Inglês em UsoPerguntas dos LeitoresVocabulário de Inglês

Qual a diferença entre “moral” e “morale” em inglês?

Minha dica hoje é sobre o uso das palavras “moral” e “morale”. Apesar de parecerem idênticas, não se deixe enganar, elas são diferentes em significado, uso e também em pronúncia.Em relação aos significados, anote aí que “moral” refere-se ao conceito comportamental do certo e errado, por assim dizer. Talvez a maneira mais simples de entendê-la é aprendendo as palavras com as quais ela combina em inglês:

    moral standards (padrões morais), moral duty (dever moral), moral harassment (assédio moral), moral probity (idoneidade moral), moral imperative (obrigação moral), moral obligation (obrigação moral)

Acima você viu o uso de “moral” como adjetivo. Mas, ela também pode ser usada como um substantivo, como acontece em “the moral of the story is…” (a moral da história é…) ou quando dizemos “the moral is clear: …” (a moral é clara: …).

Pode-se ainda usar “morals” que se refere aos princípios que norteiam a vida de uma pessoa, grupo, família, sociedade, nação, etc.

  • He has absolutely no morals. (Ele definitivamente não tem nenhum princípio.)
  • There can be no doubt about the excellence of his morals. (Não há dúvidas sobre a excelência de seus comportamentos morais.)
  • We agreed that business morals nowadays were very low. (Nós concordamos que os padrões morais nos negócios hoje em dia estão muito baixos.)
  • She was gradually instilling morals into her children. (Ela estava aos poucos incutindo princípios morais nos filhos dela.)

Já a palavra “morale” refere-se à confiança que você tem uma situação difícil ou perigosa. Pode ser traduzida como “estima”, “confiança”, “estado de espírito”, “ânimo”, “moral”:

  • The morale of the men was good. (A estima dos homens era boa.)
  • Morale amongst the players is very high at the moment. (O ânimo entre os jogadores está bem alto no momento.)
  • We have to boost her morale. (A gente tem de aumentar a confiança dela.)

A dica final é a mesma de sempre: a melhor maneira de aprender a diferença entre palavras assim é através da observação. Portanto, sempre que encontrar “moral” ou “morale” em um texto, veja como cada uma está sendo usada e aprender o conjunto. That’s all for today. Take care!

7 Comentários

  1. Ola Denilso!Pesquisando na internet encontrei seu Blog, e a matéria sobre a Qualidade das escolas de Inglês no Brasil.Bem, estou passando por problemas sérios com uma escola, onde assinei um contrato, mas depois de 16 meses, não estava satisfeita, pois não aprendi nada. Então desisti, por este motivo, pela escola não conseguir me proporcionar um ensino de qualidade.Então, eles querem me cobrar multa mais 2 meses, sendo que não obtive o resultado na aprendizagem, fiz 16 meses e não consigo dialar com outra pessoa. Pois nas aulas, o método era, ler o texto (só alguns liam), ouvir e depois responder os exercícios do livro. Mas ressumindo, o que quero saber é:Qual orgão competente devo procurar para lutar pelos meus direitos, de não pagar multa contratual?Qual o orgão federal fiscalizador das escolas de inglês?Como saber se tal escola não esta engando os seus clientes, com promessas infundavéis e sem uma competência pedagógica para ensinar inglês!Fico no aguardo!Pois paguei 16 parcelas em dia, mas agora para cancelar querem me cobrar mais 2 meses, sendo que p motivo de minha desistência é a minha aprendizagem, que não evoluio!Aguardo retorno! Obrigado!att.Sandra O. Oneda

  2. Sandra, a escola não tem esse direito.Procure um advogado ou vá a um tribunal de pequenas causas.Nenhum contrato com escola de idiomas permite multa de dois meses por desistência. É ilegal.

  3. Sandra,Obrigado por sua mensagem aqui e também pelo desabafo. Infelizmente, o Brasil está cheio de escolas sem escrúpulos e interessada em ganhar o dinheiro das pessoas a todo custo. Ou seja, compromisso com o aprendizado do aluno é história furada.Enfim, o órgão ao qual você poderá recorrer é o PROCON. O problema é que o PROCON não tem competência para avaliar o que a escola fez em termos de ensino e assuntos relacionados. O que esse órgão poderá fazer é avaliar o contrato e decidir se a claúsula de recisão de contrato e pagamento é abusiva ou não. Pela experiência que tenho a cobrança parece sim abusiva.Você pode ainda entrar em sites de reclamação e também nas redes sociais e reclamar da escola. Assim, outras pessoas serão alertadas sobre a falta de política deles e também sobre a falta de qualidade. Muita gente faz isso apenas para informar outras pessoas a respeito.Os governos municipal, estadual e federal não dispões de um órgão que fiscalize as escolas de idiomas. Por conta disso, a bagunça se instaura nesse país. Imagine em período de Copa e Olimpíadas como será. Serão inúmeros os charlatães, falsos profissionais, escolas de quinta categorias, etc., oferecendo algo e não cumprindo nada. Quem sofre com isso é a população. Mas, quem se importa com a população?Boa sorte na sua causa e faça valer seus direitos!Att.,Denilso de Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar