Como aprender qualquer idioma em 6 meses?

Como aprender qualquer idiomas em 6 meses? Essa pergunta é muito parecida com aquelas sobre quanto tempo leva para aprender inglês. Trata-se de um assunto bem batido e polêmico. Já até escrevi  alguns textos parecidos: “Como Aprender Inglês em 1 Ano?” e “10 Dicas Para Aprender Inglês Mais Rápido”.

Desta vez, volto ao assunto devido a um vídeo bastante interessante enviado por um leitor. No vídeo o palestrante Chris Lonsdale menciona 5 princípios e 7 ações para que qualquer pessoa consiga aprender qualquer idioma em 6 meses. Segue abaixo o vídeo (em inglês, claro) e logo depois faço um resuminho do que ele diz. (Caso não esteja vendo o vídeo abaixo, clique aqui!)

Assistir Vídeo no Youtube

Para quem acompanha o Inglês na Ponta da Língua as dicas dadas pelo Chris não são nenhuma grande novidade. Afinal, muitas das “dicas” dadas por ele, são coisas que praticamente todo profissional na área também dá. Veja só!

5 PRINCÍPIOS

Aprender Qualquer Idioma em 6 Meses1. Relevância – O que você aprende tem de ser importante para você; se é importante você se dedica e estabelece objetivos e prazos para alcançá-los. Quando algo é importante e significativo, o cérebro memoriza com mais facilidade e rapidez. Portanto, o aprendizado é eficiente.

2. Usar a língua para fins comunicativos – Muitas pessoas focam tanto na gramática (regras e termos técnicos) que acabam esquecendo que a língua é usada para se comunicar e nem sempre as regras gramaticais tem esse propósito. A dica aqui é arriscar. Aprender sobre a língua (decorar regras gramaticais) não é o mesmo que aprender como usar a língua para se comunicar naturalmente. Não tenha medo de errar!

3. Comprehensible input – A ideia aqui é que compreender o que você ouve e lê é a melhor maneira de desenvolver a sua competência linguística. Portanto, o ideal é que você se envolva com a língua o máximo que puder para adquiri-la naturalmente. É como se você estivesse dando ao seu cérebro material para ele ir se acostumando e assim tornando o uso mais fácil e natural. Quanto mais você conseguir entender, mais cedo se sentirá à vontade com a língua.

4. Treinamento fisiológico – Aprender um outro idioma é como se fosse um exercício físico. Você tem de praticar, praticar e praticar. Como diz o ditado, “practice makes perfect” (a prática leva à perfeição). Imitar a pronúncia de palavras e frases e fazer cópias de textos para praticar a escrita são treinos necessários para o seu desenvolvimento linguístico.

5. O Lado emocional – Se você acha que inglês é chato, estuda por obrigação, considera algo impossível de ser aprendido e atitudes negativas do tipo, você certamente não aprenderá muita coisa e logo desistirá. Então, é preciso ter uma atitude positiva para que o aprendizado aconteça de modo eficiente. Criar resistências (barreiras) só atrapalharão o seu sucesso no aprendizado.

7 AÇÕES

71. Ouça bastante – Quanto mais você ouvir a língua-alvo, mais rápido você aprenderá (se acostumará) com a língua. Ouvir a língua o quanto antes é crucial para você saber lidar com ela.

2. Aprenda o significado – A língua falada (ou escrita) possui alguns padrões (estruturas que se repetem com frequência). Logo, procure entender o significado desses padrões antes mesmo de tentar entender as palavras isoladas. Se possível observe a linguagem corporal usada pelas pessoas; muitas vezes, o corpo fala mais do que as palavras.

3. Misture tudo – Conforme você for aprendendo os padrões e novas palavras, misture tudo. Faça novas combinações. Experimente usar aquilo que você aprender e conforme for fazendo isso use sua criatividade para expressar suas ideias da melhor maneira possível.

4. Foque no núcleo – Aqui é preciso cautela! A ideia apresentada é aquela de aprender as palavras mais usadas na língua. Alguns dizem que basta decorar as 1500 palavras mais comuns da língua inglesa para ser fluente em inglês. Mas, não é bem assim! Você pode focar no núcleo – as palavras mais usadas – mas não basta decorá-las mecanicamente. Leia mais sobre isso na dica Aprender 2000 Palavras em Inglês e a Fluência.

5. Tenha um “consultor” – Para facilitar o aprendizado é bom você contar com a ajuda de alguém que poderá ajudar ao longo da caminhada. Esse consultor pode ser um professor, um amigo que sabe um pouco mais que você, uma comunidade virtual onde todos se ajudam. Enfim, tenha alguém que possa dizer como você está se saindo e que esteja disposto a colaborar com seu aprendizado.

6. Imite – Imitar o modo como um falante nativo diz uma palavra ou frase ajuda você a desenvolver a pronúncia. Quanto mais você imitar o modo como algo é dito, mais próximo do jeito correto de dizer você chegará. Portanto, seja um bom imitador.

7. Faça conexões diretas – Sempre que aprender algo novo, conecte aquela novidade a algo que você já sabe em sua própria língua. Para isso você pode usar imagens, traduções, comparações e coisas do tipo. O importante é conectar o que você está aprendendo com algo que você já sabe. Isso ajuda o cérebro a guardar as informações de modo mais rápido e por muito mais tempo.

CONCLUSÃO

Como você pode ver, não há muita novidade no que ele diz. Tratam-se de dicas repetidas exaustivamente em vários sites, fóruns, livros, cursos, etc. No entanto, o palestrante diz que ao fazer isso qualquer pessoa será capaz de aprender qualquer idioma em 6 meses. Será?

Confesso que aí já é outra história! Pois, o tempo de dedicação ao estudo de uma segunda língua depende de cada pessoa. Por um lado, há no mundo pessoas que não tem muito o que fazer e, portanto, podem dedicar até 16 horas diárias para estudar e se envolver com o novo idioma. Por outro lado, há aquelas que não possuem tanto tempo de sobra assim e, consequentemente, precisarão de um pouco mais de tempo para aprender.

Portanto, essa coisa de aprender qualquer idioma em 6 meses é muito relativa. Entram em cena coisas como dedicação, vontade, interesse, sacrifícios, prioridades, recursos, alternativas extras, atitude pró-ativa, etc.

Aprender em 6 meses é mais uma questão pessoal do que algo que alguém oferece como um milagre. Além disso, em seis meses a pessoa não será extremamente fluente em todas as áreas da língua. Ela poderá aprender coisas relacionadas aos seus objetivos mais imediatos; mas, para atingir um alto nível de proficiência serão necessários mais de 6 meses.

Artigos Relacionados
Comentários