“Empathy” ou “Sympathy”?

Duas palavrinhas em inglês que causam dor de cabeça em alunos de nível intermediário e avançado são “empathy” e “sympathy”. A coisa complica um pouco mais quando usamos os adjetivos “empathic” e “sympathetic”. Se você já se enrolou com essas palavras alguma vez, vamos ver se com a dica de hoje desenrolamos isso.

Para início de conversa “empathy” é muito fácil de entender. Isso porque significa o mesmo que “empatia”. Ou seja, refere-se ao fato de uma pessoa entender a situação de alguém e se colocar (se imaginar) na mesma situação. Logo, alguém que é “empathetic” compreende e até chega a sentir as mesmas sensações (sentimentos) da outra pessoa. Em português, “empathetic” significa “empático”.
Já “sympathy” refere-se fato de compreendermos uma dor, sofrimento, alheio mais ainda assim não nos colocamos na mesma situação da outra pessoa. Em português, algumas equivalências para “sympathy” são “compaixão”, “piedade”, “pena”, “comiseração”. O adjetivo é “sympathetic” será “solidário”, “compreensivo”.
Caso isso ainda esteja confuso, deixe-me dar algumas situações e assim resolver a dúvida.
Digamos que você luta dura muito tempo para perder peso. Você faz dietas, atividades físicas, muda sua rotina e tudo mais o que é necessário para perder peso. Você passa por todo o processo e atinge o seu objetivo. Você sabe o quanto isso é penoso.
Depois de algum tempo, uma amiga sua diz que está no mesmo processo. Ou seja, ela começou a fazer dieta, atividades físicas, etc., para também perder peso. Você que já fez tudo isso sabe que é preciso determinação e força de vontade para chegar lá . Levando em conta o que você passou, você poderá dizer:
  • Well, it’s not easy, you know. You have to be determined and focused. It might be difficult, but it’s really worth doing it. (Bom, isso não é nada fácil, entende? Você tem de ser determinada e focada. Pode até der difícil mas vale muito a pena.)
Nesse caso, você está sendo “empathetic”. Ou seja, você compreende o que a outra pessoa está passando por também já ter passado por isso. Ao dizer as palavras acima você relembra como foi com você, pensa nos sacrifícios, nas privações, nos exercícios que tinha de fazer e coisas do tipo. Portanto, você se coloca no lugar da outra pessoa e compreende as dificuldades pela qual ela está passando.
Agora, eu estou aqui tranquilo vendo isso tudo. Nunca fiz dieta, nunca me preocupei em fazer atividades físicas e acho que não preciso perder peso. Nunca passei pelo que você passou e sua amiga está passando agora. Eu escuto a conversa de vocês e digo,
  • Yeah, losing weight is really hard. You have to do things that you may not be used to. You also have to avoid eating things that you love. I can imagine how hard that is. (É, perder peso é mesmo muito difícil. A pessoa tem de fazer coisas que não está acostumada a fazer. Tem de evitar comer coisas que adora. Eu consigo imaginar que seja algo mesmo díficil.)
Eu estou sendo “sympathetic”. Isso porque eu entendo que perder peso é algo difícil, mas eu nunca precisei fazer isso. Nunca passei pela mesma situação de vocês. Eu apenas compreendendo, mas nunca estive e nem consigo me imaginar na mesma situacão de vocês.
Essa é a diferença entre “empathy” e “sympathy” ou “empathetic” e “sympathetic”. Acrescento ainda que essa é a diferença entre os verbos “empathize” (sentir empatia – compreender e colocar-se na situação do outro por já ter vivenciado algo semelhante) e “sympathize” (sentir compaixão – compreender a situação do outro e solidarizar-se com ele).
Deixe-me dar outro exemplo. Quando alguém diz “I’m sorry for your loss. It’s really a difficult time. So, in case you need any help, just let me know, ok?”. Aqui a pessoa está sendo “sympathetic”. Ela entende a dor pela perda de um ente querido e oferece ajuda à outra pessoa. Ela apenas solidariza-se com a outra pessoa.
Por outro lado, se a pessoa diz “I’m sorry for you loss. I feel and understand your pain. My mother passed away last year as well. It’s not easy to deal with this.” Nesse caso a pessoa está sendo “empathetic”; pois, visto que ela passou por uma situação idêntica (a perda da mãe), ela não só compreende mas também sente a dor da outra pessoa. Afinal, ela revive o sofrimento pelo qual ela mesma passou.
Vale ainda dizer que essas palavras não são usadas para falar apenas de coisas más que acontecem na vida de alguém. Elas podem ser usadas também para coisas boas: passar em um concorrido vestibular de medicina em uma faculdade de renome, ganhar um prêmio, ter o primeiro filho ou filha, etc. Por fim, anote aí que “empathy” e seus derivados (empathic e empathize) são também usados quando alguém realmente sente (vivencia) a situação da outra pessoa mesmo sem ter passado por algo semelhante. Nesse caso, trata-se de um nível elevado de sentimento possível de acontecer.
Espero ter deixado isso claro! Caso contrário, deixe seu comentário clicando aqui e a gente vai conversando mais sobre isso, ok? Take care you all!
Artigos Relacionados
Comentários