Travel, Trip e Journey: qual a diferença entre elas?

As palavras TRAVEL, TRIP e JOURNEY são geralmente traduzidas como viagem. Isso acaba dando uma confusão danada! Afinal, qual a diferença entre usar uma palavra ou a outra?

Nesta dica, vou ajudar você a entender como usar TRAVEL, TRIP e JOURNEY e assim – espero eu! – não ter mais dúvidas em relação a elas.

Travel, Trip e Journey

Para ficar mais fácil – e também prático – vamos ver o uso de cada uma dessas palavras separadamente. Vamos então começar com travel.

Travel

Travel é geralmente usada na função de verbo: viajar. Os dicionários sempre incluem o fato de travel envolver uma longa distância. Essa longa distância pode ser dentro de um mesmo país ou para um país diferente.

  • Supersonic planes can travel faster than the speed of sound. (Aviões supersônicos conseguem viajar mais rápido que a velocidade do som.)
  • He travelled over 1,000 miles to be at the wedding. (Ele viajou mais de mil milhas para estar no casamento.)
  • Are you traveling anytime soon? (Você vai viajar em algum momento em breve?)
  • His job requires him to travel frequently. (O trabalho dele exige que ele viaje frequentemente.)

Claro que travel também pode ser usado como substantivo: viagem. Mas, nesse caso, está relacionado ao ato de traveling (viajar). Ou seja, a ideia de longas distâncias está implícita na palavra.

  • She doesn’t enjoy foreign travel. (Ela não curte viagens ao exterior.)
  • My job involves a lot of travel. (Meu trabalho tem muitas viagens.)
  • The book discusses the future of travel in outer space. (O livro discute o futuro das viagens ao espaço.)

Trip

Travel, Trip e Journey: qual a diferença?

A palavra trip é um substantivo que passa a ideia de ir a um local e voltar. O Cambridge Dictionary diz que se trata de uma viagem que você go somewhere, usually for a short time, and come back again.

Note que se trata de ir a um local por um curto espaço de tempo e retornar ao local de origem.

Para não confundir o uso de travel e trip é só lembrar que somente a palavra trip pode ser usada com artigos (a, the) ou adjetivos possessivos (my, your, his, our, etc.). Veja as duas sentenças abaixo:

  1. We’re going on a travel to Norway this summer.
  2. We’re going on a trip to Norway this summer.

Somente a sentença número 2 está correta. Pois, em inglês, não dizemos “on a travel“, mas sim “on a trip“. Veja os exemplos:

  • The trip from York to Newcastle takes about an hour by train. (A viagem de York para Newcastle leva cerca de uma hora de trem.)
  • It’s the time to go out on a pleasure trip with your family and friends. (É hora de fazer uma viagem de lazer com sua família e amigos.)
  • She’s going on a trip to New York, all expenses paid. (Ela vai fazer uma viagem para Nova Iorque, todas as despesas pagas.)
  • How about a trip to the zoo this afternoon? (Que tal uma ida ao zoológico hoje à tarde?)
Collocations com Trip

Eu costumo dizer que a maneira mais fácil de aprendermos a usar a palavra trip é aprendendo as palavras que combinam com ela (collocations).

  • go on a trip (fazer uma viagem)
  • go out on a trip (fazer uma viagem)
  • pleasure trip (viagem de lazer)
  • the trip from … to … (a viagem de … para …)
  • take a trip round/around (fazer uma viagem/um passeio por)
  • school trip (excursão escolar)

Sempre que você encontrar a palavra trip em uma sentença, dê uma olhada nas palavras ao redor dela. Você certamente aprenderá uma nova combinação.

Aí, aprenda essa combinação – anote em seu caderno – e pratique-a sempre. Assim, ao falar ou escrever inglês, você terá a combinação na ponta da língua e não fará confusão entre travel, trip e journey.

Journey

Journey é usada em dois contexto diferentes para se referir a viagem.

Quando se trata de uma viagem longa e que tenha desafios, dificuldades e descobertas.

  • I love going on long journeys. (Eu adoro fazer longas viagens.)
  • We broke our journey in Jacksonville before travelling on to Miami the next day. (Nós fizemos paramos nossa viagem em Jacksonville antes de seguir para Miami no dia seguinte.)
  • I hope to take a journey across America by car one day. (Espero fazer uma viagem pelos Estados Unidos de carro um dia.)

