Pratique Inglês com Batman v Superman

Que tal aprender inglês assistindo ao trailer do filme Batman vs Superman: Dawn of Justice? O filme será lançado em breve, mas isso não impede que você já vá se acostumando com algumas frases (falas) para identificar o que será dito em certos trechos do filme, não é mesmo? Então, vamos lá! [O vídeo15 está no final da dica!]

» Leia também: Aprender Inglês com Filmes

Antes de você ler as frases que estão no trailer, aprenda os chunks of language abaixo. Entenda o significado deles e tente lê-los por completo (não palavra por palavra). Quanto mais rápido você conseguir pronunciar melhor.

  • a figure of controversy » uma figura/pessoa controversa
  • the being » o ser, a entidade
  • have a horrible track record of » ter uma história terrível de
  • Maybe he’s just a guy… » Talvez ele seja apenas um cara…
  • We know better now, don’t we? » Agora nós sabemos muito bem, não é?
  • come from hell beneath us » surgir do inferno abaixo de nós
  • has been so caught » está tão envolvido
  • the feeling of powerlessness » o sentimento de impotência

» Leia também: Assisto aos Filmes com Legendas em Inglês ou em Português

Pratique Inglês com Batman vs SupermanAbaixo, você encontra as falas que são ditas em um dos trailers oficias do filme. Sua tarefa é praticar essas falas várias e várias vezes. Leia-as em voz alta. Repita uma a uma. Preste atenção à pronúncia. Repita quantas vezes quiser. Ouça com atenção. Enfim, explore ao máximo esse pequeno texto durante alguns dias até o ponto de você meio que ter internalizado (memorizado) boa parte dele.

Is it really surprising
that the most powerful man in the world
should be a figure of controversy?
We, as a population on this planet,
have been looking for a savior.
We are talking about the being whose very existence
challenges our own sense of priority
in the universe.
Human beings have a horrible track record
of following people with great power.
And absolute power corrupts absolutely.
Maybe he’s just a guy trying to do the right thing.
We know better now, don’t we?
Devils don’t come from hell beneath us.
– They brought their war here. –
No, they come from the sky.
The world has been so caught up with what he can do
that no one has asked what he should do.
“Go home, go home, go home, go home!”
That’s how it starts.
The fever,
the rage,
the feeling of powerlessness
that turns good men
cruel.
Tell me,
do you bleed?
You will!

E agora, para ficar melhor, assista ao trailer. Enquanto estiver assistindo procure reconhecer os chunks que você aprendeu acima. Você vai notar que quanto mais você praticar mais fácil ficará de ouvir o que é dito. Se você repetiu tudo várias vezes, haverá partes que você conseguirá até falar junto com as personagens. Enfim, divirta-se com isso!

» Leia também: Como Aprender Inglês Sozinho?

Ah! Se você quiser aprender mais sobre como aprender inglês com chunks, venha fazer parte do Inglês na Ponta da Língua Premium. Nessa área exclusiva do site, você receberá semanalmente várias dicas e conteúdo exclusivo para ficar cada vez mais com seu inglês na ponta da língua. Clique aqui para saber mais.

Agora veja o trailer.

5 Dicas Para Você Aprender Inglês em Casa

Em meu primeiro livro, Inglês na Ponta da Língua – método inovador para melhorar seu vocabulário em inglês (GEN, 2003), dou várias dicas para você aprender inglês em casa. As dicas são na verdade coisas que você pode fazer para aprender inglês sozinho, aprender inglês online ou aprender inglês em um curso.

Vale dizer que aprender inglês aqui significa aprender o vocabulário, estimular a memória para reter o que aprende, aprender a gramática do inglês, melhorar a pronúncia, desenvolver a fluência em inglês, envolver-se com a língua inglesa e coisas assim. Afinal, aprender inglês não se resume a decorar palavras e fazer atividades de gramática.

Assim, decidi compartilhar 5 dicas que ajudarão você a continuar aprendendo inglês em casa. Mas, lembre-se que o mais importante de tudo é ATITUDE. Se você não tomar a iniciativa, manter-se firme e focado em seu objetivo, criar o hábito de praticar, você não sairá jamais do lugar. Portanto, seja um bom estudante de inglês e faça a diferença no seu aprendizado e desenvolvimento da língua inglesa.

Dica 1 » Use Flashcards

Use FlashcardsFlashcards são pequenos cartões nos quais você pode anotar uma palavra em inglês de um lado e a tradução (ou definição do outro). Eu fazia muito isso quando comecei a aprender inglês sozinho. Os flashcards me ajudavam a memorizar palavras, expressões, phrasal verbs, idioms (expressões idiomáticas), gírias e muito mais.

No começo, eu fazia aquela coisa simples que todo mundo faz: focava apenas nas palavras. Assim, eu escrevia “book” de um lado do cartão e do outro a tradução (livro), a definição tirada de um dicionário (a set of printed pages held together in a cover) ou uma imagem representando a palavra.

Com o tempo, fui percebendo que fazer isso me ajudava a decorar palavras, mas eu achava que estava faltando algo. Era necessário melhorar a técnica dos flashcards. Foi então que comecei a anotar mais coisas para assim tirar melhor proveito da ideia.

Ao invés de simplesmente anotar palavras, passei a incluir também collocations, idioms, frases comuns, gírias e exemplos com a palavra chave. Claro que eu não escrevia tudo o que encontrava; eu anotava apenas aquilo que achava interessante e curioso, coisas que eu considerava úteis.

Assim os flahscards continham mais informações do que simples anotações de palavras e suas traduções. Isso simplesmente fazia com que meu cérebro ficasse ainda mais estimulado para aprender inglês.

Outra coisa que eu fazia – e recomendo todos a fazer – é escrever à mão mesmo as informações nos flashcards. Evite fazer algo no computador e imprimir. Estudos neurocientíficos comprovam que quando escrevemos à mão, estimulamos áreas de nosso cérebro que fortalecem as conexões neurais e, portanto, colaboram na retenção daquilo que escrevemos em nossa memória.

Dica 2 » Faça Cópia de Textos

cópia de textos em inglêsQuando você começou a ir à escola, lembra que uma das coisas que tinha de fazer para desenvolver a escrita era fazer cópia de textos?  Foi uma atividade que nos ajudou a desenvolver as habilidades nossa língua materna. Lembro-me até hoje o quanto eu tinha de fazer cópias para melhorar a escrita, aprender a ler com atenção, assimilar a ortografia das palavras, compreender a coerência textual e coisas assim.

Dessa forma, você já pensou em fazer cópias de textos em inglês? Já pegou um artigo em uma revista ou internet e o copiou palavra por palavra em um caderno? Que tal copiar o diálogo que você encontra em alguns livros?

Veja só o que eu disse acima sobre os benefícios de fazer cópias acima: melhorar a escrita, aprender a ler com atenção, assimilar a ortografia das palavras, compreender a coerência textual e coisas assim.

Imagine agora você tirando um tempo – cerca de 20 a 30 minutos por dia (ou a cada dois dias) – para fazer cópias de pequenos textos em inglês. Será que os benefícios não seriam valiosos para o seu desenvolvimento na língua inglesa? O que você acha de experimentar fazer isso por um tempo e depois avaliar os resultados?

Mas, lembre-se: faça isso de próprio punho; use a mão para escrever. Afinal, como você já leu acima, escrever à mão fortalece as conexões neurais que colaboram para a retenção daquilo que aprendemos.

DICA EXTRA: não se preocupe se você encontrar uma palavra que não sabe o significado enquanto estiver fazendo a cópia do texto. Aprenda como ela é escrita, siga fazendo a cópia naturalmente e depois você poderá voltar a ela. Se achar necessário poderá até mesmo criar um flashcard para ela e assim aprender muito mais.

Dica 3 » Memorize Frases em Contextos

memorize frases em inglêsEssa dica é um teste à memória. A ideia aqui é ser um mais específico e organizado em relação ao que você dá ao seu cérebro.

Geralmente, as pessoas tentam decorar frases de todos os tipos e totalmente fora de contexto. Fazem uma lista de frases, colocam em uma folha de papel, tentam decorar tudo e depois de algum tempo percebem que não lembram nem da metade.

Há uma teoria que explica essa baixa retenção de coisas em uma lista. Eu até concordo; mas, um grupo de cientistas também comprovou que se a lista possui itens comuns a um contexto, o cérebro lembrará com facilidade dos itens.

Isso significa que em relação ao inglês, você deve aprender frases comuns a um determinado contexto: “frases em inglês para bancos”, “frases de Natal em inglês”, “frases românticas em inglês”, “frases para dizer como vocês está em inglês”, “diferentes modos de dizer obrigado em inglês”, “frases de inglês no aeroporto e no avião” e outras.

Claro que você não vai anotar 20 ou 50 frases para cada contexto. O ideal é que você anote entre 5 a 8 frases em cada tópico e pratique apenas essas. Você pode ainda escolher dois tópicos diferentes por semana e assim ter 10 a 16 frases para praticar (sendo cada grupo praticado em dias alternados da semana).

Muita gente se acha fraca de memória e nem tenta colocar essa dica em prática. No entanto, os especialistas dizem que o cérebro é um músculo que precisa ser estimulado constantemente. Assim, é bem provável que no começo você se sinta desestimulado e não perceba o progresso; entretanto, não desista, persista. Siga praticando! Com o tempo isso se tornará um hábito e seu cérebro ficará cada vez mais craque em reter as informações que você dá a ele.

Dica 4 » Leia em Voz Alta

leitura de textos em inglêsLer textos em inglês ajuda a: melhorar o vocabulário, desenvolver as habilidades de leitura, entender como textos são escritos, etc. Contudo, ler em inglês não é só para isso.

Use a leitura também para aprender a pronúncia em inglês e melhorar o listening em inglês. Para isso, crie o hábito de ler em voz alta.

Ler em voz alta contribui para que seus neurônios – responsáveis pela formação de memórias – fiquem atentos à língua. Ao ler em voz alta você vê (estímulo visual), fala (estímulo vocal) e ouve (estímulo auditivo) o texto. Assim, seu cérebro estará ativo enquanto lê.

No nível consciente, você estará:

  • atento às palavras
  • pensando na pronúncia
  • procurando entender o texto
  • prestando atenção ao modo como fala

No nível subconsciente, seu cérebro estará sempre buscando as informações que precisa para ler o texto em voz alta. Ele colocará seus conhecimentos em prática e ao mesmo tempo estará se policiando para evitar erros, apontar o que falta ser melhorado (ou corrigido), identificar o que já sabe e o que não sabe.

Ler em voz alta é algo que todo estudante deveria fazer para aprender inglês sozinho. Portanto, tranque-se no seu local de estudo, escolha um texto simples (um que você já até entende bem e estudou antes), fique numa posição confortável e leia o texto em alto e bom som para você mesmo.

Eu ainda recomendo que você se grave ao ler o texto. Salve os arquivos gravados e grave a leitura do mesmo texto várias vezes. Com o tempo, você poderá comparar as gravações e notar as melhoras. E cá entre nós, quando percebemos que melhoramos, sentimos-nos motivados a continuar estudando para melhorarmos ainda mais.

Conheça nossa coletânea de textos em inglês. Lá tem textos com vídeos e arquivos de áudio para você usar à vontade.

Dica 05 » Revise

revisar o que estudaA maioria da pessoas acha que por ter se dado bem em uma atividade não precisa mais rever aquilo. Assim, elas se acomodam. No caso do inglês esse acomodamento é perigoso; pois, podemos esquecer aquilo que aprendemos, aquilo que nos esforçamos tanto para aprender. Portanto, a dica para você que quer aprender inglês em casa é REVISE SEMPRE!

Reveja os flashcards e frases que aprendeu com frequência. O texto que você copiou precisa ser relido para se certificar que não esqueceu de nada. A leitura que fez em voz alta deve ser ouvida e refeita outras vezes para verificar se está mesmo ficando melhorando.

As pessoas costumam achar que revisão significa fazer atividades de gramática e vocabulário. Mas, não é só isso! Revisar é algo que devemos fazer frequentemente e que vai além das simples atividades de gramática e vocabulário do inglês.

Revisar ajudar a estimular o cérebro e fazê-lo relembrar das informações lá armazenadas. Os especialistas dizem que revisar aquilo que já sabemos é uma maneira eficiente de solidificar (ou fossilizar) ainda mais o que já sabemos. Ao revisar (ou revisitar, reencontrar) algo que já sabemos faz o cérebro ativar os neurônios e gravar bem na memória as informações aprendidas. Isso nos dá a satisfação de sabermos que sabemos algo ou a frustração de que esquecemos algo.

Claro que quanto mais você se dedicar, mais atitude tiver, mais motivado e determinado se sentir, mais o sentimento de satisfação aumentará. Mas, lembre-se que esquecer é normal; o que não é normal é deixar de aprender por achar que está perdendo tempo. Portanto, desenvolva o hábito de revisar tudo o que aprende; pois, revisar ajuda a melhorar o seu inglês.

Conclusão

Há ainda algumas coisas simples e divertidas que você pode fazer para aprender inglês em casa. Abaixo compartilho algumas das várias dicas que já publiquei aqui no Inglês na Ponta da Língua e que certamente serão úteis para você aprender inglês sozinho.

» Como Desenvolver o Hábito de Estudar Inglês
» Aprender 2000 Palavras em Inglês e a Fluência
» Como Aumentar o Vocabulário em Inglês
» Como Manter a Fluência em Inglês
» Como Aprender Qualquer Idioma em 6 Meses?
» Atividade para Desenvolver a Fluência em Inglês (vídeo)

Para encerrar de vez, lembre-se que sua ATITUDE é o que realmente fará a diferença no seu ato de aprender inglês em casa. Nada de moleza, desânimo, deixar para depois e coisas do tipo; coloque em prática as dicas dadas aqui e você perceberá o seu desenvolvimento no aprendizado de inglês de forma muito mais natural. Boa sorte e muito aprendizado para você! Take care!

O que significa se envolver com o inglês?

Muitas vezes recebo emails de pessoas querendo saber o que elas devem fazer para aprender inglês ou como elas podem ficar fluentes em inglês. Eu sempre respondo que o ideal  é se envolver com o inglês. Isso não é, claro, incentivo para as pessoas se envolverem com um cidadão inglês. Então, o que realmente significa se envolver com o inglês?

Para ficar tudo bem explicado, vamos dividir essa pergunta em duas. Assim, a gente vai se entender melhor!

1. Por que se envolver com o inglês?

Digamos que você esteja apaixonado(a) por alguém. O que você faz? Certamente fará de tudo para se envolver cada vez mais com a pessoa. Você vai acordar e dormir pensando naquela pessoa. Vai querer ouvi-la o máximo que puder. Vai querer vê-la sempre que puder. Vai querer tê-la por perto o tempo todo.

Se Envolver com o InglêsImagine sua relação de aprendizado da língua inglesa como se fosse uma relação com a pessoa pela qual você nutre aquela paixão. Ou seja, você tem de se envolver com a língua para poder aprender sobre ela cada vez mais.  Quanto mais você se envolver, mais aprenderá, mais saberá, mas se sentirá à vontade.

Não se esqueça que o processo de conquista é lento. Não acontece da noite para o dia. Que bom seria se aprendêssemos tudo sobre o grande amor de nossa vida em apenas um dia! Infelizmente, não é assim! Você tem os primeiros contatos com a pessoa. Sente-se meio desajeitado. Com o tempo vai se empolgando. Começa a se soltar um pouco aqui e outro ali. Poderá se decepcionar em alguns momentos. Ficará com raiva em outros. Mas, se você realmente gosta, fará de tudo para continuar envolvido com ela.

Enfim, com essa coisa de aprender inglês – ser fluente em inglês – é a mesma coisa. Para conhecer melhor e manter um excelente relacionamento, você tem de se envolver com a língua o máximo que puder.

2. Como ser envolver com inglês?

Assim como na conquista amorosa, você também precisa ter atitude para aprender inglês. Não tem essa de conto de fadas! Em outras palavras, não adianta estar apaixonado pela Angelina Jolie ou o Brad Pitt e esperar que eles apareçam em sua casa implorando para você ficar com ela (ou ele). Você tem de correr atrás.

Como se envolver com inglês?O bom é que com a língua inglesa, essa coisa de se envolver é mais fácil. Afinal, a língua não vai rejeitar você. Ela não vai dar um fora (um toco) em você. Portanto, cabe a você, fazer a diferença! Como?

Seguem algumas dicas!

DICA I » Você já pensou em configurar seus eletrônicos em inglês? Que tal configurar o seu smartphone, tablet, aparelho de TV, notebook, computador etc., em inglês? A desculpa de muita gente é: “Ah! Se eu fizer isso, não vou entender nada!“. A minha resposta é: “Se não fizer, vai continuar sem entender!

DICA II » Você já pensou em ter um diário (um caderno mesmo) no qual você descreve como foi seu dia em inglês? Isso mesmo! Fazer curtas redações sobre seu dia, ajuda a melhorar na escrita, no vocabulário, na gramática e outras coisas da língua inglesa. A desculpa de muitos é, “Mas, tem coisas que eu não vou saber como escrever!“. A minha resposta é: “Essa é a sua chance de descobrir o que ainda não sabe e então se esforçar para aprender“. [Leia também » Dicas Para Melhorar a Escrita em Inglês]

DICA III » Que tal pensar em inglês? Sim! Você já experimentou pensar em inglês? Leia a dica “Como Pensar em Inglês?” e entenda melhor isso. Muito dizem, “Mas, para eu pensar em inglês, eu tenho de nascer em um país onde se fala inglês!“. Minha resposta: “Ok! Então, na próxima encarnação vamos torcer para você nascer em um!“.

DICA IV » Bata papo com seu (sua) amigo (a) em inglês? Você não tem amigo (a) com quem falar? Claro que tem! Sabe aquele(a) amigo(a) interno que fica dentro da sua cabeça dando umas ideias loucas ao longo do seu dia a dia? Então, fale inglês com ele(a)! Na dica “Como eu me tornei fluente em inglês?” falo mais sobre isso. Tem gente que diz, “Mas, vão achar que eu sou doido!“. Eu respondo: “E quem disse que aprender outra língua é coisa de gente normal!“.

DICA V » Ouça inglês sempre que puder. Encontre algumas ideias em “Dicas para Melhorar o Listening“.  A desculpa da maioria é, “Mas, o que fazer se eu não entendo tudo?“. Minha resposta: “Você também não entendia português quando nasceu e hoje entende quase tudo!“.

DICA VI » Estude inglês o tempo todo! Na dica “Arranjar Tempo Para Estudar Inglês“, você encontra umas ideias para aproveitar o tempo ocioso para se envolver com o inglês. A reclamação da turma aqui é: “Mas, eu não tenho tempo para estudar!“. Minha resposta: “Enquanto você perde tempo procurando por um milagre, poderia estar estudando!

As dicas acima já servem como guia para você saber como se envolver com o inglês. A ideia é que você faça com que a língua inglesa esteja sempre presente no seu dia a dia. Claro que nem sempre isso será possível; mas, como um pouco de mudanças de hábitos e força de vontade isso será possível. Enfim, tudo depende de você. [Leia também: Como Desenvolver o Hábito de Estudar Inglês]

Para encerrar, uma outra pergunta que me fazem quando falo sobre isso é a seguinte: “Se eu seguir essas dias vou ficar fluente em um ano?“. Minha resposta: “Se você seguir essas dicas, garanto que em um ano você estará muito melhor do que está hoje. Lembre-se: fluência em uma língua não é um ponto que se atinge em determinado momento. Fluência em uma língua é algo que se desenvolve por meio dos estudos e conforme nos envolvemos cada vez mais e mais com a língua“.

Até a próxima!

Atividade para Aprender Collocations

Esta dica é na verdade uma atividade para aprender collocations. Trata-se de uma atividade simples que qualquer estudante de inglês pode fazer em casa.  Portanto, se você estuda inglês sozinho – ou em um curso de inglês – essa dica vai ajudar você a melhorar o seu vocabulário.

Antes, devo lembrar que essa dica foi retirada do livro Combinando Palavras em Inglês – seja fluente em inglês aprendendo collocations. Livro no qual você encontra muitas outras dicas e atividades simples que ajudarão a melhorar ainda mais seu vocabulário em inglês e, também, seguir rumo à fluência em inglês. Além de dicas e atividades, tem também material de áudio para ajudar na pronúncia. Você poderá adquiri-lo clicando nos links abaixo:

Agora vamos à dica, ou melhor, à atividade!

Atividade para Aprender Collocations

 

Parte 01

Combinando Palavras em InglêsNo texto que segue abaixo encontre (grife) as seguintes palavras: car, drums, star, job, company, money, time, dreams.

“I’d like to buy a yellow sports car – maybe a Lamborghini or a Maserati. I’d also like to learn how to play the drums. When I was younger, I always wanted to be a rock star, but then I got a great job working for a big company. I have quite a lot of money now and I have more free time. so it’s a good time to make my dreams come true.” (Texto adaptado do livro Innovations Elementary, publicado pela Ed. Thomson.)

Parte 02

Depois que ler o texto e grifar as palavras solicitadas na tarefa 1, volte ao texto e marque também o verbo ou o adjetivo (ou ambos) que estejam antes (ou mesmo depois) das palavras que você marcou na tarefa 1.

Por exemplo, na frase “I’d like to buy a yellow sports car”, você poderá marcar assim “I’d like to buy a yellow sports car”.

Parte 03

Após identificar as combinações (collocations) que você encontrou no texto, relacione cada uma delas com as traduções abaixo:

a. comprar um carro esportivo amarelo
b. ser uma estrela do rock
c. tocar bateria
d. arranjei um excelente emprego
e. trabalhando para uma grande empresa
f. eu tenho uma boa grana
g. tenho mais tempo livre
h. tornar meus sonhos em realidade

Objetivo da Atividade

A atividade tem o objetivo de ajudar você a identificar em textos algumas combinações simples de palavras. Claro que para melhorar ainda mais, você poderá usar sua criatividade e criar sentenças usando as combinações que aprender (achar interessantes). Você poderá usar as combinações da maneira que encontrou ou mudar algumas palavras. Veja:

  • I’d like to buy a red sports car, but I don’t have quite a lot of money.
  • I’m not a rock star and I don’t want to be one.
  • I’d like to have more free time.
  • What can I do to make my dreams come true?
  • My sister is working for a big company.
  • My sister is working for a small company.
  • My father got a great job.
  • My father got a terrible job.

Enfim, a ideia é usar o que você aprendeu e assim ir melhorando o seu vocabulário e o modo como combina as palavras naturalmente em inglês.

No livro Combinando Palavras em Inglês, você aprenderá que as combinações acima estão entre as que chamamos de weak collocations e medium-strength collocations. Alunos de nível básico e pré-intermediário podem aprender muitas combinações (collocations) desses tipos. Portanto, sempre procure ler textos que falam sobre pessoas, descrevam rotinas, contem uma história simples, etc. É em textos assim que os estudantes de inglês encontrarão collocations mais simples, porém de uso frequente na língua.

That’s all for now! Até a próxima!

Aprender inglês em 1 ano: dicas e técnicas

Como aprender inglês em 1 ano? Será que tem como aprender inglês em 1 ano? O que fazer para aprender inglês em 1 ano? Quais são as dicas para aprender inglês em 1 ano? É possível aprender inglês em 1 ano? Leia as dicas abaixo e prepare-se para aprender ou pelo menos tentar aprender inglês em 1 ano. Se você estiver com muita pressa, vá direto para a dica 11!

Aprender Inglês em 1 Ano

01 » Pense em Inglês!

A partir de hoje não pense mais em português. Tudo o que você pensar, pense em inglês. No começo é difícil, mas eu tenho certeza que você conseguirá. Esforce-se! Crie o hábito! Não sabe como começar a pensar em inglês? Então, leia a dica Como Pensar em Inglês?.

02 » Não estude inglês!

Calma! Eu explico! O segredo é envolver-se com a língua inglesa. Torne a língua inglesa algo comum no seu dia a dia. Escute músicas em inglês. Leia textos em inglês. Fale sozinho em inglês. Configure seu smartphone, tablet, televisão, rádio do carro, computador, etc., em inglês. Quando ler algo em português, procure traduzir mentalmente para o inglês. Decore diálogos em inglês. Decore sentenças do dia a dia em inglês. Enfim, respire inglês o máximo que puder. Isso é uma questão de hábito (costume). Se você conseguir adquirir hábitos ao poucos, em 20 dias os resultados começarão a ser percebidos. [Leia também:  Arranjar Tempo Para Estudar Inglês]

03 » Tenha tempo para o estudo formal!

Aprender Ingles em 1 AnoDedique cerca de quatro a cinco horas por dia estudando a língua de modo formal. Compre gramáticas, dicionários, livros de vocabulário e livros de provas e exames. A cada dia, use as suas quatro a cinco horas de estudo formal para aprender pelo menos 90% de um determinado conteúdo gramatical. Estude o ponto gramatical exaustivamente. Leia, pesquise, releia, tire dúvidas apenas sobre aquele ponto. Depois, faça muitas atividades e também testes e provas. Assim, você terá uma ideia se está progredindo ou não.

04 » Desenvolva seu vocabulário 

Para isso compre livros sobre phrasal verbs, vocabulário do dia a dia, expressões idiomáticas, gírias, collocations, frases e sentenças do dia, etc. Estude os livros! Faça as atividades! Releia-os! Use-os ao ponto das folhas começarem a cair de tanto manuseio. Ah! E acostume-se a fazer uso do vocabulário que você estiver aprendendo. Não adianta nada aprender e não usar! Use nem que seja com você mesmo (falando sozinho)!

05 » Desenvolva a pronúncia

Compre livros de pronúncia. Dedique  tempo para tirar o máximo proveito desses livros. É extremamente importante que você faça os exercícios descritos nos livros. Se o livro mandar fazer a repetição de um som durante 30 minutos, faça isso. Não tenha medo ou vergonha! Para aprender inglês em 1 ano, vai valer a pena! [Leia também: Aprender a Pronúncia do Inglês]

06 » Escute inglês!

Escute de tudo: programas de TV, noticiários, programas de rádio, músicas, entrevistas… Enfim, tente escutar inglês o máximo que puder o tempo todo. Nem que seja só para ficar ouvindo o barulho. Seus neurônios precisam dessa massagem para se acostumarem com os sons, vocabulário, estrutura da língua e tudo mais.Quanto mais tempo você passar ouvindo inglês melhor. [Leia também: Dicas para Melhorar o Listening em Inglês]

07 » Escreva em inglês!

Seja lá o que você for escrever, escreva em inglês! Vai fazer uma anotação na agenda, escreva em inglês. Está tomando notas nas aulas, escreva em inglês. Está participando de uma reunião e fazendo anotações, escreva em inglês. Está redigindo um texto para você mesmo ler depois, escreva em inglês. Acho que você já entendeu! [Leia também: Dicas Para Melhorar a Escrita em Inglês]

08 » Não saia para as baladas e festas

O tempo que estaria em uma festa ou balada, use para ficar em casa estudando. O dinheiro que você gastaria em festas, economize e invista na compra de livros. Seja esperto e mantenha o foco em seu objetivo. Não saia de para festas, baladas, shows, churrascos… Nada disso! Lembre que você tem de aprender inglês em 1 ano! Seus amigos vão dizer que você está se afastando de todo mundo; mas, pense bem, em um ano você vai poder participar de baladas falando inglês ou português. Creio que seus amigos vão achar isso o máximo!

09 » Não seja um acumulador!

Não perca tempo baixando livros e livros mais livros na internet. Também não perca tempo salvando vários sites em seus favoritos. Não seja um acumulador de PDFs e outros tantos arquivos. Não baixe um monte de tranqueiras que depois você nem usará. Seja esperto! Leia mais sobre isso em Quer Aprender Inglês!? Não seja um Acumulador!

10 » Não desista! Persista!

Vira e mexe, eu encontro alguém dizendo o seguinte: “eu tentei aprender inglês em 1 ano, mas não consegui“. Aí eu pergunto, “por quanto tempo você estudou?” A resposta costuma ser: “fiz um cursinho de quatro meses!” E eu então devolvo, “e desde quando o período de 4 meses é 1 ano?” Também costumo emendar a seguinte pergunta, “nesse período de quatro meses você estudava inglês fora da escola ou só na escola mesmo?“. No geral, elas dizem que estudavam só na escola. Isso nas minhas contas dá algo em torno de 40 horas em um semestre. Dois dias tem 48 horas! Logo, dos 365 dias em um ano, a pessoa não estudou nem dois dias. Ou, levando em conta as horas, o ano tem 8760 horas; logo, ela dedicou apenas 0,46% das horas de um ano. Desculpe-me, mas para mim isso não é nada! Então, não desista! Dedique-se! Mantenha-se firme! E lembre-se: aprender inglês é para sempre!

E agora, para fechar com chave de ouro vamos à principal dica de todas:

11 » A Grande Dica

Não espere por um milagre para falar inglês como um nativo! Milagres dessa natureza não costumam acontecer! Seria legal se acontecessem! Também seria legal tomar uma pancada na cabeça e começar a falar inglês de uma hora para outra. Muito mais fácil! Mas, infelizmente, não é assim que funciona. Então, nada de esperar que as coisas aconteçam da noite para o dia. Seja você mesmo o seu milagre! Essa coisa de aprender inglês em 1 ano não é tão fácil ou possível o quanto você imagina. Seja realista! Vá com calma! Mude seus hábitos de estudos! Concentre-se! Estabeleça objetivos e foque neles!

Se você começar a fazer isso agora, garanto que em 1 ano você saberá muito mais coisas do que sabe agora.

Aprender inglês em 1 ano não é tarefa das mais fáceis. Trata-se de uma questão de atitude, determinação, força de vontade, saber dizer não, saber investir, contar com o apoio de uns e críticas de outros. Aprender inglês em 1 ano não ocorre por milagre, então veja bem o que você realmente quer. Aprender inglês 1 ano pode não acontecer em 1 ano, mas você certamente aprenderá muito em apenas 1 ano. Boa sorte! Bons estudos!

Arranjar Tempo para Estudar Inglês

Christian Barbosa, um dos maiores especialistas em administração do tempo que conheço, em suas pesquisas observou que um dos cinco itens na lista de desejo dos brasileiros é arranjar tempo para estudar inglês. Parece que o tempo está em falta! Aqui no Inglês na Ponta da Língua recebo com frequência comentários nos quais as pessoas dizem não ter tempo para estudar inglês. Para elas é como se o tempo tempo não existe. Afinal, o trabalho, os estudos regulares, a família, o lazer, as viagens, o descanso, os amigos e mais uma série de coisas já ficam com boa parte do tempo. Pelo jeito, falta mesmo tempo! E aí vem a pergunta, como arranjar tempo para estudar inglês?

Tempo e inglês são duas coisas que estão aí no mundo. Vivas! Acontecendo! Mudando! Seguindo o rumo! Costumamos ver o tempo e o inglês como duas coisas isoladas. Coisas que passam por nós e não conseguimos parar para acompanhá-las. Então, que tal você começar a colocar as duas juntas e fazer com que elas coexistam ao longo do seu dia e em você? A ideia aqui é a seguinte: envolva-se naturalmente com a língua inglesa ao longo do dia – enquanto o tempo acontece diante de você. Como fazer isso?

No caminho para o trabalho e de volta para casa ao invés de reclamar do trânsito, do ônibus lotado, do salário baixo e coisas do tipo, acostume-se a pensar em inglês. Tente reclamar dessas coisas em inglês mesmo! Além disso, aproveite o tempo para descrever as pessoas em inglês. Dê uma olhada em volta e descreva como as pessoas estão vestidas, como elas estão se sentindo, o que estão fazendo, onde podem estar indo. Faça isso pensando em inglês. Caso falte uma palavra ou expressão, anote-a em um caderno e depois procure em um dicionário ou internet. O mesmo vale para quando você estiver em uma fila de banco, sala de espera e outros locais onde o tempo simplesmente passa diante de seus olhos.

Tempo Para Estudar InglêsAinda no caminho para o trabalho e de volta para casa, leia os números dos telefones das lojas em inglês. Leia as placas dos carros (letras e números) em inglês. Diga o endereço das lojas pelas quais passa em inglês. Faça isso mentalmente e vá se acostumando com o modo como a língua inglesa é usada nessas situações. Faltou uma palavra? Ficou na dúvida com uma expressão? Preposição? Anote em um caderninho (ou pedaço de papel) e ao chegar em casa, pesquise, anote, crie exemplos e repita a informação para você mesmo. No dia seguinte, faça uso do que aprendeu para ir se acostumando com o uso da língua. Isso ajuda você a começar a pensar em inglês.

Que tal baixar podcasts da internet? Salve os arquivos de áudio em um MP3 player, smartphone, iPod, etc. Escute o mesmo arquivo várias vezes. Para facilitar faça o seguinte: na noite anterior leia o script do arquivo de áudio, faça anotações, procure pelas palavras e expressões que você não sabe. Enfim, estude o script. Leia o texto em voz alta ou mentalmente para se acostumar com a pronúncia. Quando for ouvir o áudio procure repetir mentalmente o que você está ouvindo. Lembre-se das anotações feitas, expressões e palavras que aprendeu. Acostume-se a visualizar o texto mentalmente enquanto escuta o áudio. Isso ajuda você a melhorar o listening em inglês.

O que você acha de começar a fazer suas anotações em inglês? Quando estiver ouvindo uma palestra, anote os pontos principais em inglês. Está na igreja ouvindo o padre, o pastor, o missionário falando algo, faça suas anotações em inglês. Está assistindo a um programa de TV e que anotar algo, anote em inglês. Está em uma reunião do trabalho, tome notas em inglês. Não consegue escrever tudo em inglês? Não tem problema, misture as línguas e depois você vá atrás de saber como dizer o que não sabe.

Já pensou em ter um diário? Isso mesmo! Um diário! Escreva nele como foi seu dia. Com isso você pratica o uso do Past Simple e outros tempos verbais para falar de coisas no passado em inglês. Você pode até escrever o que pretende fazer no futuro.  Assim, já começa a fazer uso dos tempos verbais no futuro. Acha essa coisa de diário algo para meninas adolescentes? Então, ao ir para a cama, procure fazer um resumo do seu dia pensando em inglês. Não sabe como descrever algo, anote no caderninho e depois procure saber como é! Isso ajuda você desenvolver sua escrita em inglês e também ajuda você a pensar em inglês.

Crie um amigo invisível e bata papo com ele. Pode conversar mentalmente, mesmo. Assim ninguém vai achar que você enlouqueceu. Imagine-se em situações cotidianas – restaurante, pedindo informações, fazendo compras, etc. – e procure se comunicar nelas. Percebeu que algo está faltando? Anote no seu caderninho e depois procure saber como é. Crie diálogos em seu caderno. Isso ajudará você a se sentir mais à vontade ao falar inglês.

Vai almoçar em um restaurante? Diga mentalmente o nome das comidas que está colocando no prato! Vai ao supermercado? Faça sua lista de compras em inglês! Vai a uma festa? Pense em inglês como será a festa e que pessoas você espera encontrar! Depois, faça um resumo da festa em inglês! Está lendo um texto em português? Procure saber como você diria determinada sentença em inglês! Está lendo um texto em inglês? Procure perceber como as palavras são usadas em conjunto!

Os momentos que você tirar para rever suas anotações – aquilo que faltou, não soube como era – é o momento formal de estudo. São aqueles 30 ou 60 minutos que você acha que não existem em sua agenda. Esse tempo você pode encontrar em um dia e em outro não. O importante é encontrar tempo para rever suas anotações e aprender coisas novas. Esse é o momento de entrar na internet e pesquisar as coisas. Para não ficar só na internet, invista em livros, dicionários, gramáticas e demais materiais para ajudar você a se desenvolver.

Lembre-se: o tempo não vai parar para que você aprenda inglês. O tempo vai continuar passando. Portanto, seja criativo e aproveite mais o dia para se acostumar a pensar em inglês. A língua inglesa também não vai esperar você arrumar tempo para aprendê-la. Ela vai continuar seu fluxo. Portanto, entre no barco e reme. Não deixe o tempo e o inglês passarem como se fossem coisas estáticas que pararão para que você os aproveite em um determinado momento. Eles continuam passando e você deve entrar na onda. Boa sorte!

 

Atividade para Desenvolver a Fluência em Inglês

Na dica Como Avaliar o Seu Desenvolvimento, mencionei a atividade One-Minute Talk como algo que você pode fazer para desenvolver sua fluência em inglês. Muitas pessoas enviaram mensagens pedindo para que eu falasse mais a respeito dela. Então, vamos lá!

Mas, antes de continuar falando sobre essa atividade, saiba que você tem duas opções: ler a dica ou a assistir a um vídeo no qual eu também falo sobre essa atividade que ajudará você a desenvolver sua fluência em inglês. O vídeo faz parte do nosso canal no Youtube e pode ser visto aí abaixo. Portanto, espero que você goste e curta.

Essa atividade é inspirada em um famoso programa da BBC Radio chamado Just A Minute. No programa os convidados (competidores) têm apenas um minuto (just a minute) para falar sobre o tema dado pelo apresentador.

Os temas são variados e o convidado, ao falar, não pode hesitar (ficar se falar nada), repetir palavras (ou mesmo sentenças e ideias) e nem mudar o rumo da conversa. Em inglês, as regra são: No hesitation. No repetition. No deviation.

No programa os competidores adversários desafiam (challenge) a pessoa que está falando. Os desafios ocorrem quando eles acham que a pessoa quebrou uma das regras: hesitou, repetiu palavras ou mudou o assunto. Para você ter um ideia,  ouça como é esse programa, clicando aqui. Vale também como uma forma de praticar seu listening (em inglês britânico).

Desenvolver a Fluencia em InglesMas, você está estudando inglês. Não é um falante nativo da língua. Então, como fazer essa atividade sem muitas exigências e medos e assim desenvolver a tal da fluência em inglês? Aí vão minhas dicas para você.

Se você é um estudante de nível básico – tem pouco vocabulário, tem pouco envolvimento com a língua, etc. – vá com calma. Ao invés de um minuto, estabeleça o prazo de 15 segundos para falar sobre um tema específico: 1) apresentar-se; 2) falar de um membro da sua família; 3) falar sobre três coisas que gosta de fazer; 4) falar sobre seu trabalho; 5) falar sobre sua escola/faculdade; 6) falar sobre três coisas que não gosta. Enfim, escolha um tema por vez e fale sobre ele em apenas 15 segundos. Com o passar do tempo, vá aumentando progressivamente a quantidade de segundos para 30, 45 e 60.

Estudantes em níveis intermediário e avançado podem começar com 60 segundos mesmo. Quanto mais avançado for seu nível, mais exigente você deverá ser em relação à complexidade dos temas: 1) os avanços na área de telefonia móvel nos últimos 10 anos; 2) o sistema educacional em nosso país; 3) a relação social entre homens e mulheres nos dias de hoje; 4) três razões pelas quais eu gostaria de mudar de emprego. Não precisa ser nada muito esdrúxulo. Mas, seja um pouco mais exigente.

Quando eu comecei a fazer essa atividade, eu procurava falar durante algum tempo sobre os temas que eu encontrava em livros. Eram temas simples. Com o tempo, fui complicando as coisas para poder melhorar o meu vocabulário e a naturalidade ao falar inglês. Embora o início tenha sido algo bem acanhado, com o tempo ganhei confiança e notei que ficava melhor cada vez mais. Em outras palavras, eu notava que minha fluência em inglês ia melhorando.

Mas, antes de fazer essa atividade, é bom você fazer uma pequena lista de palavras, expressões, sentenças, phrasal verbs, estruturas gramaticais e o que mais for preciso para falar sobre o tema escolhido. Antes de começar a falar, estude suas anotações, pratique a pronúncia, repita sentenças e palavras em voz alta. Prepara-se!

