Leio e escrevo bem em inglês, mas falar…

Recebo inúmeros e-mails e mensagens nos quais as pessoas dizem que, em se tratando de inglês, elas conseguem ler um texto e fazer uma redação, mas não conseguem falar ou mesmo entender o que alguém diz. Geralmente, essas palavras vêm acompanhadas de duas perguntas: 1) Por que isso acontece?, 2) O que fazer para resolver o problema?

A resposta para a primeira pergunta é simples. Ela é também muito óbvia. Mas, as pessoas parecem não preceber que o problema está no que elas fazem. A situação é a seguinte: quando alguém decide aprender inglês o que ela faz é correr atrás de material para isso. Ela compra um livro com regras gramaticais e também um dicionário. Além disso, ela também acessa sites para ler textos em inglês.

Com isso tudo organizado, a pessoa passa a estudar as regras gramaticais da língua inglesa: verbo to be (am, is, are, was, were), Present Simple (-s, -ies, -es, para he, she, it), Present Continuous (acrescentar -ing ao verbo), Past Simple (acrescentar –ed aos verbos), Verbos Irregulares, Pronomes Pessoais, etc. A pessoa estuda isso religiosamente e, claro, tenta decorar tudo também. Para ter certeza de que está aprendendo a pessoa faz atividades que confirmam o aprendizado (ou não) dessas regras. Saindo-se bem, ela passo para uma regra nova ou mais rebuscada que a anterior.Não se saindo bem, ela volta a estudar aquilo que não ficou muito bem assimilado.

Para internalizar tudo (regras gramaticais e palavras novas), a pessoa escreve textos em inglês seguindo as regras que aprendeu. Há também a leitura de textos para identificar as regras na prática. Durante a leitura dos textos, a pessoa também foca no aprendizado (decoreba) de mais palavras novas. E é assim que a maioria vai “aprendendo” inglês.

Falar InglêsPerceba como nessa situação o foco está todo na aquisição da língua escrita. Isto é, a pessoa está desenvolvendo apenas suas habilidades de leitura (reading) e (writing). O resultado disso é que ela realmente será boa em ler e escrever textos. Afinal, é a isso que dedica os seus estudos.

Se servir de consolo, confesso que eu – Denilso – ao começar a aprender inglês (lá nos meus idos 13 anos de idade) também cometia esse “erro”. Eu, em relação à língua inglesa, lia e escrevia razoavelmente bem. Sentia-me, portanto, frustrado quando tentava falar em inglês com as pessoas, ou quando tentava ouvir um filme, música e seriado. Minhas habilidades para falar (speaking) e ouvir (listening) eram péssimas.

Como eu não focava meus estudos nas habilidade para falar e ouvir era natural ter dificuldades na hora de falar e ouvir ingles. Quando eu tentava eu pensava nas regras, nas palavras isoladas, na ordem das palavras nas sentenças e por aí a fora. Com o tempo percebi que precisava mudar o jeito de aprender. E foi o que fiz! E para você eu vou fazer as sugestões em forma de perguntas.Que tal começar a ler os textos em voz alta? Leia diálogo em inglês (acesse Elllo e baixe diálogos para praticar)! Os diálogo são bons porque eles procuram representar a língua falada naturalmente. Além de ler diálogos em voz alta, que tal decorar um diálogo por semana e ouvi-lo várias e várias vezes? Depois de estar com o diálogo na ponta da língua, procure repeti-lo em voz alta sem ler absolutamente nada.

Que tal ouvir uma música em inglês várias vezes até chegar ao ponto de saber a letra dela inteira e ser capaz de cantá-la junto com a versão original? Músicas têm a vantagem de ser algo que cola na memória e sempre usamos as expressões nelas numa conversa com alguém. Enfim, dá para aprender inglês ouvindo músicas. Eu tive um amigo que aprendeu inglês com músicas. Ele as ouvia enquanto trabalhava como servente de pedreiro e hoje fala inglês muito e é professor de inglês e também tradutor e intérprete de conferências. Ele começou com músicas e depois buscou aperfeiçoar mais e mais o que aprendeu.

Que tal descrever algumas situações do seu dia a dia em inglês? Quando estiver indo para o trabalho ou voltando para casa (no carro, no ônibus, no metrô, no trem, etc.) tente ir pensando em inglês as coisas que você vê e as situações que ocorrem. Isso além de ajudar no aprendizado de inglês, ajudará você a se tornar uma pessoa mais observadora e atenta. Quando em uma fila ou sala de espera, descreva as pessoas, a situação que ocorre ao seu redor. Quando estiver relaxado e conversando com seu amiguinho invisível, converse em inglês com ele (isso ajuda você a pensar em inglês).Enquanto fizer essas coisas, não pense em regras gramaticais. Ou seja, no meio dessa brincadeira nada de parar para se perguntar coisas como: Será que tenho de colocar um –ies aqui? Será que devo colocar um –ed ou se trata de um verbo irregular? E agora eu uso will ou going to para falar que isso vai acontecer? Lembre-se: o foco é usar a língua e não analisá-la.

Mas, esteja certo de uma coisa: você vai cometer erros. Simplesmente, não se esquente com isso. Os erros você vai corrigir depois quando estiver estudando a língua escrita (escrever e ler). Focar no desenvolvimento da língua falada (ouvir e falar) é diferente. As regras são outras. O jeito é outro. O estado mental é outro. Mude a sua atitude em relação aos erros!

Para ajudar mais, você pode reler o texto “Como eu me tornei fluente em inglês?” e encontrar algumas técnicas que eu usava para desenvolver minhas habilidades de listening e speaking. Leia também o texto “5 Dicas Para Perder o Medo de Falar Inglês”. E participe do curso que ajuda você aprender muito mais sobre aprender inglês de um modo diferente e com mais resultados: Aprender Inglês Lexicalmente.

O desenvolvimento dessas habilidades – listening e speaking – é diferente do desenvolvimento das duas outras – reading e writing. Logo, mude o foco, mude a atitude e pratique o falar e o escutar em inglês se você quer realmente falar e ouvir inglês. Você deve escutar mais e falar mais (mesmo que seja sozinho)!

Com o tempo você começará a perceber que escreve, lê, fala e ouve bem em inglês. E que melhora a cada dia nas quatro habilidades. Quando menos esperar, você estará ainda mais com o inglês na ponta da língua.

That is all for today! Have a nice day and take care!

Artigos Relacionados
Comentários