Dicas de Phrasal Verbs

O que são phrasal verbs? Aprenda tudo sobre eles!

O que são phrasal verbs? Será que trata-se de algo assim tão complicado? Qual a importância de aprendê-los? Como aprendê-los sem ser por meio de listas e mais listas de phrasal verbs? Nesta dica vou explicar a você, do modo mais simples e didático possível, o que são phrasal verbs. Então, vamos começar do começo!

O que são phrasal verbs? 

Phrasal Verbs  é o nome que damos a uma categoria de vocabulário com uma formação específica. Ou seja, trata-se de uma combinação de palavras formada por um verbo e uma preposição ou um verbo e um advérbio.

Seguem abaixo alguns exemplos de PHRASAL VERBS:

  • get up (levantar)
  • give up (desistir)
  • look forward to (aguardar ansiosamente por)
  • look for (procurar)
  • look into (investigar)
  • run into (atropelar, passar por cima)
  • slag off (falar mal, criticar)
  • pick up (pegar alguém em algum local)

Se você tentar traduzir essas combinações palavra por palavra, elas poderão ficar totalmente sem sentido. Portanto, lembre-se que essas combinações precisam sem interpretadas sempre em conjunto. Vamos ver mais alguns exemplos dentro de sentenças.

  • What time do you usually get up? (A que horas você costuma se levantar?)
  • I’m looking forward to meeting them. (Estou muito ansioso para conhecê-las.)
  • Can you pick mom up at the mall? (Você pode pegar a mamãe no shopping?)
  • Be careful! You almost run into a dog. (Toma cuidado! Você quase atropelou um cachorro.)

O que são Phrasal Verbs?Como você pode notar aí, PHRASAL VERBS são apenas pequenas combinações de palavras que possuem significados específicos.

Como aprender isso?

Eu sempre digo que a melhor maneira para aprender phrasal verbs é por meio do contexto. Além disso, é altamente recomendável que você aprenda sempre de modo natural. Ou seja, nada de fazer enormes e intermináveis listas com eles e tentar decorar. Isso mais desanima do que motiva. Afinal, há milhares de phrasal verbs em inglês. Logo, não é possível que alguém saiba todos. Nem mesmo um falante nativo de inglês.

Por falar em falantes nativos, saiba que eles aprendem isso da mesma forma como nós aprendemos gírias e expressões em nossa língua. Eles não decoram listas. Eles simplesmente escutam e lêem e vão aprendendo naturalmente.

Leia a dica Aprenda Phrasal Verbs em Contexto para saber mais sobre como você pode aprender isso sem estresse.

A Gramática dos Phrasal Verbs

Só saber o que são phrasal verbs não é o suficiente. Embora eles sejam uma parte importante do vocabulário da língua inglesa, é bom também saber que eles possuem algumas características gramaticais que devemos aprender.

A principal dessas características é o fato de que eles podem ser separable ou unseparable. Ou seja, um phrasal verb pode ser separável ou inseparável. Mas, o que isso significa?

Como você viu no começo desta dica,  um phrasal verb é formado por duas (ou até três) palavras. Por exemplo, pick up tem duas palavras pick e up. Essas duas palavras podem ser escritas juntas ou separadas. Pois, pick up é separable:

  • Can you pick up mom at the mall?
  • Can you pick mom up at the mall?

Por outro lado, há aqueles que não aceitam essa separação. São os unseparable (ou non-separable) phrasal verbs. Um exemplo é run into que você viu na lista acima:

  • You almost run into a dog.

Separar run into é errado. Portanto, nada de dizer *You almost run a dog into*. Isso está errado. Pois, run into não é separable.

Leia mais sobre isso na dica Separable e Non-Separable Phrasal Verbs.

Uma super dica para você

Para encerrar esse texto, quero dar uma super dica para você. Assim, você já vai se acostumando a aprender essas combinações de um modo mais descomplicado. Vamos lá!

Deixe de lado a mania de decorar lista de 50 phrasal verbs por dia ou mês. Isso é uma grande perda de tempo! Como dito acima, aprenda os phrasal verbs naturalmente e com calma.