Uma coisa que eu não fazia quando comecei a fazer essa atividade era gravar a minha própria voz e comparar os áudios. Só comecei a fazer isso em 2001, ano em que consegui comprar meu primeiro computador. Ao ouvir as gravações, eu conseguia corrigir minha pronúncia, entonação, tom de voz e coisas assim. Também falava sobre os mesmos temas em um intervalo de sete dias. Eu assim comparava as gravações para perceber (avaliar) meu desempenho. As gravações me ajudavam a saber se minha fluência em inglês estava mesmo melhorando ou não.

Acho que já deu para você entender, não é mesmo? Se você está mesmo a fim melhorar sua fluência em inglês, tire um tempo para fazer essa atividade. você começará acanhadamente, mas com o tempo perceberá mudanças significativas.

Para finalizar, lanço aqui um desafio: comece a fazer essa atividade ainda hoje. Daqui vinte dias, faça uma avaliação e veja o que aconteceu. Caso aceite o desafio, deixe um recado aí abaixo na área de comentário. Vamos ver o que acontecerá nesse período no qual você estará fazendo essa atividade. Ah! Você sabe de alguma outra atividade que ajuda a desenvolver a fluência em inglês? Compartilhe-a com a gente!

Dicas para Quem Estuda Inglês Online

Devido à crescente procura por cursos de idiomas na modalidade online, a revista Veja, em seu site, publicou em 01.07.12 uma matéria sobre o assunto. O título da matéria é “Aprender um Idioma na Web Exige Dedicação Extra”. A repórter Renata Honorato conversou com alguns especialistas na área de ensino de idiomas para saber o que eles têm a dizer. Os entrevistados foram a linguista Anna Maria Grammatico Carmagnani (USP), a pesquisadora Vera Lúcia Menezes de Oliveira e Paiva (UFMG) e o especialista em ensino de inglês Denilso de Lima, autor de livros na área de aprendizado de inglês e responsável pelo site Inglês na Ponta da Língua.

Dicas para quem estuda inglês online

Dicas para Quem Estuda Inglês OnlineAs principais dicas dadas pelos especialistas foram resumidas em um quadro chamado “Idiomas na Rede: O que é importante saber antes de começar um curso de idiomas online”.

No quadro você encontra 05 pontos essenciais a serem observados por quem deseja fazer um curso online:

  1. disciplina extra,
  2. método
  3. nível
  4. vídeo
  5. motivação (clique na imagem ao lado para ampliá-la e ler as dicas).

A maior parte está de acordo com o que escrevi no artigo Curso de Inglês Online.

A única observação que faço é referente ao ponto nível.

O problema do Nível

Atualmente, há na rede, excelentes cursos online para estudantes iniciantes. Portanto, o nível é relativo. Ou seja, você pode começar a fazer um curso de inglês online no nível básico e aprender muita coisa. Tudo depende da dedicação do aluno, da interação entre professor e aluno, do material ser desenvolvido especificamente para aquele nível e adaptabilidade ao método.

A professora Ana Luiza Bergamini, do Inglês Online, por exemplo, oferece cursos para estudantes de todos os níveis. Para desenvolver o curso para iniciantes ela diz o seguinte,

o que me chamou a atenção uns anos atrás quando comecei a pesquisar para desenvolver o curso foi que: 1) a grande maioria dos chamados cursos ‘iniciantes’ online era toda em inglês, e 2) que nas primeiras lições o vocabulário utilizado não é iniciante coisa nenhuma, o que assusta quem está começando.

Isso significa que há cursos para todos. O interessado deve então pesquisar bem antes de fechar um contrato com um curso de inglês online. É preciso saber se o curso atende as suas expectativas e interesses.

Mais dicas para quem estuda inglês online

Assim, as principais dicas para quem deseja fazer um curso de inglês online são as seguintes:

  1. Organize-se – O material será enviado para você constantemente. Tenha um caderno de anotações, um dicionário, uma gramática e outros materiais de apoio. Imprima o material que você receber e coloque tudo em um fichário ou pasta. Não bagunce o seu material.
  2. Tempo – Muita gente acha que o fato de fazer um curso online lhe dá o direito de fazer as coisas na hora que bem quiser. Esse é um tremendo erro! O ideal é que você encontre um tempo e torne-o em rotina. Ou seja, se você acha melhor estudar às 10:30 da manhã, acostume-se a estudar sempre nesse horário. Torne isso um hábito.
  3. Planeje-se – Tenha um plano (roteiro) de estudos. Estabeleça metas de curto, médio e longo prazo para que você possa avaliar o seu desenvolvimento. Tenha por hábito fazer uma auto-avaliação a cada 15 dias. Se for preciso replanejar a rota e corrigir alguns pontos, faça-o.

Dicas para quem estuda inglês onlineNão faça um curso de inglês online pelo simples fato de ser mais cômodo e “fácil”. É por causa da comodidade e aparente “facilidade” que muita gente não aprende inglês online, abandona o curso e reclama de tudo. Aprender inglês online é possível, mas exige muita dedicação extra.

No livro “Inglês na Ponta da Língua: método inovador para melhorar o seu vocabulário e no curso Aprender Inglês Lexicalmente, você aprende muitas coisas importantes para que o seu aprendizado de inglês se desenvolva. Quer você faça um curso tradicional ou um curso online.

Claro que muitas são as dicas para quem estuda inglês online. Mas, essas apresentadas na matéria e resumidas aqui no texto podem servir como base para que você se dê bem nos estudos. Para ajudar um pouco mais, leia também as dicas abaixo:

Lembre-se, porém, que o maior segredo é a sua atitude; portanto, nada de fazer corpo mole. Até a próxima dica e bons estudos para você.

Texto em Inglês para Iniciantes

O texto em inglês para iniciantes abaixo é uma adaptação de um texto publicado no livro Innovations Elementary [p. 115, Ed. Heinle Cengage Learning]. O objetivo da dica é ajudar você a desenvolver estratégias de leitura (interpretação de texto) por meio de alguns chunks of language e collocations e também levando em conta o que você pode saber sobre o assunto antes mesmo de lê-lo.

» Leia também: Coletânea de Textos em Inglês

Então, vamos lá! Mas, antes de chegar ao texto propriamente dito, vamos por partes!

1. A imagem abaixo ilustra o texto. Assim, levando em conta a imagem, qual é o tema central do texto?

Texto em Ingles para Iniciantes

2. Que palavras ou expressões em inglês você sabe sobre esse tema?

Faça uma lista de palavras e expressões que você sabe. Isso ajudará você a ter uma ideia do que o texto poderá falar. Por exemplo, esse tipo de evento é barato ou caro? Quem geralmente paga por todo o evento? Onde ele geralmente acontece? Que tipo de roupas as personagens principais de um evento assim usam? O que acontece mais nesse evento?

3. O texto

Só depois de pensar um pouco nas perguntas feita acima, leia o texto abaixo. Procure identificar as palavras e expressões que você conhece. Tente interpretar o texto em conjunto e não palavra por palavra.

We had a very traditional wedding and it was extremely expensive, but it was worth it. Carol and I only paid half. Her parents paid for everything else. We got married in church. Carol wore a white dress and she looked fantastic. I wore a suit and I think I looked quite good too! We had a big reception. We had 200 guests. The reception was in a wonderful hotel. We took lots of pictures. It was just great!

4. Vocabulário

Seguem abaixo alguns chunks of language para ajudar você a entender melhor o texto e também melhorar o seu inglês. Depois de aprender este vocabulário, leia o texto novamente. Procure praticas esses chunks o máximo possível.

  • very traditional wedding [casamento bem tradicional]
  • extremely expensive [extremamente caro, muito caro]
  • it was worth it [valeu a pena]
  • only paid half [só pagamos a metade]
  • paid for everything [pagou por todo o resto]
  • got married [nos casamos]
  • wore a white dress [usou um vestido branco]
  • wore a suit [usei um terno]
  • I looked quite good [eu estava muito bemdevido à roupa que usava]
  • had a big reception [fizemos uma grande recepção]
  • took lots of pictures [tiramos um monte de fotos]
  • it was just great [foi simplesmente fantástico]

5. Atividade

Depois de ler o texto e praticar o vocabulário acima, complete o texto abaixo sem voltar a ler o texto (sem colar).

We had a very …………………. wedding and it was …………………. expensive, but it was worth it. Carol and I only …………………. half. Her parents paid …………………. everything else. We …………………. married in church. Carol wore a white …………………. and she looked fantastic. I …………………. a suit and I think I looked …………………. good too! We had a big ………………….. We had 200 guests. The reception was in a wonderful hotel. We …………………. lots of pictures. It was …………………. great!

Verta as sentenças abaixo para o inglês:

  1. Minha esposa e eu tivemos um casamento bem tradicional.
  2. Esta camisa está muito cara.
  3. Valeu a pena!
  4. Eu só paguei a metade.
  5. Meu irmão pagou por todo o resto.
  6. Nós nos casamos ano passado.
  7. Ela usou um vestido branco.
  8. Eu usei um terno.
  9. Nós tiramos um monte de fotos.
  10. Foi simplesmente demais.

Agora releia o texto acima e veja se você consegue compreendê-lo com mais facilidade. Levem em conta os chunks of language que você aprendeu. Deixe de lado as palavras isoladas e as regras gramaticais que tanto te perseguem. Leia por meio do conjunto.

O que você achou desta atividade? Gostou!? Então, que tal ler agora uma outra dica de texto em inglês para iniciantes com áudio? O texto é The Merchant with Four Wives.

Técnica de Memorização em Inglês

Você quer saber como memorizar palavras em inglês!? Então, leia esta dica! Nela você encontrará uma técnica de memorização em inglês diferente das que você vê por aí. Antes de continuar compartilho com você duas dicas que estão relacionadas ao assunto memorizar palavras em inglês: ‘Lembrar Palavras, Memorizar Palavras‘ e ‘Só Aprender não Basta, Tem que Lembrar‘.

A dificuldade para manter na memória coisas que você aprende em inglês se dá porque as pessoas costumam usar técnicas consideradas não muito produtivas pelos estudiosos. Um exemplo clássico é o das listas de palavras!

Dizem os experts na área que se você quiser esquecer algo é só colocar em uma lista. Assim, todas as vezes que você faz uma lista de 50 palavras, 20 phrasal verbs, 30 verbos irregulares, 5 regras gramaticais etc., você está fazendo algo não muito produtivo no que diz respeito à retenção de informações em seu cérebro.

Memorização em InglêsTentar aprender uma língua apenas decorando mecanicamente palavras em uma lista não dá muito certo. Afinal, você certamente lembrará as primeiras e últimas palavras da sua lista. As demais – as que ficam no meio – serão rapidamente esquecidas. Portanto, fazer listas e mais listas não deve fazer parte da sua rotina de aprendizado de inglês. A não ser que você queira apenas testar a sua capacidade de memorizar coisas. Afinal, usar uma língua de modo natural está muito além da simples decoreba de listinhas.

Outro erro comum é o fato de na maioria das vezes as pessoas fazerem lista de palavras totalmente desconexas. Fazem listas com palavras de temas bem diferentes. E pior ainda: coisas que muitas vezes não gostam nenhum pouco ou que não despertam o interesse delas.

Por incrível que pareça a técnica das listas é de longe a mais comuns para todo e qualquer aprendiz de línguas. Técnica totalmente improdutiva de acordo com os profissionais da área de memória e aprendizado. Mas o que fazer então? O que pode ser usado no ligar das listas?

Segue abaixo uma dica que ajudará você a fazer algo diferente e assim começar a fugir das listinhas tão frequentes por aí.

A dica é bem simples! Mas, trata-se de algo super eficiente para você exercitar a memória e assim ir desenvolvendo o conteúdo de inglês que você aprende: vocabulário, expressões, gramática etc. Indo direto ao assunto a dica é: escreva histórias em inglês.

» Leia também: 80 Dicas Para Aprender Inglês Sozinho

Escrever em InglêsOs estudos revelam que uma das maneiras de ajudar o cérebro a fixar estruturas gramaticais, palavras e expressões novas é escrevendo uma história. Ao escrever uma história – pode ser uma bem curtinha – você estará ajudando seu cérebro a usar aquilo que você já aprendeu. Além disso, você também vai identificar pontos onde deve melhorar e o que já andou esquecendo e, portanto, deverá dar um pouco mais de atenção. Enfim, ao escrever uma história você mantém o seu cérebro ativa em todos os sentidos e isso estimula a parte do cérebro responsável pela retenção (memorização) das coisas que aprende.

Ao escrever a história evite ficar correndo para o dicionário para ver como é tal palavra. Escreva sua história normalmente e quando surgir uma palavra que você não sabe, escreva-a entre parênteses e deixe um espaço para poder anotá-la depois. Não interrompa o fluxo criativo. Siga em frente e depois você volta para poder melhorar o que fez.

» Inscreva-se em Inglês na Ponta da Língua Premium e tenha conteúdo exclusivo para ajudar você a ficar ainda mais craque no inglês. «

Depois que escrever seu pequeno texto, deixe passar um dia ou dois e reveja o que você escreveu. Aí, se quiser, faça alterações se quiser! Certamente, você fará alterações e avaliará como está o seu inglês. Experimente fazer isto com certa frequência. Seu cérebro certamente agradecerá e seu inglês melhorará consideravelmente com o tempo.

Muito melhor assim do que perder tempo decorando estressantes listas sem sentido!

Quer mais dicas que complementam essa técnica de memorização em inglês que você aprendeu aqui? Então, assista aos vídeos abaixo em nosso canal no Youtube:

» Atividade Desenvolver a Fluência em Inglês
» 5 Dicas Para Desenvolver a Fala em Inglês

I hope you’ve enjoyed this tip! Take care! 🙂