O que significa “a flash in the pan?”

As armas de fogo existem há muito tempo. Ao longo dos tempos novas armas foram surgindo e assim lá pelos idos anos de 1600 surgiram as fecharias de pederneira. Um sistema simples, mas extremamente eficiente para a época. Opa! Calma aí!? Isso aqui é para ser uma dica de inglês ou um resumo histórico sobre armas de fogo? Bom, continue lendo que você vai entender o que “a flash in the pan” tem a ver com isso.

Pois bem! As fecharias de pederneiras (armas de pederneiras) tinha um mecanismo simples e eficiente. Por volta de 1860 elas foram adaptadas nos rifles do exército inglês e, portanto, muito usadas durante a Guerra Civil Americana. Essa fecharia consistia de uma pederneira, um tipo de pedra muito dura que gera faísca ao entrar em atrito com o aço. Presa ao cão, a pederneira era acionada pelo gatilho, movimentava-se em alta velocidade e batia no cartucho onde ficava a pólvora. A faísca da pederneira acendia a pólvora e fazia com que a munição da arma fosse disparada. Causando estragos consideráveis no alvo.

Tratava-se de um sistema extremamente fantástico para a época. Nada de complicações! No entanto, muitas vezes o sistema falhava. A pederneira batia no cartucho, acendia a pólvora, mas nada acontecia. Tudo o que se via era um clarão causado pela pólvora e nada mais. A munição não era disparada. Em uma guerra e com o inimigo a alguns metros de distância isso era mais do que preocupante e desestimulante.

Dito isso, anote aí que em inglês a arma de fecharia de pederneira é chamada de “flintlock gun” (sendo que a pedra, pederneira, é flint. Lembra dos Flintstone?) O cartucho, que não é um cartucho como os que conhecemos hoje, é chamado de “pan”. Essa “pan” é onde ficava a pólvora, que fazia a arma funcionar. No entanto, quando o sistema todo falhava, via-se apenas “a flash in the pan”, um clarão causado pela pólvora e só isso.

Imagine a cena: O sujeito está todo animado para atirar. Ele prepara a arma, faz a mira e puxa o gatilho. Mas, a arma falha e tudo o que ele vê é o clarão (flash) da pólvora sendo queimada no cartucho (pan) e nada mais. Isso desanima qualquer um. É desse fato histórico que nasce a expressão “a flash in the pan” em inglês, que significa algo como entusiamo passageiro. Em português nós dizemos “fogo de palha”.

Refere-se àquele momento que a pessoa está com todo gás para fazer algo e aí com o tempo vai passando a vontade. Um exemplo disso é visto em cursos de inglês Brasil a fora. No começo de cada ano é grande o número de pessoas loucas para aprender inglês. Mas, com o passar dos meses e algumas aulas, o entusiasmo vai passando, a vontade vai diminuindo e a pessoa desiste. Em alguns desses casos, podemos dizer que era apenas “a flash in the pan” (foguinho de palha, algo passageiro). Veja outros exemplos:

  • Let’s hope the group’s rise to stardom won’t be just a flash in the pan. (Vamos torcer para que a ascensão do grupo ao estrelato não seja só fogo de palha.)
  • He needed to prove that his success wasn’t just a flash in the pan. (Ele precisava mostrar que o sucesso dele não era apenas algo passageiro.)
  • I hope that your desire to learn English isn’t a flash in the pan. (Torço para que seu desejo de aprender inglês não seja só fogo de palha.)

Acho que é isso por hoje! Você aprendeu o significado de “a flash in the pan” e também a origem histórica da expressão. Creio estar de bom tamanho! Wish you a wonderful day! Take care!

Artigos Relacionados
Comentários