Leia textos, escute músicas, veja filmes e seriados. Enfim, envolva-se com a língua inglesa de tal forma que não só os phrasal verbs mas também o vocabulário como um todo seja adquirido naturalmente e sem esforço. Eu disse acima para que você lesse uma dica na qual falo sobre como aprender phrasal verbs. Mas, deixe-me dar a um exemplo aqui mesmo.

Leia o pequeno texto abaixo:

Hey, Guess what? I was at the movies the other day and ran into Mike. Remember him? That fella who used to go out with us dressed like a cowboy and used to say that one day he would take over the world. Now he’s not like that anymore. He told me he’s changed a lot, especially after having split up with that gorgeous girlfriend of his…

O texto acima serve apenas para mostrar como os phrasal verbs ocorrem naturalmente dentro de uma conversa. Nele foram usados ran into, go out, take over, split up que significam encontrei por acaso, sair, conquistar/controlar (por meio da força), se separado/largado/deixado, respectivamente.

Veja que agora o phrasal verb run into tem outro significado. Essa é outra características dos phrasal verbs. Muitos deles podem ter mais de 2 significados ou até mais. Logo, temos de nos acostumarmos também com isso. Por essa razão a melhor maneira de aprender phrasal verbs é por meio do contexto.

Conclusão

Ao encontrar um phrasal verb, anote-o no seu caderno de vocabulário (só de vocabulário, nada de gramática!) e crie exemplos baseando-se nos exemplos que encontrar em dicionários. Só assim você ficará cada vez mais e mais com os phrasal verbs na ponta da língua.

Para saber mais sobre phrasal verbs, faça uso da ferramenta de busca aqui do Inglês na Ponta da Língua para pesquisar sobre o assunto. Você encontrará outras dicas sobre esse assunto. Leia todas que puder para entender melhor o que são phrasal verbs e como aprendê-los naturalmente.

Etiquetas
como aprender phrasal verbs dicas para aprender inglês melhorar o vocabulário

30 Comentários

  1. Muito bem, Professor Denilso. Continue usando uma linguagem simples, nada de rebuscada. Os alunos precisam disso. De exemplos simples e diretos…Estou com você e não abro. Seu colega, Farid.

  2. Ótimo texto, Denilso. Também sou contra essa de fazer uma listinha com trocentos phrasal verbs pra decorar por semana. O jeito natural funciona bem mais. Continue com o grande trabalho! =)

  3. Simplesmente FANTÁSTICO!!!Com uma explicação destas, dá gosto aprender um idioma estrangeiro! 10!!!! Parabéns!!!!Beijos, Carol :***************

  4. Denilson,Parabens pelo blog, assino ele e sempre leio os textos, divertidos e culturais….Somnente para tirar uma duvida na tradução do texto voce colocou o "I was.." como "Ta…", não seria "tava.." (Estava)??Abraços,Dinizrio-canada.blogspot.com

  5. legal! acabei de assistir o video do youtube (aula do prof. david)onde ele indicou o seu blog.gostei estarei acompanhando.sucesso.

  6. realmente muito interessante ;Dvaleu a pena ler até o fimsó uma correção: antes de etc não usa vírgula ou "e" ;Pno mais, valeu ;D

  7. Olá Iago,Obrigado pela visita e pelo comentário.Obrigado também pelo comentário com relação ao 'etc'. Esclareço apenas que não há no Brasil nada que regulamente o uso ou não da vírgula ou "e" antes de etc. Desta forma, opto sempre pelo uso de vírgula.Sigo o Manual de Estilo Oficial do Gabinete da Presidência da República e de outros órgãos oficiais do governo brasileiro.Sigo também como exemplo o próprio Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa [5ª Edição], no qual os imortais da Academia Brasileira de Letras fazem uso da vírgula antes do 'etc'. Como eu não creio que a ABL cometeria um erro destes, então também sigo o exemplo do imortais da Casa de Machado!Como dizem os Gramáticos: "o uso da vírgula antes de 'etc' é opcional". Porém, o governo brasileiro em seus comunicados oficiais e a Academia Brasileira de Letras optam pelo uso. Consequentemente, eu também faço como eles!;)

  8. Estou há anos sem estudar ingles.Porém, depois que conheci seu trabalho na inernet, passei a ter prazer, de novo, de estudar esse idioma. Obrigado pelo excelente trabalho realizado e pela humildade de compartilhar com os seu irmaos o conhecimento da língua inglesa.

