You want to speak English or book English?

Há no título desta postagem duas observações interessantes para quem estuda [ou ensina] inglês. A primeira é que é uma pergunta; no entanto, eu não usei o verbo auxiliar “do” no início da sentença como pede a Gramática das Regras: “do you speak…?“. Além disso, o título quer saber se você quer falar “English” ou “book English“. Afinal, o que é “book English”? Vamos analisar isso com mais calma!

O fato de eu não ter usado o verbo auxiliar “do” na pergunta foi proposital. Na dica Fazendo Perguntas Informalmente em Inglês eu escrevi nem sempre usamos certos verbos auxiliares como exigem as “regras” gramaticais. Ou seja, no dia a dia é natural e frequente ouvirmos alguém dizendo:

  • You live here?[Você mora aqui?]
  • You guys went to the party last night? [Você foram pra festa ontem a noite?]
  • You a teacher? [Você é professor?]
  • You ok? [Você está bem?]

Você talvez estranhe isso. Porém, anote aí que no Spoken English [inglês falado] isso é extremamente comum e natural. Se você assistir a um filme ou seriado, ouvir uma música, conversar com falantes nativos da língua em situações naturais [neutras e informais], você notará isso com grande frequência. Portanto, foi por conta dessa naturalidade da língua que eu não usei o “do” na pergunta que dá título a esse post.

Book English or Bookish EnglishO que falar sobre o “book English“? De modo bem simples, “book English” refere-se ao tipo de inglês encontrado nos livros de inglês. Ou seja, é um tipo de inglês encontrado apenas nos livros e que, na maioria das vezes, não reflete o uso real e prático da língua. Algumas pessoas também chamam o “book English” de “bookish English” [inglês teórico]. Para ficar ainda mais claro, o turco Mustafa Baran escreveu um artigo sobre o assunto. Nesse artigo ele diz: “se você fala ‘book English’, por exemplo, você estará falando o que está nos livros e não na vida [real]“.

Isso significa que ao se preocupar demais [exacerbadamente] com as regras gramaticais na hora de falar inglês você estará falando “book English” e não “English“. Muitas vezes estudantes [e professores] de inglês se apegam tanto às regras e vocabulário dos livros de inglês que acabam falando apenas o “book English“. Michael McCarthy, uma autoridade no ensino e pesquisa da língua inglesa no mundo, escreveu:

Professores de Idiomas tem a tendência de trabalhar com um conjunto de regras baseadas na língua escrita, na qual a estrutura das orações e sentenças estão claramente definidas. A língua falada, no entanto, apresenta algo bem diferente, e frequentemente contém formas que seriam consideradas agramaticais [incorretas, erradas] na escrita. Esses ‘erros’ costumam passar despercibos na fala natural […] – em Discourse Analysis for Language Teachers, p. 143.

A preocupação com o “book English” acaba fazendo com que as pessoas percebam como a língua é realmente usada no dia a dia. Não só isso, mas muitas pessoas acabam estudando inglês durante anos, aprendem praticamente tudo sobre a gramática do inglês e palavras raramente usadas no dia a dia; esses ao irem para o mundo real ficam com a impressão de que não sabem nada de inglês, não conseguem entender o que é falado a elas, abrem a boca e falam “book English“. A fluência acaba sendo prejudicada por conta da vontade de falar tudo 100% correto. Essas situações acabam gerando frustração, medo, vergonha, desespero, ódio pela língua, etc.

O que fazer para sair do “book English“? As dicas são aquelas de sempre:

Enfim, tenha sempre em mente que para ir além do “book English” depende muito mais de você do que de seu professor, livro, cursos de idiomas, etc. Só você poderá responder à pergunta no título dessa postagem da melhor maneira: you speak English or book English?

Artigos Relacionados
Comentários