OF ou ‘S!? O possessivo em inglês e como usá-lo?

Of ou ‘s? Quando usar um ou outro? Está certo dizer “house of John” ou o certo sempre será “John’s house“? Podemos dizer “the key of the car” ou é melhor dizer “the car key“? Afinal, como usar of ou ‘s em inglês de modo correto?

OF  ou ‘S?

A dúvida entre usar OF ou ‘S é muito comum entre estudantes de inglês de praticamente todos os níveis. Essa dúvida é tão antiga que em 2009  eu escrevi sobre ela no texto “O correto é Zé’s house ou house of Zé?“. Como a dica foi um tanto quanto superficial, vou nesta aqui escrever algumas coisas mais.

O uso do ‘s

O nome que damos a esse ‘s (apóstrofo s) na gramática do inglês é Genitive Case (Caso Genitivo). Ele também já foi abordado aqui no site; portanto, não vou falar muito.

A única coisa que vou dizer aqui é que em inglês o ‘s (ou s’) é comumente usado com pessoas e algumas referências de tempo. Para entender isso, veja os exemplos:

  • Where’s John’s house? (Onde fica a casa do John?)

John é uma pessoa. Portanto, falamos “John’s house” e não “house of John“. Veja outro exemplo:

  • We talked to the girls’ grandma. (Nós conversamos com a avó das garotas.)
Of ou 'S

Novamente, “as garotas” refere-se a pessoas; logo, usamos s’. Note que não é ‘s. Como está no plural – girls –, devemos colocar somente o ‘ (apóstrofo) . Outros exemplos no plural:

  • the boys’ toys (os brinquedos dos garotos)
  • the workers’ timetable (o horário dos trabalhadores)
  • the teachers’ standards (os padrões dos professores)

Aprenda mais sobre o ‘s (apóstrofo s), lendo a dica Gramática: Genitive Case em Inglês.

O uso de OF

Quando estamos diante de seres inanimados é muito comum usarmos of. Mas, podemos também usar o que chamamos de compound nouns. Veja:

  • Have you seen the car key? (Você viu a chave do carro?)

Car key é um compound noun. Isso é muito mais natural do que “the key of the car“. Não estaria errado falar “the key of the car“; mas, não é o mais natural. Logo, prefira dizer car key.

Em inglês, sempre que possível é melhor usar um compound noun a usar uma construção com of. Isso é algo que aprendemos com o tempo e vamos nos acostumando. Eu sempre digo que o melhor é aprender as combinações que vamos encontrando ao longo do aprendizado.

  • the table leg (a perna da mesa)
  • the bottle opener (o abridor de garrafa)
  • the bus stop (a parada de ônibus, o ponto de ônibus)
  • the police car (o carro de polícia)

As controvérsias

Infelizmente, por ser uma língua viva, o inglês certamente causará estranhezas em alguns momentos.

Por exemplo, para dizermos “o custo de vida” o mais comum é dizer “the cost of living“. Mas, no plural – os custos de vida –, o mais natural é dizer “the living costs“. Por quê? Eu não sei! Só sei que é assim e foi assim que me acostumei a dizer.

Quando falamos “a map of Brazil” estamos nos referindo a um mapa mostrando o Brasil. Logo, não falamos Brazil’s map. Afinal, o Brasil não é dono do mapa. Mas, será que podemos dizer “a Brazil map“?

Se pesquisarmos no Google, vamos achar ocorrências para isso. Portanto, acabamos ficando sem entender. No entanto, o que as gramáticas dizem é que o mais usual nesse caso será dizer “a map of Brazil“.

Para dizer “peças do computador“, o mais comum será “computer parts” ou até mesmo “parts of the computer“. Mas, não estranhe se uma hora ou outra você encontrar algum nativo escrevendo “computer’s parts“.

O mesmo vale para animais quando dizemos “the bird’s wings” (as asas do pássaro). Mas, podemos encontrar “the wings of the bird” e “the bird wings“.

Conclusão

O que sempre notamos no uso do inglês é que há sempre uma maneira comum – compartilhada por quase todos – de como usar of ou ‘s. Assim, como estudantes de inglês como outra língua, a gente precisa se acostumar com esses modos mais comuns.

Nem sempre encontraremos uma regra 100% satisfatória para nos ajudar a tirar nossas dúvidas. No caso de of ou ‘s, há momentos que é melhor usar um; assim como há momentos que é melhor usar outro. E, para piorar nossa vida, há momentos que nenhum dos dois será a forma mais comum.

O jeito é continuar seguindo aprendendo, observando a língua em uso e assim ficarmos com o Inglês na Ponta da Língua.

Artigos Relacionados
Comentários