  9. Gostei muito desse artigo! Sou fluente em inglês e aprovo o método natural de assimilar os phrasal verbs. Eu assisto a muitos filmes, seriados, leio livros, converso em inglês e é assim que vou aprendendo… tanto é assim que às vezes me vem uma expressão à cabeça e eu tenho que pesquisar no Google porque não tenho idéia de onde ela saiu e fico com medo de ter inventado, rs.

  10. Hi Denilson!At first, a happy 2010!By the way, I was out of line the last days, but in fact the best way learning phrasal verbs is reading , practice instead of memorize them.

  11. By the way Denilson let me ask you… what's de diference of these sentences:It's warm in here, so take off you coat and It's warm here, so take your coat off

  12. Meu professor, Eduardo – ele tem uma metodologia bem parecida com a sua – pediu para que nós alunos viéssimos aqui para olhar alguns assuntos. Valeu mesmo pelas aulas. Até.

  13. Estou fascinada por sua didática, Ingles agora não parece mais um bicho de sete cabeças.Agora percebo porque foi eleita lígua univesal.Confesso que odiava o idioma, mas agora estou amando.Thank you teacher.You're realy the best .Congratulations once again.

  14. Meu caro Denilso sou louca para aprender a lingua inglesa mas tenho muita dificuldade o que faço, porque tenho medo de pronunciar errado e na frente das pessoas. Me de uma dica por favor. obrigada

  15. Exatamente, eu aprendi espanhol naturalmente e sei um monte de "regras" sem ter decorado nenhuma! Sabia que eu não pensava isso sozinha! hahaha muito bom o post! =) ass.:Jaque

  16. Então gente, há pouco tempo descobri esse maravilhoso blog, e desde então venholendo todas as dicas. Eu aprendi inglês sozinho, e queria comentar que phrasal verbspra mim é uma das partes mais tranquilas desse idioma, talvez porque eu nunca pegueiuma lista enorme de verbos e fiquei decorando malucamente. Phrasal verbs depende muitodo contexto, então eu sempre tentei muito identificar pelo contexto da frase. No exemplo do ''Carry on a research'' que o próprio Denilso deu aqui no blog, a gentepega o Carry (carregar) e imagina alguém levando uma pesquisa na mão. Só pode ser conduzir, ou algo do tipo. E outro vantagem de deduzir pelo contexto é que geralmente você não fica desesperadoquando vê um verbo seguido de uma preposição, por exemplo look back (que não é um phrasal verb), e fica desesperado procurando no dicionário ou na listinha o significado do suposto verbo phrasal ''look back'' que na verdade é olhar para trás. É claro que existem alguns verbos phrasais indedutíveis, e aí sim, em último caso, é legal procurar na listinha ou no dicionario. Um exemplo disso é ran into, que para mimnão é nem um pouco dedutível.

  17. O importante é ter em mente que há varias formas de aprender qualquer idioma, quebre um pouco a cabeça e encontre a melhor para você. Inevitavelmente “dói um pouco” encontrar o caminho, mas faz parte. Por exemplo, eu tive que aprender espanhol ao vivo, em uma viagem ao Chile onde eu ia ficar 15 dias direto. Foi um sufoco, demorei quase 5 dias pra aprender a perguntar como eu podia deixar a roupa pra passar…

  18. Amo os phrasel verbs e até sei muitos, às vezes me bato com o verbo ‘original’ em inglês e fico perdido, porque só sabia do prhasel verb (Descend é um exemplo).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar