Dicas Para Aprender Inglês

Textos em Inglês: Resultado dos Dois Dias

Nos últimos dois dias pedi a vocês – leitores assíduos deste blog – que relatassem a experiência que tiveram ao ler dois textos diferentes. Como já era esperado o Texto 2, na maioria das opiniões dadas, foi bem mais difícil de entender do que o Texto 1. Curiosamente, os dois textos tinham praticamente a mesma quantidade de palavras (em torno de 120); então, por que a diferença?

Para compreender isto saiba que no Texto 1 (116 palavras), nós temos a seguinte distribuição: 104 palavras fazem parte do grupo das 1000 palavras mais utilizadas na língua inglesa. 03 três palavras do grupo das 1001 a 2000 palavras mais utilizadas; e 05 palavras no grupo das que ficam fora das 3000 usadas mais freqüentemente.

Já no Texto 2 o caso foi um pouco diferente. Nele há 110 palavras, sendo que destas apenas 74 são do grupo das 1000 palavras mais usadas; 09 são do grupo entre 1001-2000; 09 do grupo entre 2001-3000; e, 18 ficam fora de todos os grupos (3001 em diante).

O que isto significa? Antes de continuar lendo, lembre-se que o que fizemos aqui em dois dias não é nada científico. No entanto, serve para mostrar como palavras desconhecidas complicam o entendimento de um texto e podem frustrar você no seu aprendizado de inglês. Por menor que seja o número de palavras raramente usadas!

Isto serve também para comprovar que ler é uma atividade interessante para o seu aprendizado. Você aprende palavras e expressões novas. Porém, deve no início do seu aprendizado ler texto simples. Nada muito rebuscado, científico, técnico ou mesmo literário.

Falando em literário, um leitor escreveu que gostaria de ver textos deste estilo (gênero) publicados aqui. Ele até desafiou, dizendo: “Quer nos dar algo realmente difícil? Então, publique textos de Shakespeare!“. O problema é que o inglês do tempo de Shakespeare é muito diferente do inglês usado atualmente. Muitas estruturas gramaticais do tempo dele bem como também palavras não são mais utilizadas hoje em dia. Logo, para que se preocupar com textos complexos e com vocabulário e estruturas gramaticais que raramente (ou nunca) serão usadas no cotidiano de quem fala inglês? Esta conclusão se aplica a textos literários, científicos, técnicos.

Com este pequeno teste informal, quero apenas mostrar a você a importância de saber as palavras mais usadas na língua inglesa. Bem como a importância de saber usá-las corretamente. Por exemplo, no Texto 1, muitos tiveram dificuldade com a palavra “enjoy” (posição 1563 no ranking das mais usadas). Destes a maioria foi ao dicionário e descobriu que “enjoy” significa “gostar“. Bastou descobrir isto para se darem por satisfeitos. Simplesmente, devem ter perdido a chance de aprender algo significativo com “enjoy“. Para descobrir mais sobre ela clique aqui.

Já no Texto 2 a dificuldade da maioria foi com a palavra “shrinkage” (posição 26838 no ranking das mais usadas). Alguns usaram uma técnica comum a quases todos que tem um nível intermediário de inglês. Clique aqui para saber como é esta “técnica”.

É isto pessoal! Leiam sempre! Mas leiam textos simples!See you!

7 Comentários

  1. Olá Denilson..Que bom que você prestou atenção ao meu comment (fui eu que sugeri o texto de Shakespeare). Na verdade, minha intenção não era que você começasse a "ensinar inglês arcaico e expressões que não são usadas hoje em dia". Imaginei que você pudesse postar o texto apenas como uma "curiosidade", para mostrar às pessoas como a leitura de grandes clássicos da língua inglesa (aqueles que não estão traduzidos para a linguagem atual) pode ser difíciu, até mesmo para pessoas que tem uma boa fluência em inglês. Tive a idéia ao visitar o blog de uma americana. Ela relatava estar lendo um livro de Machado de Assis (escrito em português), e disse que estava tendo dificuldade para entender o texto, devido ao fato de ele estar escrito em português arcaico. Então ela diz que os estudantes de inglês devem ter a mesma experiência ao ler Shakerpeare ou Charles Dickens.Fica a dica!!Abçs!

  2. Ei Magno, rsrsrsrsrsEspero que não tenha me entendido errado! Eu usei seu exemplo porque ela caiu feito uma luva no que eu estava querendo mostrar nos textos!Você contribuiu para que a "coisa" ficava mais real! rsrsrsrsrsAté mesmo nós temos certeza dificuldades em ler os clássicos da literatura brasileira… Imagine a tal americana.Eu naõ costumo ler os clássicos no original. As versões unabridged que eles chamam! É uma coisa de louco! Mas vou postar algo aqui uma hora apenas para o pessoal ver como a língua de Shakespeare não é a língua de hoje. rsrsrsrsrs Em parte….Thanks pal!Oh, by the way, eu leio todos os comentários deixados aqui! Todos!

  3. Denilson,sou um fan deste blog e tenho aprendido muita coisa aqui.Por isso, fiquei interessado em comprar um dos seus livros, mas estou em dúvida quanto a eles serem o que eu espero ou não. Então, gostaria de te pedir, se for possível, que vc me enviase uma preview do livro, ou um capítulo de cada.Valeu!Abraço.e-mail no nome.

  4. Olá Denilso,Achei o segundo texto, de fato, mais dificil, no começo deu até um desânimo, mais a cada dia tenho reforçado a ideía de que uma nova língua requer tempo e dedicação para sua compreensão, seja ela audível, falada ou escrita.Um dos seus comentários que ficou marcado para mim é que a maioria dos nativos (incluindo nós na língua portuguesa), usamos a comunicação sem saber as vezes nadinha de regras. E é ai que eu cai na real. As vezes o aprendizado se dá através de associações e o seu uso contínuo, e quando vc vai ver, nem reparou se é present perfect ou past, sei lá. Admiro seu trabalho e assino seu blog, ainda estou vivo no aprendizado.obs.: só não comprei o livro, porque não sobrou uma grana, mas ja está na lista de prioridades.Abraços, Fernando

  5. Your Blog is very nice, and it's been very useful for me lately, thanks for that. I liked your idea of putting the most common words together in the first text and using rarely used words in the second.I could understand both of them without much trouble, as magno lima, I like to read those classic books once in a while, just to see how different and odd they sound, though I enjoy that Old English a lot.Could you post more texts like the ones you've posted this week?I'd like to see a harder one, not necessarily including technical terms, just something with some idioms and more phrasal verbs.Thanks. []'s

  6. Olá Denilso,Nos comentários que vc faz sobre os textos enviados por e-mail, vc cita várias vezes a existencia de uma lista com as palavras mais utilizadas em Inglês. Gostaria de saber se vc possui a lista ou poderia indicar a nós onde encontra-la na internet.Abraço,Márcio Alessandro

  7. oi gente meu nome e raphaela e estou a procura de um texto so q tem 1 problema n estou conseguindo achar.bjos…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar