5 Erros Comuns de Quem Estuda Inglês

Aqui no Inglês na Ponta da Língua há várias dicas para aprender inglês. Algumas dicas parecem repetidas, mas curiosamente elas sempre trazem algo novo para quem acompanha este site. Isso significa que sempre há algo novo para aprender. Na dica de hoje, você conhecerá 5 erros comuns de quem estuda inglês (ou qualquer outro idioma). Então, vamos começar!

Não ter uma boa base

Ter uma boa base servirá de pontapé para o desenvolvimento que ocorrerá ao longo dos seus estudos. O ideal é que você invista em um curso de inglês ou mesmo em um professor particular. Afinal, você precisa de uma orientação profissional no começo.  Se você tem seus objetivos de aprendizado bem estabelecidos, então a ajuda de um profissional será muito bem vinda. Após algum tempo, nada impede que você siga sozinho. O importante é que você tenha uma boa base para assim ser capaz de saber para que lado realmente ir quando tiver de se virar sozinho.

» Participe do nosso curso online: Aprender Inglês Lexicalmente

Traduzir ao pé da letra

Erros Comuns de Quem Estuda InglêsAntigamente, acreditava-se que traduzir não era nada bom para quem estava aprendendo uma nova língua. Escolas, professores e alunos abominavam as traduções. Não precisa ser assim! Traduzir é uma maneira fácil de ajudar você a compreender algo. Não estamos falando aqui de tradução ao pé da letra. A ideia é traduzir comparando as duas línguas.

Por exemplo, em português falamos “eu sempre quis fazer isso“, já em inglês dizemos “I’ve always wanted to do this“. Se você traduzir a frase em inglês ao pé da letra ficará louco tentando entender o porquê de ser “eu tenho sempre querido fazer isso“. Não faz muito sentido! O segredo é comparar as duas línguas. Ou melhor, entender que em inglês usamos uma estrutura gramatical diferente da do português. O porquê não nos interessa agora. Assim, você poderá criar exemplos para comparar e praticar as duas estruturas:

  • I’ve always wanted to meet her. » Eu sempre quis conhecê-la.
  • I’ve always wanted to read that book. » Eu sempre quis ler esse livro.
  • I’ve always wanted to go there. » Eu sempre quis ir lá.
  • I’ve always wanted to be part of the team. » Eu sempre quis fazer parte da equipe.

Não tenha medo de fazer essas comparações. Você certamente compreenderá de modo mais fácil e natural como as coisas são ditas na língua que você está aprendendo.

Ter medo da gramática

Ok! Gramática é mesmo uma coisa complicada! Afinal, ninguém gosta de aprender aquele monte de termos técnicos sem sentido: Present Perfect, Future Continuous, Passive Voices, ConditionalsPast Simple, Irregular Verbs etc. E as regras!? Ninguém merece decorar um monte de regras meio que sem sentido e depois tentar usar mecanicamente ao montar uma frase.

Gramática é mesmo algo muito chato!

Mas, calma! Você não precisa ter medo da gramática. Na verdade, você não precisa ver a gramática apenas como algo chato e cansativo. Há outra maneira de ver e aprender gramática. Aliás, nos exemplos que dei sobre o “I’ve always wanted to…” acima, você já viu a gramática de outra maneira.

Essa outra maneira é o que chamamos de gramática de uso da língua inglesa. Enfim, não tenho medo da gramática; mas, comece a ver a gramática com outros olhos. Saia da gramática vista como uma coisa (um objeto) e passe a ver a gramática como um processo (algo que acontece naturalmente). Leia mais sobre isso na dica Aprender Inglês sem Gramática.

Não focar na pronúncia

Aqui temos os dois lados da moeda. Não focar na pronúncia é um grande erro. Mas, focar demais na pronúncia é outro grande erro.

Não ignore a pronúncia totalmente. Desde o começo, procure notar os sons da língua inglesa. Aprenda a diferenciar um som do outro. Reconheça os sons que são diferentes na língua portuguesa e na inglesa. Preste atenção ao modo como as palavras são pronunciadas. Não só as palavras mas também as frases completas, expressões, gírias, collocations, phrasal verbs e tudo mais. Fique atento ao modo como a entonação pode mudar o significado do que está sendo dito. Enfim, foque na pronúncia! Isso ajudará seus ouvidos a se acostumarem com a língua.

