Decorar Palavras em Inglês ajuda a ser Fluente?

O título dessa dica é uma pergunta recebida recentemente de um leitor preocupado com sua fluência em inglês. Ele quer saber se decorar a lista das palavras mais usadas em inglês é o bastante para se tornar fluente em inglês. Como esse assunto costuma aparecer por aqui com certa frequência decidi escrever a respeito. O texto é um pouco longo, mas acredito valer a pena. Até o final você entenderá porque sempre eu digo que são as pequenas coisas que fazem a dieferença para ser fluente em inglês.

Em meu primeiro livro – Inglês na Ponta da Língua: método inovador para melhorar o seu vocabulário – menciono que se você quiser esquecer alguma coisa, basta colocar em uma lista e tentar decorar. Você pode até lembrar de algumas palavras, mas não passará disso. A única coisa que você vai descobrir com isso é que tem uma excelente [ou péssima] memória.No mesmo livro coloco também a lista das 2000 palavras mais usadas em inglês agrupadas de 500 em 500. Esse tipo de lista se consegue por meio de estudos em Linguística de Corpus. Observar a língua como ela é realmente usada ajuda na hora de escrevermos livros, darmos aulas, ensinarmos a língua como ela é usada por falantes nativos e muito mais. As 2000 palavras estão no livro apenas para que o leitor saiba quais são. A ideia não é decorá-las automaticamente. Lembre-se: decorar a lista das 2000 [ou 1000] palavras mais usadas em inglês não significa que você sabe inglês; decorar a lista não tornará você fluente em inglês.

Aqui no blog já escrevi vários textos sobre Fluência [clique aqui para lê-los]. Em todos deixo claro que saber listas de palavras, regras gramaticais e termos técnicos de gramática não ajudam você a se tornar fluente. O foco na decoreba mecânica e sem sentido de listas de palavras e regras gramaticais é, sem dúvidas, a principal causa pela qual a maioria das pessoas estuda inglês durante anos e não sente confiança na hora de falar inglês. Ou seja, é essa decoreba sem fundamento que impede que você fale inglês e compreenda o que é dito.

Em um outro livro de minha autoria – Combinando Palavras em Inglês – seja fluente em inglês aprendendo collocations – procuro deixar bem claro que o segredo para a fluência está principalmente no modo como as palavras são combinadas em inglês [collocations]. Ou seja, ao saber como uma palavra é usada naturalmente em conjunto com outras você tem a chance de se comunicar [conversar e ouvir] com mais naturalidade em inglês. Em outras palavras isso, de certa forma, significa Fluência.

Fui questionado certa vez uma palestra ao Braz-TESOL se é possível ser fluente [ou pelo menos algo perto disso] decorando as 1000 palavras mais usadas em inglês. A minha resposta foi: ‘Apenas decorar as palavras não é possível! É preciso mais que isso!‘.

O aprendiz precisa saber que as 1000 palavras em inglês permitem inúmeras combinações entre elas e outras palavras. Portanto, o melhor a fazer é aprender e colocar em uso essas palavras e suas combinações mais comuns. Para exemplificar isso vou usar a palavra “go“, que ocupa a posição de número 48 no ranking das mais usadas [clique aqui e conheça as 100 primeiras].

Para a maioria dos estudantes de inglês [mesmo os que se dizem avançados] “go” significa “ir“: “go to the movies” [ir ao cinema], “go to the mall” [ir ao shopping], “go home” [ir para casa], “go to work” [ir para o trabalho], etc. Você pode até perguntar “where did you go?” [onde você foi?]. Mas isso não é o bastante para você ser fluente em inglês. É preciso aprender que a palavra “go” é usada em outras combinações [collocations] e, consequentemente, seu significado será outro. Veja:

  • go for a walk [dar uma caminhada]
  • go for a drive [passear de carro]
  • go crazy [ficar louco], go blind [ficar cego], go deaf [ficar surdo]
  • go unnoticed [passar sem ser notado, passar despercebido]
  • my (book) is gone [meu (livro) sumiu, desapareceu]
  • the car won’t go [o carro não quer funcionar, pegar]
  • has your headache gone? [sua dor de cabeça passaou?]
  • the lightbulb’s gone [a lâmpada queimou]
  • this skirt doesn’t go with that T-shirt [essa saia não combina com aquela camiseta]

Veja que o significado de ‘go‘ muda dependendo de cada contexto. Em cada momento seu uso é diferente. E veja que não falei dos tais phrasal verbs: go off, go about, go on, go around, go after, go away, go down, go up, etc. Também não mencionei as combinações possíveis com esses phrasal verbs.

Não é à toa que sempre digo em minhas palestras, workshops, livros, artigos, etc. que o segredo para a Fluência está nas pequenas coisas. Ou seja, são as palavras pequenas como “go“, “get“, “way“, “just“, “only“, “take“, “look“, “do“, “make“, “back” e tantas outras que fazem a diferença entre você ser fluente ou não. São essas pequenas palavras que dão vida à língua e ao modo como a língua é falada dia a dia por todos aqueles que falam inglês. Lembre-se: as pequenas coisas [palavras] fazem toda a diferença.

Assim, recomendo que ao invés de decorar lista de palavras, o melhor a fazer é aprender como essas pequenas palavras são combinadas com outras e como essas combinações são usadas naturalmente em inglês. O momento que você perceber isso será o momento no qual o seu inglês passará por uma grande mudança e só então você começará a compreender melhor o que significa ser Fluente em inglês.

Artigos Relacionados
Comentários