Usar o Present Perfect em Inglês

Já escrevi inúmeras dicas sobre o uso do Present Perfect. No entanto, vira e mexe, recebo mais e mais perguntas sobre ele. As perguntas geralmente são todas parecidas: Qual a diferença entre o Present Perfect e o Past Simple? Quando usar o Present Perfect? Por que o Present Perfect é tão difícil de aprender?

Diante das insistências, decidi dedicar mais um post sobre esse famigerado tempo verbal. Mas, serei bem franco e honesto com você, ler esse texto (ou qualquer outro nesse blog ou em outros blogs) não ajudará você a resolver os seus problemas com o Present Perfect. Infelizmente!No entanto, garanto que ao ler essa dica (e essas) você começará a entender melhor o que fazer para aprender esse tempo verbal ao longo da vida.

A principal dica é: aprenda a usar o Present Perfect naturalmente, não fique querendo saber o porquê disso e daquilo. Na prática isso significa o seguinte: ao se deparar com uma sentença como “we’ve been together for five years” aprenda que essa é aforma correta de dizermos que estamos juntos com outra pessoa (namorado, namorada, esposo, esposa, etc.) por determinado período tempo. Em português dizemos “nós estamos juntos há tanto tempo” ou “a gente está junto há tanto tempo”.

Gramática de Uso da Língua InglesaEm inglês, sempre será “we’ve been together for [tanto tempo]”. Se você falar “we are together for [tanto tempo]”, as pessoas te entenderão; mas, a gramática de uso não estará correta.
Mas, não perca tempo querendo saber por que o certo é “we’ve been together for…” e não “we are together for …”. Apenas coloque na cabeça que em inglês será “we’ve been together for …” e ponto final. Isso vale para qualquer sentença em inglês formada com o Present Perfect. Veja mais algumas:

  • We’ve been married for [tanto tempo]. (Nós estamos casados há [tanto tempo].)
  • We’ve been married since [tal ano/mês/ período da vida/etc]. (A gente está casado desde [ano/mês/período da vida/etc.])
  • I’ve always wanted to [fazer algo]. (Eu sempre quis [fazer algo].)
  • We’ve been together since [tal ano/mês/ período da vida/etc]. (A gente está junto desde [ano/mês/período da vida/etc.])
  • We’ve known each other for [tanto tempo]. (A gente se conhece há [tanto tempo].)
  • We’ve known each other since [tal ano/mês/ período da vida/etc]. (A gente se conhece desde [ano/mês/período da vida/etc.])

Aprenda essas sentenças do jeito que elas são. Não se prenda nos porquês. Simplesmente, anote-as em seu caderno, crie exemplos, adapte-as para a sua realidade e use-as sempre que tiver a oportunidade. Deixe as análises gramaticais para os especialistas. Algumas palavras, em algumas situações e contextos, também pedem o uso natural do Present Perfect. Nesse caso, o ideal é você aprender essas palavras conforme você for encontrando cada uma delas ao longo dos seus estudos. Não adianta querer decorar uma lista de palavras e achar que vai saber tudo sobre o Present Perfect. Nada disso! Uma dessas palavras que vez ou outra pede o Present Perfect é “never”. Observe bem as sentenças abaixo e o comentário que faço em seguida para perceber quando usar isso em inglês.

  • I’ve never talked to her. (Eu nunca conversei com ela.)
  • I’ve never danced tango. (Eu nunca dancei tango.)
  • I’ve never met her. (Eu nunca me encontrei com ela.)
  • I’ve never been there. (Eu nunca estive lá.)

Nesse caso, você ainda está vivo e tem a chance de fazer as coisas mencionadas. Ou seja, como você ainda está vivo tem a chance de conversar com ela um dia, dançar tango um dia, encontrar-se com ela um dia, ou de ir lá um dia. Logo, se você for falar de algo que nunca fez, mas que certamente ainda tem chances de fazer algum dia, use a estrutura “I’ve never …”. Enfim, é observando o uso do Present Perfect na prática que você aprenderá a usá-lo naturalmente. Escrevo muito sobre isso no livro “Gramática de Uso da Língua Inglesa – a gramática do inglês na ponta da língua”. Decorar regras e coisas do tipo só deixará isso ainda mais complicado para você. Portanto, que tal começar a aprender de um jeito diferente? Experimente e me diga depois o que você achou.

Artigos Relacionados
Comentários