O segundo sentido de journey é quando se trata de uma viagem mais espiritual ou algo do tipo.

  • How do we go about embarking on this ‘inner journey’ to understand ourselves? (Como nós vamos embarcar nesta “viagem interior” para entendermos a nós mesmos?)
  • Her spiritual journey towards Roman Catholicism. (A jornada espiritual dela rumo ao Catolicismo Romano.)
  • I was excited with my character’s journey in the film. (Eu estava empolgada com a viagem da minha personagem no filme.)

Conclusão

De modo geral, a melhor maneira para aprendermos as diferenças entre travel, trip e journey é nos envolvendo com a língua inglesa.

Portanto, sempre que você encontrar essas palavras sendo usadas em um texto, observe como elas estão sendo usadas e procure por collocations. Isso ajudará você a desenvolver o seu vocabulário e percepção de uso delas muito mais rápido.

Por fim, vale dizer que ainda temos a palavra VOYAGE em inglês. Essa se refere a uma longa viagem geralmente feita pelo mar ou espaço.

  • The voyage to the moon in 1972 (A viagem para a lua em 1972)
  • He was a young sailor on his first sea voyage. (Ele era um jovem marujo em sua primeira viagem pelo mar.)

Well, I guess that’s all for now. Espero que você tenha entendido como usar as palavras travel, trip e journey em cada momento correto. Em todo caso, não se desespere. Você com o tempo perceberá as diferenças entre elas.

So, take care and keep learning.

Amount, Quantity e Number: qual a diferença entre essas palavras?

Aa palavras AMOUNT, QUANTITY e NUMBER são usadas usadas para falar de QUANTIDADE. Mas, qual a diferença entre elas? Quando usar uma ou outra?

Se você já se deparou com essa dúvida por aí – ou ainda não! –, chegou a hora de aprender.

AMOUNT, QUANTITY e NUMBER

Como dito acima, as três palavras são usadas para fazer referência a QUANTIDADE. Mas, cada uma delas tem o momento certo – apropriado – para ser usada.

NUMBER pode até causar estranheza nesse contexto. Afinal, sempre aprendemos que NUMBER é NÚMERO. No entanto, você perceberá esse outro uso dessa palavrinha ao longo desta dica.

Para ficar mais fácil de entender, vou falar sobre cada uma delas isoladamente. Então, vamos lá!

AMOUNT

AMOUNT é sempre usada com palavras que não têm plural em inglês. Ou seja, com coisas que não podem ser contadas ou medidas. Veja alguns exemplos:

  • a huge amount of information (uma imensa quantidade de informações)
  • equal amounts of time (quantidade igual de tempo)
  • a considerable amount of effort (uma quantidade considerável de esforços)
  • a tiny amount of dirt (uma minúscula quantidade de sujeira)
  • a certain amount of respect (uma certa quantidade de respeito)
  • that amount of hate (aquela quantidade de ódio)
AMOUNT, QUANTITY e NUMBER: qual a diferença?

Podemos então dizer que AMOUNT é sempre usado com substantivos incontáveis.

» Leia também: COUNTABLE e UNCOUNTABLE NOUNS

QUANTITY

Por sua vez, QUANTITY é a palavra que devemos usar com palavras que não têm plural, mas que podemos podemos contar ou medir.

  • a small quantity of drugs (uma pequena quantidade de drogas)
  • a large quantity of ice cream (uma grande quantidade de sorvete)
  • the quantity of dollar bills in my wallet (a quantidade de notas de dólares em minha carteira)
  • a small quantity of butter (uma pequena quantidade de manteiga)
  • a small quantity of our oil (uma pequena quantidade do nosso petróleo)

Note que tratam-se de coisas inanimadas e que podem ser medidas. Já no caso de AMOUNT temos palavras que realmente não podem ser contadas ou medidas (respeito, tempo, sujeira, ódio, etc.)

Com a palavra money ocorre algo curioso. É normal encontrarmos “a large amount of money” e “a large quantity of money“. Você até pode falar de um jeito ou de outro. No entanto, minha experiência diz que o mais correto é dizer “a large amount of money“.

QUANTITY também pode ser colocada no plural: QUANTITIES.

  • huge quantities of oil (grandes quantidades de petróleo)
  • vast quantities of data (grandes quantidades de dados)
  • considerable quantities of food (quantidades grandes de alimentos)
  • minute quantities of copper (pequeníssimas quantidades de cobre)

NUMBER

No sentido de QUANTIDADE é usada com palavras que têm plural. Podemos traduzir como NÚMERO e trata-se de uma maneira de especificarmos a quantidade exata.

  • a certain number of people (um certo número de pessoas)
  • a huge number of students (um grande número de estudantes)
  • a number of reasons (uma série de razões)
  • a large number of cell phones (uma enorme quantidade de celulares)

O uso de QUANTITY e NUMBER pode parecer confuso; mas, em caso de dúvida, lembre-se que ao falarmos de algo inanimado e que não tem plural, a preferência é usar QUANTITY. Pensando assim, como você completaria os dois exemplos abaixo:

  1. a huge ………………… of computers
  2. a huge ………………… of gold

» Leia também: O Plural dos Substantivos em Inglês

Note que na primeira sentença temos uma palavra no plural: computers. É algo inanimado – sem vida –, mas tem plural. Na segunda, estamos de algo inanimado e que não tem plural: gold. Não há o plural “golds“. Assim, teremos:

  1. a huge number of computer
  2. a huge quantity of gold

Conclusão

Você não precisa ser matemático para saber como usar AMOUNT, QUANTITY e NUMBER em inglês. Você precisa apenas de tempo para se acostumar com o uso de cada uma delas.

Minha dica é que sempre que você encontrar AMOUNT, QUANTITY e NUMBER sendo usada em uma sentença, observe as palavras próximas a elas e vá aprendendo o conjunto todo. Isso facilitará o aprendizado e seu cérebro se acostumará com as palavras juntas e não cada uma delas isoladamente.

That’s all for now, guys! Take care and keep learning!

» Fontes:

Hardly, Hardly Ever e Hardly Any: qual a diferença entre elas?

Recebi um email no qual o leitor pergunta qual a diferença entre HARDLY, HARDLY EVER e HARDLY ANY.

No email, ele diz que entende que HARDLY tem o mesmo sentido de RARELY. Mas, se confunde na hora de usar HARDLY ANY e HARDLY EVER em uma sentença.

Como essa pode ser também a dúvida de vários leitores e leitoras deste site, decidi escrever a respeito e assim explicar quando usar um ou outro. Então, vamos lá!

Hardly, Hardly Ever e Hardly Any

Para facilitar a compreensão, vamos ver cada um desses separadamente e depois fazer algumas comparações. Leia com atenção! Caso ainda reste alguma dúvida sobre o uso de HARDLY, HARDLY EVER e HARDLY ANY, deixei um comentário aqui nesta dica e vamos continuar aprendendo.

HARDLY e RARELY são sinônimos?

No email, o leitor diz entender que HARDLY tem o mesmo sentido de RARELY. Será que isso está certo?

Se procurarmos a palavra HARDLY em um dicionário, leremos a seguinte definição:

only just; almost not:

Eu sempre digo que HARDLY significa algo como o nosso mal. Veja as sentenças abaixo para entender que mal é esse.

  • I could hardly hear them. (Eu mal conseguia ouvi-los.)
  • The party had hardly started when she left. (A festa mal tinha começado quando ela foi embora.)
  • I hardly know you. (Eu mal te conheço.)
  • She could hardly sit up. (Ela mal conseguia ficar sentada.)

Percebeu a ideia por trás do HARDLY?

HARDLY, HARDLY EVER, HARDLY ANY

Ela é sempre usada para enfatizar o fato de que fazemos algo com dificuldade ou mal damos conta de fazer.

Logo, HARDLY e RARELY não são sinônimos. Seus usos e significados são diferentes. RARELY significa raramente e é sinônimo de SELDOM.

HARDLY EVER

Para que HARDLY tenha o sentido de RARELY, temos de dizer HARDLY EVER. Ou seja, HARDLY EVER é sinônimo de RARELY. Mas, HARDLY sozinho não é sinônimo de RARELY.

Podemos traduzir esse HARDLY EVER como raramente ou ainda quase nunca. Veja os exemplos:

  • I hardly ever see them. (Eu quase nunca os vejo.)
  • This kind of thief is hardly ever caught. (Esse tipo de ladrão raramente é pego.)
  • Children I know spend more time playing on computers and hardly ever read books. (As crianças que conheço passam mais tempo brincando no computador e quase nunca leem livros.)
  • We hardly ever talk about politics. (A gente quase nunca fala sobre política.)

Não confunda mais o uso de HARDLY com HARDLY EVER:

  • I can hardly see her. (Eu mal consigo vê-la.)
  • I hardly ever see her. (Eu raramente a vejo.)

Percebe a diferença no significado de cada sentença? Espero que sim! Pois agora vamos aprender o HARDLY ANY.

» Leia também: Quando usar SELDOM e HARDLY EVER

HARDLY ANY

HARDLY ANY é sempre usado com as palavras formadas com ANY em sentenças negativas.

Ok! Eu sei que o parágrafo acima ficou estranho. Então, vamos por partes!

Em uma frase negativa, podemos usar HARDLY ANYBODY, HARDLY ANYONE e HARDLY ANYTHING. Cada um desses tem seu significado:

  • hardly anybody » quase ninguém
  • hardly anyone » quase ninguém
  • hardly anything » quase nada

Veja os exemplos:

  • There was hardly anything to eat. (Não tinha quase nada para comer.)
  • Hardy anybody came to the party. (Não veio quase ninguém para a festa.)
  • I knew hardly anybody at the party. (Eu não conhecia quase ninguém na festa.)
  • He’s said hardly anything to anybody since the accident. (Ele não tem falado quase nada com ninguém desde o acidente.)

Note como é feita a tradução do inglês para o português nesse caso. O uso de HARDLY sempre indica que é uma sentença negativa. Portanto, fique de olho nisso.

» Leia também: Como dizer UMA VEZ NA VIDA OUTRA NA MORTE em inglês?

Ok! Mas, e o uso de HARDLY ANY sozinho?

O HARDLY ANY sozinho sempre passará a ideia de pouquíssimo, muito(s) pouco(s), quase nenhum. Note a tradução das sentenças entender melhor seu significado.

  • I’ve got plenty of friends, but hardly any money. (Eu tenho muitos amigos, mas pouquíssimo dinheiro. | Eu tenho muitos amigos, mas muito pouco dinheiro. | Eu tenho muitos amigos, mas quase nenhum dinheiro.)
  • There was hardly any growth till week 30. (Não houve quase nenhum crescimento até a 30ª semana. | Houve muito pouco crescimento até a 30ª semana.)
  • They sold hardly any books. (Elas venderam pouquíssimos livros. | Elas quase não venderam nenhum livro.)
  • She’s been making hardly any public appearances. (Ela tem feito pouquíssimas aparições em público. | Ela quase não tem feito nenhuma aparição em público.)

Enfim, a ideia de HARDLY ANY é sempre essa de muito pouco e quase nenhum. Quanto mais exemplos você encontrar com ele, melhor. Então, continue aprendendo.

Conclusão

Eu espero que depois desta dica você não faça mais confusão com o uso de HARDLY, HARDLY EVER e HARDLY ANY.

Claro que você não vai aprender tudo da noite para o dia. Então, seja paciente. Anote os exemplos, compare com o português, crie seus próprios exemplos e assim você se acostumará naturalmente com o uso de cada um.

Well, that’s all I have for now! So, take care and keep learning!

» Fontes:

Shout at, Shout to, Shout with: qual a diferença?

Qual a diferença entre as combinações SHOUT AT, SHOUT TO, SHOUT WITH? Será que o uso de uma preposição ou outra, muda o significado do que está sendo dito?

Sim! Ao mudarmos a preposição, nós estaremos também mudando o sentido de cada uma. Portanto, para que você não faça mais confusões ou aprenda a diferenciar, vamos falar sobre cada uma delas.

Antes, porém, informo a você que acompanha minhas dicas que continuam as inscrições para o curso Aprender Inglês Lexicalmente. O curso que vai ajudar você a aprender inglês de um modo bem diferente do tradicional. As vagas são limitadas! Portanto, não fique de fora. Para participar clique no botão abaixo!

Shout At, Shout to, Shout with

Antes de vermos cada um separadamente, anote aí – caso ainda não saiba! – que SHOUT significa GRITAR. Claro que pode ter outros significados, mas o principal é GRITAR.

