Collocations em Inglês

Collocations e Aquisição de Fluência em Inglês

Semana passada escrevi aqui no blog um post com o título “Fluência em Inglês: Como!? De que jeito!?“, nele falei sobre a diferença entre ‘fluency‘ [fluência] e ‘accuracy‘ [exatidão]. O post fazia ainda referência ao curso ‘The Fluency Paradox‘ que fiz em São Paulo com o renomado Jeremy Harmer, autor e teacher trainer na área de ensino de língua inglesa.

Durante o curso [e em uma conversa particular que tivemos], conversamos sobre o impacto que os collocations [ou os chunks of language] exercem no fato de alguém se tornar fluente em inglês [ou qualquer outra língua, inclusive a língua materna].

Isto porque fluência, de acordo com Harmer, não é algo palpável, não é algo que se mede, não é algo que se vê. Fluência para Harmer trata-se de algo que está dentro da cabeça de quem fala uma língua e não fora em livros, cursos, etc. Fluência é algo que se adquire expondo-se à língua o máximo possível. Fluência é algo que simplesmente acontece sem ao menos esperarmos que aconteça.

Um dos fatores que contribuem para a fluência é o aprendizado de collocations. Isto porque collocations tem a ver com o modo natural como as palavras são usadas uma com as outras. Ao aprender collocations [e prestar atenção ao modo como as palavras são usadas um com as outras] o estudante será capaz de expressar suas ideias do jeito certo, sem demoras, sem se pergunta os porquês ou mesmo os comos de uma coisa ou outra.

Com collocations as palavras e suas combinações naturais simplesmente saem da cabeça. Você simplesmente diz o que tem de ser dito. E isto é o que Jeremy Harmer diz sobre o fato da fluência ser algo que está dentro da cabeça de quem fala outra língua.

Fico super satisfeito com esta visão. Afinal, é a mesma visão que defendo em meus livros, em meus workshops como teacher trainer e em minhas pesquisas. Estou de acordo com o que os teacher trainers lá de fora dizem e acreditam. Estamos no caminho certo!

4 Comentários

  1. Denilso, encontrei seu blog por acaso, procurando na internet expressões idiomática usadas na área jurídica e achei FANTÁSTICO o conteúdo por aqui. Os temas que você aborda aqui são realmente úteis e passo muito tempo agora lendo seus posts. Parabéns pela escolha dos temas e pela competência na dissertação dos mesmos!You rock, dude!

  2. Só tem um problema já faz um tempão (auhua) que estou esperando um livro novo e nada até hoje. 'Vamu trabaiá rapaiz e dexa' de moleza. Brincadeira. Seu trabalho é esplendido, já tenho seus dois livros todos os seus e-books e espero ansioso por uma próxima publicação (além do blog, é claro!). :)P.s: Quem sabe um (livro) sobre experiências na área do inglês e respostas a perguntas feitas a você (como fez Michael A. Jacobs).João Filho (o do English Experts)

  3. Olá Denilso, seu blog está cada dia melhor!!Gostaria de fazer algumas sugestões se possível, sure.a primeira seria falar da diferença entre "just" e "only" e explicar os diversor usos da palavra "just".a segunda seria o uso da palavra "through"a terceira seria a pronúncia do "I've" em frases como "I've been…" pois quase não percebemos quando ouvimos numa música.e a quarta seria o uso desse "I've been" eu já vi um post falando disso, mas eu, na maior parte das vezes, vejo essas frases sendo traduzidas como estando no passado, e não como "eu tenho estado…".ambém curiosidades como quando usar o "to" antes dos verbos, pois as vezes estão no infinitivo e não possuem o "to" antes. E também o uso do "for" no final das frases.E também, se possível, explicar se existe um dicionário que mostre todas as formas da palavra, por exemplo: laranja, laranjeira, laranjada, laranjal…só que em inglês, isso nos ajuraria muitoo!!Desde já agradeço muitíssimo a ajuda que todos vocês têm nos oferecido com tanta boa vontade!!!Muito obrigado mesmo.Take Care!!

  4. Olá Denilson, how do you do? Meu nome é Vinicius e tenho vindo aqui há meses e queria agradecer pelo material aqui disposta. Parabéns pela qualidade e generosidade. Bom eu quero mesmo saber como comprar seus livros por aqui com voce, incluse já tentei um link sugerido em outro post e não consegui abri. Obrigado. aguardo respota aqui ou no meu emeio:[email protected] thanks. VINICIUS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar