Por que em inglês algumas palavras são invertidas?

A pergunta que dá título a dica de hoje é bastante curiosa. Alguns leitores querem saber a razão pela qual nas sentenças em inglês as palavras são escritas em uma ordem diferente da língua portuguesa. Além disso, querem saber também quando inverter. Ou seja, querem uma dica simples e básica que ajude a saber quando uma palavra é invertida e quando não é.

Tempos atrás, escrevi uma dica com o título Gramática: Ordem dos Adjetivos em Inglês. Nela falei resumidamente sobre esse aspecto da língua inglesa. Dei lá a seguinte dica: em inglês, os adjetivos (o que você pensa sobre algo ou alguém) são geralmente colocados antes dos substantivos (o assunto da conversa). Por exemplo, se o assunto da conversa é uma casa (substantivo) e eu acho que essa casa é bonita (adjetivo) a sentença em português será:

  • É uma casa bonita.

Note que dizemos “casa bonita“. A ordem é substantivo + adjetivo. No entanto, em inglês ficará assim:

  • It’s a beautiful house.

Notou que em inglês a ordem foi invertida? Ou seja, eles dizem adjetivo + substantivo. É nesse momento que o português e o inglês possuem modos diferentes de ordenar as sentenças. Preste atenção nas palavras em destaque nos exemplos a seguir:

  • Marcela is an intelligent girl. [A Marcela é uma garota inteligente.]
  • It’s an interesting book. [É um livro interessante.]
  • Rafael is a nice friend. [O Rafael é um amigo legal.]
  • I had a marvellous day. [Eu tive um dia maravilhoso.]

A coisa fica ainda mais curiosa quando usamos mais adjetivos para descrever algo ou alguém:

  • She was wearing a red Italian leather dress. [Ela estava usando um vestido vermelho, italiano e de couro.]
  • We bought a Brazilian glass flower vase. [A gente comprou um vaso de flores, feito de vidro e do Brasil.]

Ao ver isso muita gente entra em desespero e faz duas perguntas: 1) Por que em inglês é assim?; 2) Como aprender isso?

Em inglês é assim porque é uma língua com origem, história e desenvolvimento diferente da língua portuguesa. Portanto, ela possui características próprias e, portanto, distintas da nossa língua. Não adianta querer que seja tudo igual na vida, não é mesmo? Não teria muita graça! Portanto, em inglês é diferente e ponto final.

Para aprender isso você não precisa decorar regras e mais regras de gramática. Quando eu estudava inglês também entrava em desespero com isso. Com o tempo percebi que eu mesmo estava impedindo o meu progresso. Ao desejar saber as minúcias e os porquês disso e daquilo eu desacelerava meu aprendizado.

Resolvi o problema de modo simples: entender que em inglês será sempre do jeito que é e ponto final. Além disso, eu aprendi também que tinha de ficar de olho nas combinações (collocations) do jeito como são ditas e usadas pelos falantes nativos de inglês. Ou seja, eu aprendia (lia ou ouvia) algo e procurava memorizar e colocar em prática do jeito exato que eu havia aprendido (lido ou ouvido). Foi a partir desse momento que aprender inglês para mim ficou mais interessante, fácil e pertido. Percebi também que o difícil na história era eu mesmo e não a língua inglesa. No post que indiquei no início deste, eu falo mais sobre isso; então, dê um clique lá e leia mais.

Artigos Relacionados
Comentários