Qual a diferença entre say, speak e tell?

A diferença entre say, speak e tell!? Você já se perguntou sobre isso? Com certeza sim! Então, hoje vamos aprender um pouco mais sobre esses três importantes verbos e começa a evitar algumas confusões ao usá-los.

Se você estuda inglês há um tempo, provavelmente deve ter ouvido que SAY é dizer, SPEAK é falar e TELL é contar, não é mesmo? Pelo menos comigo, essa foi a primeira definição que ouvi desses três verbos. Não há nada de tão errado nisso. Mas, vamos dizer também que isso está parcialmente correto. Afinal, a diferença entre say, speak e tell não é tão simples assim! [Leia também: A diferença Entre TALK e SPEAK]

Como é sempre dito aqui no Inglês na Ponta da Língua, a melhor maneira de aprender a usar esses verbos corretamente é prestando atenção ao contexto no qual eles aparecem e às combinações de palavras, ou seja, prestando atenção às collocations. [What are Collocations?]

Say, speak e tellPara facilitar um pouco as coisas, vamos aprender o uso desses verbos através de frases prontas. Vamos colocar em prática o que conhecemos por noticing [Desenvolva Sua Habilidade de Noticing]. Observe cada um deles nas frases abaixo:

  • I said to him that I would never call him again. (Eu disse pra ele que nunca mais iria ligaria de novo.)
  • I spoke to/with him about our situation. (Eu conversei com ele sobre a nossa situação.)
  • I told him that I would never call him again. (Eu disse pra ele que nunca mais ligaria de novo.)

Percebeu que SAID TO HIM e TOLD HIM podem ser traduzidos ambos para “EU DISSE PRA ELE“? Então, como eu disse, o segredo para aprender o uso desses três verbos é prestar atenção nas frases onde eles aparecem. Aí não tem erro!

Veja mais algumas collocations (combinações) comuns com cada um desses verbos:

  • Can I speak with you for a minute?  (Posso conversar com você por um minuto?)
  • I need to speak to Joseph about this matter. (Eu preciso conversar com o Joseph sobre esse assunto.)
  • Mariana and Paula aren’t speaking at the moment. (Mariana e Paula não estão se falando no momento.)
  • Speaking of your husband, where is he now? (Falando no seu marido, onde ele está agora?)
  • He speaks three languages fluently. (Ele fala três línguas fluentemente.)
  • Everyone should have the right to speak their mind. (Todo mundo deveria ter o direito de falar o que pensa / expressar sua opinião.)
  • I told him that I can’t accept his invitation. (Eu disse pra ele que não posso aceitar seu convite.)
  •  I told him about my financial situation. (Eu contei pra ele sobre minha situação financeira.)
  • I tried to tell you, but you wouldn’t listen to me. (Eu tentei te contar, mas você não quis me ouvir.)
  • I was going to tell you – I just couldn’t get around to it. (Eu ia te contar – eu só não consegui arrumar um jeito.)
  • Tell your mom I said hello! (Fala pra sua mãe que eu disse oi.)
  • I said to her that  she could bring anyone with her to the party. (Eu disse pra ela que ela poderia trazer quem ela quisesse para a festa.)
  • Well, I guess this is it. I have nothing to say about this issue. (Bem, acho que é isso. Eu não tenho nada a dizer sobre esse assunto.)
  • Be quiet! I have something to say. (Fique quieto! Eu tenho uma coisa a dizer.)
  • Don’t you dare say this to me ever again! (Nunca mais ouse dizer isso pra mim novamente!)
  • “Well, at least we tried”, he said. (“Bem, pelo menos nós tentamos”, ele disse.)
  • “I can’t stand it anymore”, she said softly. (“Não consigo suportar isso mais”, ela disse suavemente.)
  • She began to say a prayer of sincere gratitude. (Ela começou a fazer uma oração de gratidão sincera.)
  • The weather forecast says there’s a chance of rain today. (A previsão do tempo diz que há chance de chuva hoje.)

Existe uma certa confusão em relação ao uso da preposição TO com esses verbos. Muitos estudantes de inglês cometem o seguinte erro: “I said him” e “I told to him.” No caso da segunda opção, pode-se dizer “He told the story to all his friends“, que equivale a “ele contou a história PARA todos os seus amigos” mas não a combinação “told to him/her“. Lembre-se: o correto é “I said TO him” e “I told him“. Não confunda as duas coisas, okay?

Leia essas frases novamente outras vezes, repita-as, anote as collocations no seu caderno de vocabulário [How about organizing a lexical notebook?] e pratique sempre que possível. Você verá que, com o tempo, seu cérebro irá armazenar as combinações de palavras muito mais rapidamente do que se tentasse decorar apenas os verbos sozinhos ou tentar encontrar regras milagrosas. Como diz o ditado (as the saying goes), practice makes perfect. Bom, por hoje é isso! Hope you’ve enjoyed today’s tip. Take care! See you next time.

Quer aprender mais sobre esses verbos? Leia as dicas “Qual a Diferença entre Say e Tell?” e “Usos do verbo tell em inglês“.

Mostrar mais

27 Comentários

  1. Olá Denilson,
    Como sempre você descomplica aquilo que parece complicado! Essa dica possui podcast?

    1. Olá Carolina, essa dica não possui podcast. Ah! E essa dica foi escrita pela prof. Ludimila Cordeiro, colaboradora do Inglês na Ponta da Língua. 😉

  2. Tell pode ter sentido de mandar, né?
    I'm telling you to do that right now ! – Eu estou mandando você fazer isto neste exato momento !
    I told him to kill her – Eu mandei ele mata-la .

  3. Excellent tip teachers, as always !

    I have a question which does not make part of this post but there it goes!

    How can I say ? "Vamos mudar / mudando de assunto,cara! ". OR (…) "mudando de assunto"..
    Is it " Let´s change the matter, guy"!. and " changing the matter"..
    It looks like so simple, but it´s not !

    😀

    1. Olá Carlos, o que o você pode dizer é "Changing the subject…" ou mais informalmente um "By the way" também pode ser encaixado no contexto. Há outras frases prontas para expressar essa ideia, uma hora escrevo uma dica com elas. 😉

  4. Muito bom! Parabéns! Só gostaria que tivesse sido incluído "TALK" nessa listagem de verbos, pois este também é um verbo semelhante e que gera dúvidas quanto ao uso.
    Por exemplo, posso dizer : We talk in English in class every day.
    Ou o correto seria mesmo só : We speak in English in class every day.

    Thanks! 😉

    1. Liege,

      Vamos escrever algo sobre o verbo TALK e assim acabar com a confusão! No caso que você cita, devo dizer que de acordo com o uso da língua inglesa o mais comum é SPEAK. Geralmente, quando falamos sobre idiomas (línguas) o mais comum é usar o verbo SPEAK. E não devemos usar preposição entre o verbo é o idioma. Ou seja, "speak in english" não é muito comum. Veja bem: não estou dizendo que está errado, estou dizendo que não é tão comum, usual, frequente. E isso temos de levar em conta.

      😉

    2. Como um falador nativo de ingles (australiano), eu diria: "We speak English in class every day". Nao se precisa "in". Ainda nao acho que os americanos diriam "We speak in English in class every day".

  5. Eu tinha problemas pra saber se ao usar o verbo "to say" eu deveria colocar o "that" . Assim como o "to tell".
    Obrigado..

  6. Muito bom! Parabéns! Só gostaria que tivesse sido incluído "TALK" nessa listagem de verbos, pois este também é um verbo semelhante e que gera dúvidas quanto ao uso.

  7. Muito bom! Parabéns! Só gostaria que tivesse sido incluído "TALK" nessa listagem de verbos, pois este também é um verbo semelhante e que gera dúvidas quanto ao uso.
    We talk in English in class every day.
    OR
    We speak in English in class every day.
    I know the second one is correct, but is the first example with "talk" used? Is it correct?
    Thanks,

    Liege

  8. Caro Denilso, e o verbo TALK, poderia acrescentado à esse tópico?

  9. Boa tarde, Denilso!
    Eu gostaria de saber o seguinte: nas situações em que say é usado tell e speak podem substitui-lo com o mesmo sentido? Um pode ser usado no lugar do outro sem nenhum criterio?

    1. Nem sempre, Grace! Por isso que é dito no texto que você deve prestar atenção a quando um ou outro é usado. Só mesmo envolvendo-se com a língua você aprenderá melhor o uso dessas palavras (verbos).

  10. alias somente no que diz respeito a SAY e TELL, já que SPEAK tem quer dizer FALAR.

  11. Thanks Denilso !

    Then, I look forward to learning it here. : )

    Hugs from Rio Grande Do Sul.
    take care!

  12. Sou australiano que estou a aprender (aprendendo) portugues ha quase 12 meses. De fato, comecei a aprender o portugues do brasil e fiz isso por acerca 8 meses antes de mudar ate o portugues europeio. Acho que tenho sofrido muitas das coisas para que uma mensagem anterior referiu. Agora estou no processo de desaprender o meu sotaque brasileiro e estou a usar muitas construcoes que sao semelhantes mas ainda poucas diferentes. Por exemplo tenho aprendido como se usa a forma 'tu'. Tambem, agora digo 'estou a fazer', nao 'estou fazendo', etc. Concordo com o autor quando ele diz que deveria escolher uma varia da lingua e concentrar-se desta forma.

    Ha diferences entre o ingles da Australia, Nova Zelandia, UK, Estados Unidos etc. Para mim, as maiorias diferencas sao na pronuncia mas ha diferencas gramaticais tambem. Suspeito que a diferenca entre o portugues do brasil e o portugues de portugal e maior do que a diferenca entre o ingles americano e o ingles briticano. Talvez seja como a diferenca entre o ingles americano e o ingles de Irlanda ou Escocia. Mas essa e apenas a minha opinao.

    1. Olá Ralph, tudo bem? Muito obrigado por seu comentário. Fico feliz que seu progresso no português esteja sendo excelente e desejo que continue firme no seu aprendizado. Qualquer coisa conte comigo. As diferenças entre o português brasileiro e o europeu são mesmo grandiosas. Aqui no Brasil, há um grupo de pesquisadores que nem chama a nossa língua de português, mas sim de brasileiro (ou brasileirês). Mas, o interessante é que apesar das diferenças, todo mundo se entende. Claro que no começo há um choque, mas com o tempo a gente vai se acostumando e vai pegando o jeito (getting the hang of) de cada um falar. Isso no entanto não é motivo para ninguém desistir de aprender, muito pelo contrário essas diferenças tornam as língua mais ricas e aprender isso nos deixa mais preparados para nos comunicarmos. Portanto, siga firme e forte aí nos estudos! Don't give up! 😉

  13. Faz tanto tempo que eu tinha essas dúvidas! Finalmente um post realmente esclarecedor.
    Thank you so much! ^^

  14. Olá, Karine! Que bom que você gostou da dica. Espero ter ajudado!! Abraços.

  15. Obrigado pela sua resposta, Denilso, e pelo teu encorajamento. O fato que um brasileiro conseguiu responder para mim significa que a minha lingua portuguesa tem melhorado. Ja sinto que estou a ficar melhor em perceber o sotaque europeio. A minha esperanca e que com tempo consigo entender o portuguese de juntos Brasil e Portugal, como posso com ingles em todos os paises que o falam.

    Gosto de ler os assuntos neste blog. Fico feliz a saber que outros tem dificuldades em entender alguns verbos semelhantes no ingles. Por exemplo, tenho tido dificuldade as vezes em saber quando se usa “ouvir” contra “escutar” no meu estudo de portugues. Acho que a mais maior dificuldade por um aluno de portugues e o uso de “estar” contra “ser”. Nao temos esta diferenca no ingles. Nunca pensei sobre as diferencas entre ‘say’, ‘talk’, ‘speak’, ‘tell’ etc, mas agora sei que outras enfrentam estes problemas tambem.

    1. Ralph, seu português está muito bom mesmo! Uma dica que eu te recomendo é o uso dos acentos ( ´ ~ ^ ` ) porque em alguns casos isso pode gerar um pouco de confusão em quem está lendo, principalmente no caso do E , É que são duas palavras muto conhecidas mas têm significados completamente diferentes.
      Com relação ao português de Portugal, eu o considero bastante diferente do brasileiro, principalmente no sotaque. Para você ter uma idéia, eu já vi reportagens exibidas na televisão brasileira que mostravam um português falando e exibiam uma legenda em baixo, para que os brasileiros não tivessem nenhuma dificuldade em entender!
      Então não se assuste caso você sinta dificuldade nessa transição entre o português brasileiro e o português de Portugal!

  16. Obrigado pela sua resposta, Renato. Tenho tentado fazer os acentos mas o meu teclado nao me permite. Consegui fazer os acentos nos programas como Word, mas nao os consegui fazer na internet.

    Aqui na Australia, precisamos umas legendas em baixo dos programas de paises como Irlandia e Escosia. Algumas vezes, pessoas destes paises tem sotaques muito forte e eh quase impossivel entender elas sem as legendas, particularmente se as pessoas sao do campo ou se nao estao educadas. Mas raramente precisariamos as legendas com programas americanos ou briticanos.

    Em qualquer maneira, obrigado pelo teu encorajamento.

  17. Obrigado pela sua resposta, Renato. Tenho tentado fazer os acentos mas o meu teclado nao me permite. Consegui fazer os acentos nos programas como Word, mas nao os consegui fazer na internet.

    Aqui na Australia, precisamos umas legendas em baixo dos programas de paises como Irlandia e Escosia. Algumas vezes, pessoas destes paises tem sotaques muito forte e eh quase impossivel entender elas sem as legendas, particularmente se as pessoas sao do campo ou se nao estao educadas. Mas raramente precisariamos as legendas com programas americanos ou briticanos.

    Em qualquer maneira, obrigado pelo teu encorajamento.

Botão Voltar ao topo