Como dizer TIRAR O CAVALINHO DA CHUVA em inglês | Expressões em Inglês

Como dizer TIRAR O CAVALINHO DA CHUVA em inglês? Será que há uma expressão para dizer algo pelo menos parecido em inglês?

Continue lendo a dica para aprender.

Tirar o cavalinho da Chuva em Inglês

Essa expressão é usada em algumas regiões do Brasil para expressar a ideia de que a pessoa deve repensar algo pois do modo como ele está querendo não vai acontecer, não ser. Veja os exemplos abaixo:

  • Se você acha que vou te ajudar, pode ir tirando o cavalinho da chuva.
  • Se você acha que vai se casar com a minha filha, é bom ir tirando o cavalinho da chuva.
  • Se você acha que eu vou desistir, pode ir tirando o seu cavalinho da chuva.

Note que a ideia por trás da expressão é justamente a de que a pessoa deve repensar ou reconsiderar algo que ela tem/tinha em mente. Sabendo disso, anote aí uma maneira bem simples de expressar essa ideia do TIRAR O CAVALINHO DA CHUVA em inglês é usando a expressão abaixo:

you’d better have another think coming

Lembre-se que este you’d better refere-se ao “é bom você…“; geralmente, usado quando queremos sugerir/aconselhar algo a alguém. Leia mais sobre ele no artigo O Que Significa Had Better. Assim, a tradução da sentença acima fica assim: É melhor/bom você ir tirando o cavalinho da chuva ou apenas pode ir tirando o cavalinho da chuva.

Exemplos

As sentenças em português que você viu acima, ficarão assim em inglês:

  • If you think I’m going to help you, you’d better have another think coming.
  • If you think you’re going to marry my daughter, you better have another think coming.
  • If you think I’m going to give in, you’ve got another think coming.

O Erro Comum e Algumas Variações

Para encerrar a dica, quero falar um pouco sobre um “erro comum” que os falantes nativos cometem com essa expressão e também algumas variações para dizer tirar o cavalinho da chuva em inglês.

O erro comum: thing no lugar de think

A expressão original é a que você aprendeu acima: have another think coming. Mas, é muito comum as pessoas escreverem assim: have another thing coming (note o uso de thing no lugar de think).

Esse erro acontece devido ao fato das pessoas ouvirem a pronúncia natural na junção de think coming. O som no final de think soa meio parecido com thing e ao se juntar com coming acaba fazendo todo mundo achar que se trata de thing.

Essa confusão nos sons fez com que as pessoas passassem a escrever “thing“. Como isso se popularizou por meio de letras de músicas, seriados, filmes e outros textos escritos, o “erro” acabou se tornando o “certo“.

Mas caso você queira escrever corretamente e evitar ser corrigido por alguém que sabe disso, escreva sempre “think“. O legal é quando escrevemos think e um falante nativo tenta nos corrigir. Essa é a oportunidade para você ensinar algo interessante em inglês para quem falar língua desde criança e ele ficar surpreso em aprender que sempre escreveu errado.

Algumas Variações

Seguem abaixo algumas variações para essa expressão:

  • have another guess coming
  • have another think a-coming (comum em áreas rurais dos States)
  • have another thought coming

Não se preocupe! Aprenda que a maneira mais comum é have another think coming. Portanto, é essa aí que você deverá aprender e usar. As outras é bom saber apenas por curiosidade!

That’s all for today, guys! Take care and keep learning!

Etiquetas
como é que se diz expressões em inglês vocabulário em inglês

16 Comentários

  1. Olá Denilson, muito show de bola seu site, aprendi muito mais inglês quando comecei a visitar seu site, mas tenho uma dúvida: No lugar de "think coming", não poderia/seria "thing coming", porque é meio estranho esse think sem estar conjugado e sem o 'to' antes do verbo…Thanks, João

  2. Olá João,Na verdade você até pode dizer "thing" ou ainda "thought" ou "guess" e também "think a-coming". No entanto, o considerado mais correto e mais usado pela maioria é "think". por ser uma expressão idiomática não há a necessidade de conjugar o verbo. Aliás, não se apegue muito à gramática normativa ao aprender uma língua. A GRAMÁTICA DE USO sem dúvida é muito mais usual na hora de se comunicar em inglês no dia a dia.

  3. Aii eu amo essa frase, acho tão bonitinha responder assim, kkk, Denilso pq eu não posso traduzir literalmente? eles não entenderiam? eu nunca tentei mas ainda vou dizer isso pra um amigo inglês e ainda pra outro espanhol só pra ver se eles entendem, 😉 antes disso eu conhecia "don't hold your breath" que é fofa tbm, mas pra esse tipo de resposta existem tantas formas de dizer, vai mais da facilidade de cada um, né? *brigadinha e beijos*

  4. Boa tarde Denilso!Gosto muito das suas dicas de inglês, porem infelizmente não tenho tido muito tempo de ler todos os dias. Uma coisa me chamou a atenção neste post foi o uso da expressão " give in" no sentido de desitir, pois eu conhecia apenas o uso de " give up". Tem alguma diferença quanto ao uso?Att,Cristiano Silva (Criss00 on twitter)

  5. Kika,Traduzir ao pé da letra não vai surtir muito efeito. Afinal, essa expressão não faz parte da cultura deles. A origem da expressão "tirar o cavalo da chuva" é coisa nossa. Ou seja, faz parte da história cultural do Brasil (costumes e tradições).Quanto ao "don't hold your breath", para mim ela está mais para "pode esperar sentado" do que para "tirar o cavalinho da chuva". Ou seja, para mim os sentidos são diferentes. como eu escrevo no texto acima "tirar o cavalinho da chuva" é repensar um fato, mudar de ideia em relação a ele. Já o "esperar sentado" é uma forma de dizer que o que a pessoa espera não acontecerá.Enfim, por um lado até parecem idênticas, mas para mim não são! Sei lá!=]

  6. Cristiano,Há sim uma diferença entre "give in" e "give up". Vamos lá!'Give in' é usado para indicar que a pessoa se entregou, entregou os pontos, desistiu de ir em diante. Enfim, desanimou e desistiu.'Give up' é usado para indicar que a pessoa desistiu de algo, largou mão, abriu mão, deixou de lado.São sentidos diferentes.vou escrever melhor sobre a diferença das duas em um texto no blog! Tudo bem?=]

  7. Olá Denilso! Tudo bem?Denilso, na minha opinião o sentido de "Tirar o cavalinho da chuva" nunca foi o de "repensar/reconsiderar algo". Eu sempre entendi a expressão "Tirar o cavalinho da chuva" como forma de revelar a alguém que suas expectativas estão erradas, que ele esta enganado sobre determinado fato, apenas isso. Gostaria de saber em qual dicionário ou parte do Brasil essa expressão assume esse significado de "repensar algo".Abraço,Márcio Alessandro

  8. Olá Márcio, tudo bem? Para mim, quando eu digo a alguém que as expectativas dele/dela estão erradas e que ele/ela está enganado sobre determinado fato, estou dizendo a ele/ela que deve repensar/reconsiderar os fatos, ideias, pretensões, etc. Afinal, ele/ela está errado/enganado.Em todo caso, diante de suas observações, recorri aqui a dois dicionários para esclarecer o assunto.O Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, no verbete "cavalo", em locuções, nos diz que "tirar o cavalo da chuva" equivale a "desistir de ideia, projeto ou pretensão, por não haver hipótese de êxito; tirar o cavalinho da chuva".Já o Conversando que a Gente se Entende – dicionário de expressões coloquiais brasileiras, de Nélson Cunha Mello, no verbete "tirar o cavalinho da chuva [p. 472], nos diz que essa expressão equivale a "desistir de um propósito, de um intento, de uma pretensão; perder as esperanças de que algo desejado vá acontecer imediatamente".Ao que me parece os dois dicionários deixam uma incerteza no ar. Eles não parecem definir a expressão da forma como ela é compreendida usualmente. No entanto, eu não vejo muito diferença entre o que você afirma e o que eu abordo no post. São apenas modos diferentes de ver a mesmíssima coisa!

  9. Denilso,Sim, eu até concordo com vc que algumas vezes quando vc diz a uma pessoa para ele "tirar o cavalinho da chuva" vc pode estar sugerindo que ele precisa repensar a situação pois determinado fato não deverá mais ocorrer.Más eu diria que o objetivo principal dessa expressão é informar a alguém que ele esta enganado sobre determinado fato e muitas vezes nessa situação nada será repensado, pois nada poderá ser feito a não ser aceitar a situação.De qualquer forma, agradeço pelo tempo e atenção dedicados a resposta e a sua opção de tradução parece encaixar bem nas duas situações.Obrigado!

  10. Olá Denilso,Em primeira, quero dizer que gosto demais desses artigos. Sou aluno do português e eles me ajudam bastante tb. Sou falante nativo do ingles e passei minha infância em California, mas morava tb em varias partes dos EUA: no centro, sudeste, nordeste (estado de Nova Iorque), e até a ilha de Guam. Eu uso essa expressão frequentemente, e queria dar uma resposta em relação ao forma mais comum. Embora seja possível q alguns pessoas tb falam "got another think coming", eu nunca ouvi a expressão assim em qualquer lugar e acho errado usar desse jeito. Com THINK a expressão não faz tanto sentido (parece muito estranho pra mim, se alguem disse que "I had another think coming to me", eu não entenderia), e é gramaticalmente errado, pois a palavra THINK não é usado como um substantivo sozinho (nem falar q gírias sempre siga regras gramaticas). A palavra thought seria gramaticamente certa, embora ainda não faz sentido pra mim. Sempre falo e ouço "got another THING coming". Acho q é muito mais certo assim. A palavra THING na expressão não é um outro pensamento, mas se refere literalmente á coisa vai se realizar dos seus planos em vez de o q queria.Pra mim, é certo falar assim: Quando alguém disse uma coisa errada ou que não iria acontecer de jeito nenhum, vc pode responder, assim como acima, que essa pessoa "has another thing coming (to them)". Quer dizer que aquela pessoa não vai realizar o que ele quisesse fazer.Bill: "I'm going to ask Monica on a date."Bill's friend: "Ha! She's too pretty to go out with you. If you think she's going to date you, you've got another THING coming."Tudo q vc tem no artigo e certo, além do "think" (thought, etc…) em vez de "thing"… não vou falar que não existe o expressão "got another THINK coming", mas se existe, tenho certeza que é bem raro.Obrigado pelos artigos legais! Não tem nada disso pelos alunos de português, e eles me ajudam muito!Jeremy

  11. Olá Jeremy,Muito obrigado por seu comentário e observação em relação à expressão acima. No entanto, após ler suas palavras, decidi pesquisar um pouco mais a fundo a expressão. Incluindo até uma pesquisa etimológica, ou seja, fui em busca da origem da expressão.Revi os Corpus usados para verificar quais expressões ou palavras são mais usadas. Aliás, pesquisei nos mesmos Corpus usados por lexicógrafos, linguistas, estudiosos da área de ensino de línguas, etc. Assim, não corro o risco de falar bobagem. A pesquisa mais aprofundada nos Corpus (COCA, Wordbanks e BNC) retornou que ambas versões são muito usadas. Há algumas variações de regionalidade. Ou seja, há uma certa indecisão por parte dos falantes de um local ou outro sobre qual usar. Diante disso, os Corpus não foram conclusivos e, embora a versão "THINK coming" apareça na frente em todos os resultados, a quantidade é irrelevante diante da versão "THING coming".Depois disso, revirei alguns dicionários de inglês (Oxford, Cambridge, Webster, Collins e outros) em busca da expressão "have another THING coming". Nem todos registram essa versão e quando o fazem dizem que "have another THING coming is an alternative form of have another THINK coming". Portanto, os dicionários, deixam aberto a questão. Ou seja, as duas formas são usadas, porém a versão "THING coming" é apenas uma alternativa da forma original. Alguns dicionários até dizem que a versão "THING coming" é um mispelling (erro de ortografia).No que se refere à origem da expressão (etimologia), descobri que o primeiro registro do qual se tem notícia da versão have another THINK coming – é de maio de 1898 em um jornal chamado The Syracuse Standard. Já a outra versão – have another THING coming – só aparece pela primeira vez em agosto de 1919 no jornal The Syracuse Herald. Logo, em termos etimológicos a versão "THINK coming" é a mais antiga e, portanto, a forma original. As versões que veem após ela são tidas como variantes, erros, desvios, etc.Para concluir, cito abaixo as palavras de um etimologista sobre o fato da versão "have another THING coming" ser errada, embora seja a mais defendida por um grande número de falantes nativos:"'Another thing coming' is just a mispronunciation of the original phrase. The source of this mistake is probably the duplicated 'k' sounds of 'think' and 'coming'. When voicing 'another think coming' that two 'k's are merged and what we utter phonetically is 'thinkg umming'. There's very little difference in sound between that and 'thing coming'. The 'thing coming' speakers may also have been influenced by a sneaking feeling that 'another think coming' is ungrammatical. Actually, a little consideration shows that it is perfectly grammatical, although it is a rather unusual form of speech – we would normally use the word 'thought' in this context. The split-second choice of how to pronounce a word doesn't give time for such considerations and many people have just opted for 'thing'.Another reason that 'thing' is incorrect, and perhaps this should have come first, is that 'another thing coming' makes no sense. How can one have another thing coming where there is no first thing? In order for 'thing' to make any sense we would have to say 'if you thing that, you have another thing coming', or 'if you think that, you have a thing coming'. Nobody says either of these. Case proven, in my humble opinion."Acho que expressei a minha defesa e as razões pelas quais no texto eu usei a versão original.Take care! Keep coming back for more!

  12. Legal! Brigado pelos esforços de procurar tudo isso, me interesse muito das origens desses expressões. Nunca sabia que a frase era "have another think coming" originalmente. Parece que tenho que me incuir no grupo de falantes nativos que defendem a forma errada, rsrs!Jeremy

  13. Veja a origem dessa expressão….Origem da expressão "tirar o cavalo da chuva"

    A visita fazia isso quando não queria ir embora tão cedo
    O cavalo era o meio de locomoção mais prático até a popularização do trem, no século 19. Ao chegar a alguma casa, o lugar onde o animal era amarrado indicava a intenção do visitante. “Se o moço amarrava o cavalo à frente do cômodo, era sinal de permanência breve. Já se levava para um lugar protegido da chuva e do sol, podia botar água no feijão, a visita ia demorar”, conta o lingüista Reinaldo Pimenta no livro A Casa da Mãe Joana.
    Sem o convite do anfitrião, entretanto, tentar proteger o cavalo era uma indiscrição feita pelo convidado pouco desculpável. Somente quando o dono da casa estivesse apreciando a prosa e dissesse “pode tirar o cavalo da chuva” – ou seja, desistir da pressa de ir embora – é que a acomodação da montaria estava autorizada. Com o passar do tempo, “tirar o cavalo da chuva” virou sinônimo apenas de desistir de alguma coisa. B.V.F.

  14. HI DENILSON HOW ARE YOU DOING?GOOD I HOPE.WHERE CAN I BUY YOUR BOOK,INGLÊS NA PONTA DA LINGUA?I really thank you in advance.

    1. Fernando, thanks for the message.

      You can find the book in any bookstore in Brazil or in any online bookstore (Submarino, FNAC, Livrarias Cultura, etc.) I'm quite sure you'll find it!

      😉

Botão Voltar ao topo