora! 🙂

Artigos Relacionados
Comentários