Infinitivo em Inglês: o que é e como usar?

Como é o infinitivo em inglês? Como usar o infinitivo em inglês? Afinal, o que é o infinitivo em inglês? Procurando respostas a essas perguntas? Então, continue lendo para aprender.

Entendendo o Infinitivo

Antes de falarmos nesse assunto em inglês, vamos usar o português para deixar tudo mais claro. Portanto, se você não lembra das aulas de português, vou ajudar a relembrar do básico sobre o assunto.

O infinitivo em português é aquela forma do verbo que termina em -ar, -er, -ir ou -er. Os verbos abaixo estão todos no infinitivo:

  • amar, cantar, andar, falar
  • correr, ter, saber, fazer
  • sorrir, ir, destruir, construir
  • por, compor, supor, transpor

E para que serve isso!?

Bom! As gramáticas da língua portuguesa listam lá seus usos, mas eu não vou fazer isso. Pois, para nós o uso do infinitivo no dia a dia é muito simples e prático:

  • Ele disse que vai falar com ela amanhã.
  • Meu pai pediu para eu fazer isso agora.
  • Quando ela sorrir, a gente dá um abraço nela.
  • Eu não sei compor músicas.

O Infinitivo em InglêsEnfim, veja aí que os verbos em destaque nos exemplos acima estão todos no infinitivo. Você como falante do português não tem dificuldades com isso. O problema é quando chega a hora de você aprender o infinitivo em inglês. Pois, em inglês a coisa nem sempre é tão simples como no português.

O Infinitivo em Inglês

Em inglês, o infinitivo não é “marcado” por um final no verbo como é em português. Na língua inglesa o infinitivo pode ser expresso de três maneiras diferentes:

  • com o gerúndio (-ing)
  • com a partícula to antes do verbo (infinitve with to)
  • com o verbo apenas (infinitive without to)

Assim podemos ter sentenças como as que seguem abaixo:

  • She doesn’t like going there. (Ela não gosta de ir lá.)
  • She told us to go home. (Ele falou para gente ir pra casa.)
  • She didn’t let me go. (Ela não deixou eu ir.)

Quando usar de um jeito ou de outro?

A grande dúvida da maior parte dos estudantes de inglês é entender quando deve usar o infinitivo nessas três maneiras. Ou seja,

  • Quando usar o gerúndio (-ing) para expressar o infinitivo?
  • Quando usar o infinitivo com to?
  • Quando usar o infinitvo sem to?

A resposta a essas perguntas não é tão difícil. O problema é que geralmente as pessoas querem uma regra matadora para entender o assunto de uma vez por todas. De certa maneira, essa regra não existe. O que realmente existe é uma coisa chamada aprendizado contínuo e paciência.

Para você entender melhor isso, vamos ver cada um por partes.

Gerúndio

Nós usamos o gerúndio para expressar o infinitivo em inglês em três momentos:

  • quando usamos um verbo como sujeito de uma sentença
  • quando o verbo vem após uma preposição
  • quando o verbo vem após algumas expressões ou palavras

Por exemplo:

  • Swimming is one of the best sports in the world. (Nadar é um dos melhores esportes do mundo.)
  • Playing chess is not very easy. (Jogar xadrez não é muito fácil.)
  • I dream of buying a Ferrari some day. (Eu sonho em comprar uma Ferrari um dia.)
  • What you think about talking to her first? (O que você acha de falar com ela primeiro?)
  • I’m getting used to getting up early. (Estou me acostumando a acordar cedo.)
  • I can’t stand living here anymore. (Eu não aguento mais morar aqui.)
  • It’s no use asking for her help. (Não adianta pedir a ajudar dela.)

No caso de expressões ou palavras, a única maneira de aprender é com o tal do costume. Ou seja, você deve apenas se acostumar que com algumas expressões ou palavras (get used to, can’t stand, it’s no use), o verbo que vir depois deverá estar no gerúndio.

Para aprender mais sobre isso, leia as dicas abaixo:

Infinitivo com to

Algumas palavras (geralmente verbos) poderão ser seguidos por outro verbo. Nesse caso, esse outro verbo deverá ter o to. Veja,

  • She pretended to be angry at the kids. (Ela fingiu estar brava com as crianças.)
  • John refuses to help me. (O John se recusa a me ajudar.)
  • They decided to start a business together. (Eles decidiram começar um negócio juntos.)
  • I agreed to tell them everything I knew. (Concordei contar a eles tudo o que sabia.)
  • We want to do something really new. (Nós queremos fazer algo totalmente novo.)
  • Did you remember to send the boss the file he asked? (Você se lembrou de enviar ao patrão o arquivo que ele pediu?)

» Leia também: O uso de TO como preposição e infinitivo do verbo

Infinitivo sem to

Já outros verbos (ou expressões) são seguidos por outro verbo sem to. Veja:

  • She made us wait for half an hour. (Ela fez a gente esperar por meia hora.)
  • John lets the dog sleep on the sofa. (O John deixa o cachorro dormir no sofá.)
  • You had better clean up your room. (É bom você arrumar o quarto.)
  • Why not ask your neighbor for help? (Por que não pedir ajuda ao seu vizinho?)
  • I heard mom sing a song. (Ouvi a mamãe cantar uma música.)

Como aprender isso?

Uma das perguntas que muitos me fazem é justamente aquela sobre como aprender isso tudo.

Geralmente as pessoas querem uma lista ou uma regra ou uma dica milagrosa que os ajude a aprender isso como num passe de mágica. Infelizmente isso não existe.

A melhor maneira para aprender isso é ir se acostumando com cada palavra (verbo) ou expressão que você for aprendendo ao longo dos seus estudos. Deixe-me demonstrar isso.

Veja só a sentença abaixo:

  • She looks forward to meeting you again.

Temos aí o phrasal verb “look forward to” que pode ser traduzido como “aguardar ansiosamente”, “estar ansioso” (por algo). Você então traduz a sentença: “Ela está ansiosa para encontrar você novamente”. Você então acha que já aprendeu tudo sobre “look forward to” e fica por isso mesmo.

Mas, note bem o verbo depois do phrasal verb: look forward to meeting. Veja que o verbo “meet” foi escrito no gerúndio. Portanto, você aprende que após “look forward to” devemos usar um verbo no gerúndio. Para ficar mais interessante, você procura por mais exemplo e assim confirma sua teoria:

  • They look forward to going to the concert. (Eles estão ansiosos para ir ao show.)
  • All my life I’ve looked forward to retiring early. (Durante toda minha vida aguardei ansiosamente para me aposentar cedo.)

Sei que isso pode parecer loucura! Mas, é assim que você vai aprendendo inglês naturalmente. Não existe essa de aprender tudo de uma só vez.

Só para deixar você mais calmo, saiba que eu – Denilso – estudo inglês há mais de vinte anos. Tenho livros publicados. Dou palestras. Treino professores. Presto consultoria. Enfim, trabalho com a língua inglesa a maior parte do tempo. No entanto, até hoje continuo aprendendo (ou relembrando) que um verbo ou outro para ser expresso no infinitivo deve seguir uma das formas acima.

Portanto, não se desespere! Vá com calma!

STOP TO DO ou STOP DOING: qual a diferença?

STOP TO DO ou STOP DOING?  Logo após a publicação da dica try to do ou try doing, vários leitores pediram para escrever sobre essa dúvida. Portanto, por se tratar de uma dúvida comum, vamos falar a respeito e aprender quando devemos dizer STOP TO DO ou STOP DOING.

Stop to do ou Stop doing?

A diferença entre elas é muito mais fácil de ser percebida. Para entender o uso de cada uma delas é só pensar em português e notar a diferença em nossa própria língua.

Assim, saiba que em português dizemos

  • parar para fazer algo
  •  parar de fazer algo.

STOP TO DO ou STOP DOING?Note que o que muda é a preposição em cada uma delas. Eu tenho quase certeza que você nunca parou para prestar atenção nisso, não é mesmo? Veja como cada preposição é o que dá o sentido exato do que queremos dizer:

  • Eu parei para beber.
  • Eu parei de beber.

Percebe a diferença entre as duas sentenças?

Na primeira, a pessoa está dizendo que “parou para fazer algo”. Ou seja, ela estava fazendo alguma coisa, aí sentiu sede e parou para beber algo. Já na segunda, a pessoa tinha um problema com bebidas alcoólicas, depois de pensar a respeito parou de beber; ela largou o hábito.

Se você perceber bem a diferença em português, ficará muito fácil de entender o uso de stop to do ou stop doing.

Stop to do » parar para fazer

Anote aí que para dizer parar para fazer algo em inglês você usará stop to do:

  • I was tired and thirsty. So, I stopped to drink something. (Eu estava cansado e com sede. Então, parei para beber algo.)
  • They stopped to help us. (Eles pararam para nos ajudar.)
  • Why don’t you stop to check what’s wrong? (Por que você não para para verificar o que está errado?)

Stop doing » parar de fazer

Caso sua ideia seria dizer parar de fazer algo, então use stop doing:

  • I realized it was a real problem. So, I stopped drinking. (Me dei conta de que era um problema real. Então, parei de beber.)
  • Márcia stopped talking to us. (A Márcia parou de falar com a gente.)
  • We don’t know why they stopped helping us. (Não sabemos por que eles pararam de nos ajudar.)
  • He stopped crying after a while. (Ele parou de chorar depois de um tempo.)

Espero ter esclarecido a diferença entre stop to do e stop doing. Veja que a diferença não é nada gramatical (ou melhor, gramática normativa – regras). A diferença está no uso e significado de cada uma (isso eu chamo de gramática de uso). Trata-se do tipo de coisa que você aprende usando, colocando na prática. Portanto, comece a criar exemplos com cada uma e você certamente ficará com isso na ponta da língua. 

Gerund e Present Participle

É curioso ver como as pessoas realmente se enrolam com os termos gramaticais em inglês. Umas dessas confusões está justamente entre GERUND e PRESENT PARTICIPLE. Pois, embora os dois tenham a mesma forma – –ing –, tecnicamente falando são coisas diferentes. Portanto, nesta dica você vai aprender a diferença entre GERUND e PRESENT PARTICIPLE.

Para isso, vamos ver cada um deles por partes. Se quiser, vá até o final da dica e assista ao vídeo no qual falo tudo isso!

O que é Gerund?

Para começar, veja a definição de Gerund (gerúndio) na Cambridge Grammar of English, página 905: “palavra derivada de uma forma do verbo terminada em –ing e que é usada como substantivo. [O Gerund] É também conhecido como verbal noun ou –ing noun”.

Observe que “gerund” em inglês nada tem a ver com tempo verbal. Trata-se apenas do fato de um verbo receber –ing e ser usado como substantivo. Veja alguns exemplos:

  • Smoking is hazardous to health. (Fumar é prejudicial à saúde.)
  • Fishing is my favorite activity. (Pescar é minha atividade favorite.)
  • I’m tired of hearing excuses. (Estou cansado de ouvir desculpas.)
  • You can’t learn English without making mistakes. (Não se aprende inglês sem cometer erros.)

Nas sentenças acima os verbos com –ing (smoking, fishing, hearing, making) estão sendo usados como substantivos. Logo, nesse caso temos o tal gerund em ação. Para aprender mais sobre o Gerúndio, leia a dica O Gerúndio em Inglês.

Agora vamos ao Present Participle.

O que é Present Participle?

Gerund e Present ParticipleObserve as sentenças abaixo:

  • I’m studying English. (Eu estou estudando inglês.)
  • She’s not working right now. (Ela não está trabalhando nesse momento.)
  • They’ve been living here since last year. (Eles estão morando aqui desde o ano passado.)
  • We were sleeping when that happened. (Nós estávamos dormindo quando isso aconteceu.)

Nas sentenças que você acaba de ler todos os verbos com –ing (studying, working, living, sleeping) não estão no Gerund, mas sim no que a Gramática da Língua Inglesa chama de Present Participle.

Esse tal de Present Participle – também chamado de –ing participle – é usado na formação dos tempos verbais conhecidos como Continuous (ou Progressive): Present Continuous, Past Continuous, Future Continuous, Present Perfect Continuous e os demais. E também para transformar um verbo em adjetivo: a working woman (uma mulher trabalhadora), a smiling boy (um menino sorridente),  a fishing pole (uma vara de pescar).

Gerund vs Present Participle

Veja bem a diferença de cada um na definição gramatical. Gerund e Present Participle parecem ser a mesma coisa (a forma é a mesma: –ing); porém, a função representada por cada um é diferente: Gerund é quando transformamos um verbo em substantivo e o Present Participle serve para formarmos os tempos verbais Continuous ou transformar um verbo em adjetivo. Em que isso muda a sua vida?

E daí!? Como isso muda minha vida?

Se você é estudante de inglês e quer aprender a língua apenas para fins comunicativos, essa informação não muda em nada a sua vida. Afinal, o que você precisa aprender é como dizer as coisas sem ter de ficar fazendo análises sintáticas das sentenças. Isso só é realmente necessário caso você queira mesmo aprender esses detalhes técnicos da gramática da língua inglesa.

Por outro lado, se você é professor de inglês, isso muda algo com certeza. Caso você, ao explicar o Present Continuous, por exemplo, diz algo como: “O Present Continuous é formado com o verbo ‘to be’ no presente seguido do gerúndio”, cuidado. Essa explicação não está certa. Pois, o correto é dizer: “O Present Continuous é formado com o verbo ‘to be’ no presente seguido do Present Participle”. Por que essa mudança?

Pelo simples fato da definição e uso correto de cada termo – Gerund e Present Participle – serem diferentes. Basta ver o que foi escrito acima e você perceberá isso.

Para quem gosta de gramática é importante saber a diferença nos nomes (termos técnicos) e função de cada um deles; já quem não gosta ou não se importa com isso não precisa esquentar a cabeça.

Para facilitar a compreensão dessa dica, faça o download gratuito da atividade relacionada a esse assunto clicando aqui. Se você é professor de língua inglesa em escola pública ou particular, use a atividade sem alterá-la e recomende nosso blog aos seus alunos. Recomende também nossa fanpage no Facebook  www.facebook.com/inglesnapontadalingua.

Gerund e Present Participle: vídeo

Usando Verbos com ING

Quando usar verbos com -ing? Você já deve ter ouvido por aí que há verbos que não são usados com ing, não é verdade? Na verdade, em inglês, podemos usar todos os verbos com -ing. O que você deve aprender é que alguns verbos não são comumente usados nos tempos verbais conhecidos como continuous. Para saber mais sobre esses tempos verbais leia a dica “O Que São Continuous Tenses?“.

Todos verbos recebem -ing

Saiba que há momento em inglês que verbos como believe, think, love, like e todos os outros podem ser usados com -ing caso seja necessário. Portanto, a regra de que esses verbos não podem receber ing é conversa fiada. Após ler esta dica, recomendo que você leia também as dicas abaixo:

» Regras para Acrescentar ING aos Verbos
» Present Continuous Tense

Verbos com -ing após preposições

Após preposições todo e qualquer verbo deve ser escrito com -ing. Não tem como fugir disso! Seja lá qual for o verbo, ele deverá ser escrito com ing caso antes dele haja uma preposição. Veja as duas sentenças abaixo:

  • After to see Márcia, I felt much better.
  • After seeing Márcia, I felt much better.

Verbos com INGA ideia a ser expressa é “depois de ver a Márcia, eu me senti muito melhor“. Em português usamos o verbo no infinitivo impessoal – ver – após a preposição – de. Portanto, temos “depois de ver“. Isso para nós é o correto!

Assim, a maioria dos alunos acredita que em inglês o certo também será after to see. Mas, em inglês o correto é dizer “after seeing“.  Afinal, a gramática da língua inglesa diz que qualquer verbo após preposições deve ser escrito com ing. Veja mais exemplos:

  • What to ask before believing the results? (O que perguntar antes de acreditar nos resultados?)
  • A simple way of remembering those who love you. (Um modo simples de lembrar-se daqueles que amam você.)
  • I’m looking forward to hearing from you. (Aguardo ansiosamente por notícias suas.)

Verbo sendo usado com sujeito

Quando o verbo for usado como sujeito de uma sentença é gramaticalmente aconselhável escrevê-lo com -ing.

  • Remembering is good for the soul. (Lembrar-se faz bem à alma.)
  • Loving is the ability to better understand each other. (Amar é a habilidade de melhor entender o outro.)
  • Seeing is believing! (É ver pra crer!)

Bom, há ainda um outro caso em que podemos sim escrever verbos com -ing. Trata-se de quando os verbos assumem o papel de substantivo ou adjetivo. Você poderá ler mais sobre isso na dica sobre a diferença entre Gerund e Present Participle.

Lembre-se disto: em inglês podemos usar todos os verbos com -ing. O que não podemos é usar todos eles em alguns tempos verbais. Por exemplo, não podemos dizer “I’m seeing you“, o correto é dizer “I can see you“. Mas, podemos dizer “After seeing that, I was horrified” (Depois de ver aquilo, eu fiquei horrorizado.)

That’s it! Caso tenha ainda alguma dúvida, deixe um comentário aí abaixo e vamos conversando a respeito. Até a próxima!