Por outro lado, não seja tão exigente na pronúncia consigo mesmo. Ou seja, se você não consegue fazer aquele negócio do th igualzinho a um inglês, não se preocupe. Os sons do th não existem em português, logo é natural que muitas pessoas não consigam reproduzi-los da mesma maneira que um americanos. Não seja tão exigente a ponto de desistir de aprender inglês por causa de um som ou outro. Tenha paciência! Hoje você pode ter dificuldades, mas amanhã poderá ver que está se comunicando sem problemas. Aí é só continuar se aperfeiçoando para melhorar cada vez mais e mais. Uma coisa é certa: não tente ser perfeito logo de primeira; seja paciente!

Desistir fácil

Aprender uma língua não é algo que acontecerá de uma hora para outra. Então, não desista; persista! Você terá dificuldades em alguns momento; mas e daí? Quem não tem? O erro da maioria é sempre desistir no começo. Não caia nesse erro! Quando estive se sentindo desanimado, procure ver o quanto você progrediu desde que começou. Não importa se foi pouco ou se foi muito; o que realmente importa é que a cada dia você está aprendendo algo novo e uma hora tudo isso valerá a pena. Então, siga em frente! Não pare!

Esses são os 5 erros comuns de quem estuda inglês. Em minha opinião, são os 5 erros que desanimam muita gente a continuar aprendendo. Se você vencer combater esses 5 erros, tenho certeza que você aprenderá inglês da melhor maneira possível e do modo como sonha.

Leia também:

» 5 Dicas Para Você Aprender Inglês em Casa
» Como se organizar para aprender inglês?
» [Vídeo] 7 Pecados Capitais de Quem Estuda Inglês
» Como Aprender Inglês Sozinho?
» Como Desenvolver o Hábito de Estudar Inglês
» O que significa se envolver com o inglês?

Dicas para Melhorar o Listening em Inglês

Dicas para melhorar o listening em inglês é uma das buscas mais frequentes no Google. A grande maioria dos estudantes possui dificuldades para dominar esta habilidade. Portanto, seguem abaixo algumas palavras para ajudar você a melhorar o listening em inglês.

Entendendo o Listening

Antes de qualquer coisa, você precisa entender o que é esse negócio de listening. Então, anote aí que listening é a habilidade de ouvir. Logo, quando alguém diz que tem dificuldades em listening, o que ela quer dizer é que não consegue entender o inglês falado. Essa dificuldade ocorre por uma série de razões. Os textos abaixo ajudarão você a entender um pouco mais sobre tais razões:

» Por que listening é difícil?
» Connected Speech: o que é isso?
» Teaching Spoken English to Improve Listening

Melhorar o Listening em Inglês

De modo geral, entre todas as dicas para melhorar o listening em inglês a principal resume-se em uma só palavra: praticar. Mas, é aí que a coisa toda se complica de vez. Afinal, como praticar isso? O que é preciso fazer para praticar? Será que ficar ouvindo algo o tempo todo ajuda?

Uma coisa que todo mundo deve entender é que na maior parte do tempo não tem de ficar ouvindo palavra por palavra. Se você faz isso, o seu cérebro pode parar de ouvir e tentar descobrir o que aquela palavra significa. Ao voltar a prestar atenção, você poderá ter perdido boa parte do que foi dito e aí se desmotiva.

Um outro problema

Outro problema é que muita gente fica de ouvidos atentos às regras gramaticais. Quando ouvem um Present Perfect ficam felizes da vida, mas tentam inconscientemente entender o porquê de ter sido usado o Present Perfect. Ao voltarem a prestar atenção, a outra pessoa já estará usando um Third Conditional misturado com uma Passive Voice e se perdem na conversa.

Agora, por que estou escrevendo isso?

Simples: quando você estiver ouvindo inglês não se torture. Em situações naturais – vendo um filme, ouvindo uma música, conversando com alguém, etc. – você deve ouvir prestando atenção ao conjunto do que está sendo dito. Caso ouça uma palavra nova ou uma estrutura gramatical qualquer, não pare. Continue ouvindo sem desespero. Isso no começo não é fácil, mas com o tempo se torna natural.

Já ao estudar em casa, a coisa muda. Você pode criar algumas rotinas e hábitos para melhorar o listening em inglês. Seguem algumas dicas abaixo:

1. Use o trecho de um seriado ou filme

Procure aprender sentenças, palavras, combinações, expressões, etc., usadas. Leia o texto do trecho em voz alta, pratique quantas vezes quiser, ouça quantas vezes quiser. Aprenda mais, lendo a dica Aprender Inglês com Filmes.

2. Use uma música

Escolha uma música (uma só!)que você goste muito para aprender sentenças, palavras, combinações, expressões, etc., usadas na letra. O legal de aprender com músicas e que elas tocam o tempo todo em rádios e festas. Portanto, você terá chances de reencontrar o que aprende e assim o cérebro se acostumará naturalmente com tudo. Entenda melhor essa ideia lendo as dicas sobre como Aprender Inglês Ouvindo Músicas.

3. Decore minidiálogos

Minidiálogos são facilmente encontrados em livros. Se você faz curso em alguma escola de idiomas, certamente tem em suas mãos o material do cursinho. Esses livros costumam vir com vários diálogos. Portanto, decore os diálogos sem se preocupar com regras gramaticais e palavras isoladas. Aprenda o diálogo e entenda o contexto em que ele ocorre. Tente recitá-lo em voz alta e escute-o quantas vezes quiser. Você pode achar isso loucura, mas trata-se de uma atividade interessante para melhorar o listening em inglês. Acostume seu cérebro com a língua inglesa! Uma dica legal para ler é Arranjar Tempo Para Estudar Inglês.

4. Invista em materiais de pronúncia

Não estou aqui falando para você aprender a diferença entre beach e bitch ou como fazer o TH perfeitamente bem em inglês. Nada disso! O legal dos materiais de pronúncia é que eles ajudam você a ouvir inglês do modo como ele é realmente dito por nativos. Para saber mais sobre a pronúncia do inglês, veja a dica Aprender a Pronúncia do Inglês.

5. Aprenda chunks of language

Quanto mais chunks você aprender, mais ágil seu cérebro ficará em relação a essa coisa de ouvir inglês. Caso não faça ideia do que sejam chunks of language, leia a dica Itens Lexicais – Chunks of Language e/ou participe do curso Aprender Inglês Lexicalmente.

Conclusão

Por fim, lembre que para melhorar o listening é inglês é preciso criar o hábito de ouvir inglês. Atualmente, há muita coisa que você pode fazer pela internet para ficar ouvindo o tempo todo. Uma dessas coisas é ouvir rádios [Leia: Ouvir Rádios Para Melhorar o Inglês]. PAra melhorar o listening em inglês o segredo é praticar; portanto, quanto mais cedo você começar melhor. Além disso, quanto mais você ouvir, melhor. Então, comece a ouvir agora! As dicas abaixo servirão de atividades para você:

Good luck! 🙂

Dicas Para Aprender Inglês Rápido

Se você chegou até aqui na esperança de encontrar 10 dicas para aprender inglês mais rápido, parabéns! Porém, lembre-se as 10 dicas abaixo dependem muito mais de você do que da simples leitura deste texto. Ou seja, não existe uma fórmula mágica! É a sua determinação, motivação, vontade de aprender, etc., que farão a diferença. Dito isso vamos às 10 dicas!

Depois de ler as dicas abaixo, você poderá se interessar em ler Dicas de Inglês Para Ser Fluente.

10 Dicas para Aprender Inglês Rápido

Dica 01 » Tenha prazer em aprender inglês

Dicas para Aprender Inglês RápidoEsta dica significa que você deve mesmo querer aprender inglês. Afinal, não adianta querer aprender por pura obrigação. Você deve encarar o seu aprendizado de inglês como diversão. Portanto, tenha prazer em aprender inglês! Para isso, você tem de se divertir e perceber melhoras no seu aprendizado.

Dica 02 » Saiba por que você quer aprender inglês

É curioso ver como muitas pessoas simplesmente enfiam na cabeça que querem aprender inglês, mas não fazem a menor ideia da razão para isto. Claro que muitos dirão que é por causa do trabalho, da faculdade, da carreira profissional, do futuro, etc. Ok! Mas, e daí!? Tem algum outro motivo maior para isto!? Senso de realização, satisfação, possibilidade de ver o mundo através de outra língua, melhorar profissionalmente e academicamente, fazer novas amizades, viajar e ser capaz de se comunicar com as pessoas, etc? O que você será capaz de fazer quando aprender inglês? Qual o motivo que leva você à ação [motivo + ação]?

Dica 03 » Estabeleça objetivos

Como tudo na vida, você precisa estabelecer um objetivo no seu aprendizado. Muitos dizem, “meu objetivo é aprender inglês”. Eu digo que isto é muito vago! Aliás, este é o objetivo maior. Para resolver isso, estabeleça micro-objetivos:

  • aprender x sentenças por dia
  • aprender expressões voltadas para situação x até o final da semana
  • aprender x collocations com tal palavra por dia
  • escrever um texto sobre x assunto e verificá-lo 3 vezes ao longo da semana
  • fazer uma página do livro de gramática a cada dois dias
  • gravar a leitura de um texto curto e comparar as leituras ao longo da semana

Estes são alguns dos pequenos objetivos que ajudarão você a aprender inglês rápido. O importante é manter o foco nesses micro-objetivos.

Dica 04 » Estabeleça um horário para estudos

É muito melhor você estudar 30 minutos por dia, do que estudar 2 horas por semana. Portanto, tenha um cronograma de estudos. Coloque nele o que você vai estudar e quanto tempo vai passar estudando. Se 30 minutos for muito, comece com 15 minutos. Associe um objetivo e determine quanto tempo vai precisar para se dedicar a ele.

» Leia também: Arranjar tempo para estudar inglês

Dica 05 » Leia ou repita textos em voz alta

Esta dica vale não apenas para textos, mas também para sentenças e itens lexicais (chunks of language). Se você em um momento de estudo aprender a expressão ‘have you ever been to Bahia?‘ repita-a quantas vezes for necessário. Se tiver um CD com o áudio, toque-o quantas vezes for preciso. Repita, repita e repita! Isto ajudará a melhorar o seu vocabulário, a sua pronúncia e a sua capacidade de ouvir inglês.

» Leia também: Dicas Para Melhorar o Listening em Inglês

Dica 06 » Use diferentes métodos de aprendizado

Leia! Escreva! Escute! Converse! Faça cópia de textos em inglês. Faça traduções de textos pequenos do inglês para o português! Volte a escrever o texto em inglês baseando-se em sua tradução! Compare os textos e veja o que há de diferente! Faça desenhos no seu caderno! Troque informações via internet com pessoas que estão aprendendo inglês também! Enfim, diversifique! Veja como você gosta de aprender e experimente com as técnicas que ensinarem a você.

Dica 07 » Não tenha medo de falar inglês

Você já viu algum estrangeiro tentando falar português? Já percebeu como eles falam ‘uma carro‘, ‘mulher bonito‘, ‘um cidade interessante‘? Enfim, notou como eles falam sem a preocupação de estarem falando tudo certo ou não!? Então, faça o mesmo ao falar inglês. Arrisque-se! Use o que você já sabe! Expresse-se sem medo!

» Leia também: 05 Dicas Para Perder o Medo de Falar Inglês

Dica 08 » Envolva-se com a língua inglesa

Esta dica também pode ser chamada de ‘cerque-se com o inglês’. Ou seja, seu celular está em inglês ou português? Sua televisão!? Seu computador!? Com que frequência você escuta músicas em inglês e tenta cantarolar suas canções favoritas? Na internet você lê textos em inglês? Pelo menos tenta ler!? Você procurar escrever recados para você mesmo em inglês!? Você ao menos tenta!? Você faz anotações em inglês quando está na aula seja na escola ou na faculdade!? Bate papo via Skype, WhatsApp, Facebook, etc., em inglês com as pessoas que também estudam inglês!? Enfim, torne a língua inglesa parte da sua vida!

» Leia também: O que significa se envolver com o inglês?

Dica 09 » Use tudo a seu favor

Você tem um dicionário!? Você compra livros com dicas de inglês? Você aproveita os sites de notícias como BBC, CNN, The Times, etc? Você tem uma gramática com atividades e respostas? Você usa o CD de áudio do seu curso de inglês? Você usa o CD-ROM do seu material de inglês? Você entra na área exclusiva de alunos no site do seu curso de inglês? Você entra em fóruns e participa ativamente com dúvidas e dicas para ajudar os participantes? Coloque tudo isto a seu favor e veja como a coisa deixa de ser tão complicada.

» Leia também: Quer aprender inglês!? Não seja um acumulador!

Dica 10 » Não desista

 A maioria das pessoas perde a oportunidade de aprender inglês e ver o progresso que estão fazendo porque desisitem cedo demais. O curioso é que sempre atribuem a culpa a fatores externos: trabalho, filhos, viagem, falta de tempo, etc. Se este for seu caso, estas dicas não servirão para nada! Afinal, você vai desistir mesmo! Espero que não seja o seu caso. Logo, não desista! Mantenha-se firme neste propósito!

Estas são as 10 dicas básicas para você aprender inglês rápido. Na verdade são mais do que 10, pois como você percebeu dentro de cada dica há muitas outras dicas. Caso queira ainda aprender algo mais específico leia também as dicas abaixo:

Quanto tempo deve durar um curso de inglês?

Em 2008, escrevi o postA Melhor Escola de Inglês do Brasil“. Nele dei dicas para que você, cliente em busca de uma boa escola de idiomas, avalie bem sua própria escolha e não caia no conto do vigário. No final do texto, uma das dicas que dei, foi “avalie se a escola está interessada na formação de alunos autônomos“.

Em outras palavras, procurei enfatizar que

a escola, por meio de seus profissionais, deve ensinar, capacitar, e orientar os alunos a aprenderem inglês utilizando os recursos disponíveis dentro e fora da sala de aula.

Assim, os alunos saberão como continuar a desenvolver o conhecimento adquirido enquanto estavam no curso e a atingir maiores níveis de fluência como eternos aprendizes da língua inglesa.

Escrevi ainda na dica que um curso de inglês não deve durar “mais do que 2,5 ou 3 anos“. Se passar disso, desconfie! Esse trecho dá dica causa várias interpretações errôneas e confusões também. Portanto, vou explicar melhor.

Minha intenção ao escrever essa parte da dica foi a seguinte:

se em até 2,5 ou 3 anos a escola na qual você estuda não tiver ensinado, capacitado, orientado você a aprender inglês através das inúmeras ferramentas disponíveis para que você possa continuar aprendendo inglês sozinho depois de um tempo, desconfie pois você pode estar em uma péssima escola.

tempo-de-duracao-curso-de-inglesA intenção não foi a de dizer que um curso de inglês para ser bom deva durar apenas 2,5 ou 3 anos. A ideia central era afirmar que 2,5 ou 3 anos é um período de tempo essencial para que a escola ajude você a entender a língua até determinado ponto (nível avançado, conquista de uma certificação internacional, etc.). Após esse período de tempo, o aluno deverá se sentir seguro e satisfeito com o inglês adquirido até então. Assim, ele – o aluno – deverá ser capaz de perceber que se quiser se desligar da escola, ele saberá perfeitamente bem o que fazer depois (continuidade dos estudos, o aprendizado contínuo).

Para chegar a esse ponto, o aluno deverá seguir as orientações dadas pela escola: fazer atividades, participar de atividades extras oferecidas, ler textos em inglês na internet, ler livros com dicas de inglês ou outros em inglês, conversar em inglês com seus colegas do curso (e outros que sabem falar), ouvir inglês sempre que possível. Enfim, envolver-se com a língua inglesa o máximo possível. O trabalho, no entanto, é mais do aluno do que da escola, que apenas orienta o aluno e o prepara para continuar sozinho após determinado ponto.

Perguntas que podem ser feitas ao escolher um bom curso de idiomas são:

  • Essa escola irá me preparar para continuar aprendendo inglês ao longo da vida, ou me venderá livros e mais livros passando a ideia de que estou preso a ela e sou dependente dela por toda a vida?
  • Quantas pessoas estão fora dessa escola hoje falando inglês fluentemente e continuam aprendendo a língua por conta própria?

Seu curso pode até durar mais de 3 anos, mas aí a opção de continuar será sua. Geralmente, nesses casos há sempre um objetivo maior a ser alcançado: um exame de proficiência internacional como CAE ou CPE, por exemplo, ou ainda outro voltado para falantes proficientes da língua. Afinal, dependendo do objetivo de cada pessoa o tempo a ser investido será muito maior.

Por outro lado, se o seu curso durar de 12 a 18 meses é altamente recomendável que você veja a quantidade de horas que dedica aos estudos de inglês fora da sala de aula. Nesses casos, o tempo investido semanalmente deverá ser superior ou igual a 8 horas. Portanto, se sua escola oferece apenas 2 horas semanais de aulas, você deverá estudar 6 horas (ou mais) em casa. É aqui que as orientações da escola entram em cena; ela, a escola, deverá dar dicas do que você deve fazer em casa para aprimorar o que tem aprendido e também tirar proveito dos recursos disponíveis (livros, revistas, dicionários, internet, televisão, etc.) que ajudarão você a aprender inglês.

Para finalizar, volto à pergunta título desse post: “quanto tempo deve durar um curso de inglês?” A resposta é:

pode durar o tempo que o aluno achar necessário. O importante não é o tempo de duração do urso, mas sim o tempo que o aluno dedicará para se envolver cada vez mais com a língua.

Logo, a grande pergunta na verdade deve ser a seguinte:

quanto tempo VOCÊ dura (dedica) estudando inglês?

Para encerrar, recomendo que você leia também o excelente texto da professora Angela Ventura, no qual ela também aborda este assunto. Para isso leia o artigo “Quanto tempo dura um curso de inglês?” em seu excelente blog Basic Idea.