Assim, se traduzirmos literalmente cada uma dessas combinações – shout at, shout to, shout with – ficará uma bagunça grande em nosso cabeça. Podemos simplesmente achar que shout with é o certo para dizer gritar com  e estaremos comentando um erro.

Então, vamos aprender o certo!

Shout at

Esta é a combinação que você usa para dizer GRITA COM alguém em inglês. Isso, claro, quando você está com raiva, enfurecido e então esbraveja com a pessoa.

  • Why are you shouting at us? Did we do something wrong to you? (Por que vocês está gritando com a gente? A gente te fez algo de errado para você?)
  • Don’t you shout at me! Who do you think you are? (Não grite comigo! Quem você acha que é?)
  • Mom shouted at us for making a mess. (A mamãe gritou com a gente por cause da bagunça.)

Shout to

Use esta combinação quando a ideia for a de gritar para chamar a atenção de alguém. Você quer que a pessoa ouça sua voz; portanto, você fala mais alto.

  • A neighbour shouted to us from a window to stop the noise. (Da janela, um vizinho gritou para nós pararmos com o barulho.)
  • People waved and shouted to us as our train passed. (As pessoas acenavam e gritavam para nós enquanto nosso trem passava.)
  • I shouted to them across the busy street, but they didn’t hear me. (Eu gritei para eles na rua movimentada, mas eles não me ouviram.)

Shout with

Já a combinação shout with significa que estamos gritando junto com alguém. Ou seja, nós unimos nosso grito na esperança de sermos ouvidos.

  • Shout with me and let’s hope someone hear us. (Grita junto comigo e vamos torcer para que alguém nos ouça.)
  • They together were shouting with one voice. (Ele estavam gritando juntos.)

Shout with é também usada para dizermos o modo como estamos gritando ou se estamos usando algo enquanto gritamos.

  • She was shouting with a megaphone. (Ela estava gritando com um megafone.)
  • He shouted with his hand above his head. (Ele gritou com as mãos acima da cabeça.)
  • They shouted with joy when they heard the news. (Eles gritaram de alegria quando souberam da novidade.)

Conclusão

That’s it! Acredito que agora você já sabe qual a diferença entre shout at, shout to, shout with.

Caso queira continuar aprendendo mais sobre os usos de shout, recomendo que você procure por essa palavrinha em um bom dicionário de inglês. Abaixo eu recomendo alguns. That’s all for now! So, take care and keep learning!

» Fontes:

AT LEAST e AT LAST!? Qual a diferença!?

Qual a diferença entre as phrases AT LEAST e AT LAST? Aparentemente, tem gente por aí confundindo as duas. Portanto, nesta dica, vou ajudar você a entender cada uma delas. tenho certeza que depois de ler toda esta dica, você não mais errará.

Antes, preciso saber de uma coisa! 

Você já se inscreveu no canal Inglês na Ponta da Língua no Youtube? Já estamos nos aproximando da marca de 100 vídeos publicados. Portanto, tem muita coisa lá para você assistir e aprender. Para se inscrever, clique aqui.

Agora sim! Vamos aprender a diferença entre AT LEAST e AT LAST!

AT LEAST e AT LAST: qual a diferença?

A melhor maneira para entender a diferença entre AT LEAST e AT LAST é, claro, sabendo o que cada uma delas significa. Então, aprenda aí cada uma delas em separado.

At least significa pelo menos, ao menos ou no mínimo. Vai depender do contexto. Se você tem lido as dicas recentes aqui do Inglês na Ponta da Língua, certamente leu a dica AT LEAST – significado e uso. Nela, eu falo tudo sobre essa frase; portanto, leia (e ouça) a dica para aprender mais.

AT LEAST e AT LAST: qual a diferença?Por sua vez, AT LAST significa até que enfim ou finalmente. Essa é a expressão da pessoa impaciente que não aguenta mais esperar por algo.

Enfim, veja que o significado delas é bem diferente e não tem como confundir. Eu acredito que o pessoa anda errando isso justamente por causa da escrita. Mas, mesmo assim, elas também são diferente: AT LEAST e AT LAST. Não tem como errar!

Para ficar ainda mais fácil de perceber a diferença vamos aos exemplos!

Exemplos

  • You could at least call saying you’re not coming. (Você podia pelo menos ligar dizendo que não vai.)
  • There were at least 100 people in there. (Tinha pelo menos umas 100 pessoas lá dentro. )
  • It’s a shame it’s so cold but at least it isn’t raining. (Que pena que está tão frio, mas pelo menos não está chovendo.)
  • You’re here at last. (Até que enfim, você está aqui.)
  • The long war came to an end at last. (A longa guerra finalmente chegou a um fim.)
  • My husband returns from his trip today at last. (Meu marido volta de sua viagem hoje, finalmente.)

Conclusão

Como você pode notar, não tem muito como continuar confundindo AT LEAST e AT LAST. O que você precisa entender é que cada uma tem delas tem significado e uso diferente. 

A dica final para você é a seguinte: procure por mais exemplos com elas, anote em seu caderno de vocabulário e pratique sempre que puder.

Caso não saiba onde encontrar mais exemplos, procure nos dicionários online que indico abaixo. That’s all for now. Espero que você tenha entendido bem a diferença entre AT LEAST e AT LAST. So, take care and keep learning!

» Dicionários Online Indicados:

PICK ou CHOOSE: qual a diferença entre essas palavras?

Quando usar PICK ou CHOOSE em uma sentença? Qual a diferença entre PICK e CHOOSE? Se você já teve dúvidas entre escolher uma ou outra, chegou a hora de aprender.

Para entender bem, vamos primeiro dar uma olhada no significado de cada palavra. Afinal, é assim que a coisa começa a ficar mais clara.

PICK

De acordo com o Macmillan Dictionary, a definição de PICK é a seguinte:

to choose someone or something from a group

Portanto, PICK é usado quando a ideia é a de escolher alguém ou algo a partir de um grupo. Ou seja, temos um grupo de pessoa ou coisas e deste grupos escolhemos um ou mais.

Por exemplo,

  • Students have to pick 3 courses from a list of 15. (Os alunos tem de escolher 3 cursos de uma lista de 15.)
  • I don’t know which colour to pick. (Não sei que cor escolher.)
  • Out of all the girls he could have gone out with, he picked me. (De todas as garotas com as quais ele poderia ter saído, ele escolheu a mim.)

Portanto, temos aí a ideia de que há opções de escolha. Portanto, PICK entre em cena nesses casos.

» Leia também: START ou BEGIN: quando usar uma palavra ou outra?

CHOOSE

Ainda seguindo a definição do Macmillan Dictionary, aprendemos que CHOOSE passa a ideia de

to decide which you want from a number of people or things

Ou seja, “decidir o que você quer a partir de uma série de pessoas ou coisas”. Por exemplo,

  • Do you feel that you chose the wrong career? (Você acha que escolheu a carreira errada?)
  • She has to choose between her husband and her parents. (Ela tem de escolher entre o marido e os pais.)
  • It took us ages to choose a new carpet. (Nós levamos um tempão para escolher um carpete novo.)

PICK ou CHOOSE?

PICK ou CHOOSE?Se você ainda não consegue perceber quando usar PICK ou CHOOSE, não se preocupe. Isso realmente confunde a gente.

Mas, anote aí que as duas palavras são quase sinônimos perfeitos. Ou seja, a diferença entre elas é mínima. Então, para ajudar a entender, vou citar abaixo uma nota que temos no Oxford Learner’s Thesaurus sobre as palavras PICK, SELECT e CHOOSE:

CHOOSE, SELECT or PICK? Choose is the most general of these words and the only one that can be used whithout an object: You select/pick – I can’t decide. When you select something, you choose it carefully, unless you actually say that it is selected randomly/at random. Pick is a more informal word and often a less careful action, used especially when the choice being made is not very important: Select a number from one to twenty.

O que isso tudo quer dizer?

Vamos lá!

A palavra CHOOSE é a palavra mais usada. Portanto, é a palavra à qual você deve prestar mais atenção. CHOOSE é também usada sem complemento. Portanto, ao dizer “Você escolhe!”, você deve dizer “You choose!” e não “You select!” ou “You pick!”. As palavras SELECT e PICK precisam de algo mais após elas.

A palavra SELECT passa a ideia de uma escolha mais cuidadosa e bem pensada. A não ser, claro, que você deixe claro que essa escolha esteja sendo feita de modo aleatório usando as combinações: “select randomly” ou “select at random”.

PICK, por seu vez, é um termo mais informal e passa a ideia de uma escolha feita sem muitos critérios, por assim dizer. Ou seja, você escolhe sem pensar muito a respeito.

Será que deu para entender quando usar PICK ou CHOOSE? Espero que sim! Para encerrar a dica aprenda a expressão abaixo!

» Leia também: FARTHER ou FURTHER: qual a diferença e como usar?

PICK AND CHOOSE (expressão)

PICK AND CHOOSE como expressão serve justamente para passar a ideia de ficar escolhendo muito; ou seja, escolher cuidadosamente. Veja os exemplos:

  • Come one! You haven’t got time to pick and choose. (Anda logo! Não dá para ficar escolhendo muito.)
  • You have to take any job you can get. You can’t pick and choose. (Você tem de pegar o trabalho que aparecer. Não dá para ficar escolhendo muito.)
  • At Thrush Green she would be able to pick and choose her employers. (Na Thrush Green ele podia escolher meticulosamente seus empregados.)
  • We cannot pick and choose which laws to follow. (A gente não pode ficar escolhendo quais leis seguir.)

Conclusão

De modo geral, a escolha entre PICK ou CHOOSE é algo que você aprende envolvendo-se com a língua inglesa. Não é uma questão de regras, mas sim de uso das palavras em contextos formais ou informais. Nada tão complicado o quanto você imagina ser. Portanto, don’t worry too much!

Só para encerrar com mais informações, pratique aí seu inglês lendo alguns trechos do livro Choose the Right Word, no qual os autores falam sobre os usos de PICK ou CHOOSE.

[…] In choose, for example, the emphasis is on the act of will exercised in making the decision. When we say young people choose careers, we imply that they are making voluntary decisions and they intend to pursue those careers for the rest of their working lives. […] Pick is less precise in meaning than the other verb and can be used to cover situations in which neither decision making nor discrimination is required: a shopper in a supermarket, confronted by 20 cans of tomatoes of identical size and quality, will often pick the nearest one.

That’s it! Espero que você tenha compreendido as ideias por trás de PICK ou CHOOSE. So, bye bye, take care, and keep learning.

Remember to ou Remember ing? Qual é a diferença?

Qual é a diferença entre remember to ou remember ing? Quando devemos falar/escrever remember to do ou remember doing?

Se você não sabe – ou se não faz ideia de que assunto é esse –, continue lendo.

Remember to ou Remember ing

A diferença entre dizer remember to ou remember ing é algo que confunde até mesmo estudantes de nível avançado.

Afinal, esse é o tipo de coisa com o qual nós temos que nos acostumarmos. Não se trata de decorar uma regra gramatical ou uma dica milagrosa. O segredo está apenas em entender o significado de cada uma delas.

Para perceber isso, como você interpretaria as duas sentenças abaixo?

  • He never remembers to lock the door.
  • He remembers locking the door.

Consegue dizer a diferença entre elas? Por que usamos remember to na primeira e remember ing na segunda? Qual é o segredo?

Se achar melhor, assista ao vídeo abaixo. Nele, eu ensino a diferença e como usar cada uma corretamente. Caso não queira – ou não possa – assistir ao vídeo, então continue rolando a página para ler a dica e assim aprender da mesma maneira.

A diferença entre Remember to e Remember ing

A diferença entre as duas não é nada muito muito complicado! Então anote aí!

Remember to
REMEMBER TO ou REMEMBER ING?

Quando usamos remember to, estamos expressando a ideia de “lembrar-se de fazer algo“. Primeiro a pessoa se lembra de algo e depois faz a ação. Assim, na primeira sentença acima estamos dizendo que “ele nunca se lembra de trancar a porta“. Veja os outros exemplos:

  • Remember to call your mom tonight. (Lembre-se de ligar para sua mãe hoje à noite.)
  • I have to remember to send an email to my boss. (Tenho de lembrar de enviar um email ao meu chefe.)
  • We remembered to do that, but we didn’t have enough money. (Nós nos lembramos de fazer isso, mas não tinha dinheiro o suficiente.)
  • Remember to mail that letter. (Lembre-se de colocar aquela carta no correio.)
  • He never remembered to lock the door when he went out. (Ele nunca se lembrava de trancar a porta quando saía.)
Remember ing

Já no caso de remember ing a ideia é a de “lembrar algo que aconteceu “. Trata-se de lembrar de uma ação que já aconteceu. Portanto, a sentença “he remembers locking the door” é entendida assim: ele lembra que trancou a porta. Veja outros exemplos:

  • I remember having more time for myself. (Eu lembro que tinha mais tempo para mim.)
  • Do you remember going there when you were a kid? (Você se lembra que ia lá quando era criança?)
  • I remember celebrating Christmas with my family when I was a kid. (Lembro-me que eu comemorava o Natal com minha família quando eu era criança.)
  • I remember mailing that letter. (Eu lembro que envie aquela carta.)
  • She remembers seeing him leave an hour ago. (Ele se lembra que o viu sair uma hora atrás.)

Como você pode ver, a diferença não é apenas na gramática. Trata-se de algo relacionado ao uso da palavra remember. Portanto, acostume com o uso dela nesses casos e perceba sempre a diferença.

» Leia também: REMEMBER ou REMIND?

E aí!? Será que agora você sabe quando deve usar remember to ou remember ing? Espero que sim! So, take care and keep learning!

» Fontes:

Try to do ou try doing?

Quando usar, ou dizer,  try to do ou try doing. Será que existe alguma diferença entre try to do ou try doing? As duas formas podem ser traduzidas para o português como tentar fazer, mas quando usar uma forma ou outra ? Continue lendo para aprender! 

try to do ou try doingPor incrível que pareça, há sim uma diferença em significado. O curioso é que para nós, brasileiros, a diferença pode não existir; pois, em português dizemos apenas “tentar fazer algo”. No entanto, para falantes nativos da língua inglesa cada uma dessas frases tem um sabor (uso, significado) diferente.

Ao usar “try to do something” a ideia transmitida é a de que você deve fazer um esforço para conseguir fazer aquele algo. Provavelmente, trata-se de algo difícil ao qual você deverá se empenhar ao máximo para obter o resultado desejado. Você pode não conseguir, mas pelo menos tentou. Veja alguns exemplos:

  • I tried to lift that heavy box; it was hard but I did it. (Eu tentei levantar aquela caixa pesada; foi difícil mas eu consegui.)
  • He tried to see something through the window, but it was closed. (Ele tentou ver algo pela janela, mas estava fechada.)
  • We will try to find an answer to that. (Nós vamos tentar encontrar uma resposta para isso.)
  • She was trying not to cry. (Ela estava tentando segurar as lágrimas. | Ela estava tentando não chorar.)

Nos casos acima, nota-se que as possibilidades de sucesso e fracasso estão juntas. A pessoa só vai saber se tentar fazer aquele algo. Já no caso de “try doing something” o sentido é o de experimentar fazer algo para ver o que acontece. É como se nas entrelinhas estivéssemos dizendo “parece uma boa ideia fazer tal coisa e assim ver no que vai dar”:

  • The door was jammed, so we tried hitting it with a mallet. (A porta estava emperrada, então nós tentamos bater nela com uma marreta.)
  • I want to try playing soccer this summer. (Quero tentar jogar futebol neste verão.)
  • Try logging off and logging on again. (Experimenta sair e entrar novamente.) [Referindo-se a um sistema de computadores em rede]
  • They decided they would try living in America for a while. (Eles decidiram que iam tentar morar nos EUA por um tempo.)

Observe que nos casos citados acima a ideia de experimentar algo é aparente. Não se observa nos casos com “try doing something” um esforço das pessoas. Na verdade, elas estão experimentando fazer algo e assim ver no que vai dar.

Portanto, lembre-se que “try to do something” exige um certo esforço da pessoa e ao se esforçar ela poderá conseguir ou não. Por outro lado, “try doing something” refere-se a uma ideia que parece ser boa, temos de colocá-la em prática para saber o que realmente acontecerá. Ao usarmos “try doing something” subentende-se que estamos dizendo algo como “parece ser uma boa ideia fazer tal coisa, portanto vamos tentar”.

O legal – ou o chato – disso tudo é que alguns falantes nativos estão deixando essas diferenças de lado. Muitos dizem apenas “try doing something” para tudo e nem se importam se há diferença de significado ou não. Alguns dicionários mais atuais citam essa mudança. Provavelmente trata-se de algo que daqui uns 50 anos não mais incomodará estudantes de inglês ao redor do mundo.

That’s it for today guys. I hope you have enjoyed the tip. Agora você já sabe quando usar try to do ou try doing. Nada muito complicado, não é mesmo? 🙂