Dicas Para Aprender Inglês

Dica para melhorar o speaking

Ontem fiz uma rápida pesquisa via Twitter para saber qual habilidade as pessoas consideram difícil de dominar em inglês. Confesso que fiquei admirado com o resultado!

Acreditava que listening [habilidade de ouvir] fosse ganhar em disparada. Porém, a maioria dos que responderam à minha pergunta elegeram o speaking [habilidade de falar] como a mais difícil.

Esta dificuldade deve estar relacionada ao fato das pessoas nem sempre terem com quem conversar em inglês. Como nunca frequentei um curso de inglês, era a dificuldade que eu tinha. Eu sabia muito vocabulário [palavras isoladas] e muita gramática [muita mesmo]. No entanto, na hora de falar inglês minha pronúncia era lastimável, eu não tinha ritmo, me enrolava com frases simples, não conseguia combinar as palavras de modo natural, suava frio e tudo mais.

Um dia tomei uma atitude para mudar isso. Criei algumas estratégias para virar o jogo. Abaixo compartilho uma que até hoje considero ser infalível.

A primeira coisa que você tem de fazer é escolher algumas sentenças e repiti-las em voz alta. Se você tiver um livro com sentenças gravadas em CD, ótimo. Isso ajudará você a perceber a pronúncia, entonação e tudo mais. O ideal é escolher umas cinco ou dez sentenças ao menos para praticá-las exaustivamente. outra coisa boa é escolher sentenças que sejam usadas em um contexto específico (compras, por exemplo).

Com as sentenças escolhidas, estabeleça um horário e desligue-se do mundo [eu costumava fazer isto entre 11 da noite e meia-noite; era o horário mais tranquilo para mim]. Essa é a hora em que você não faz outra coisa a não ser dedicar-se às sentenças escolhidas.

Nessa hora sagrada, passe a ler  as sentenças uma a uma. Apenas leia e verifique as equivalências em português. Não tenho medo de ler o significado delas. Isso ajuda muito. Deixe as comparações gramaticais de lado e nem interprete as sentenças palavra por palavra. Dê atenção à sentença como um todo. Veja as palavras e como elas se ligam à próxima palavra. Uma coisa que ajuda muito é ler as sentenças de trás para frente. Primeiro uma palavra, depois outra, até ler a sentença toda na ordem correta.

Por exemplo, digamos que a sentença seja “what are you doing?” [o que você está fazendo?]. Comece a ler pela palavra “doing“; depois vá para “you” e repita “you doing“; então, “are” e diga “are you doing“; finalmente, “what” e a sentença completa “what are you doing?“.

Feito isso com algumas sentenças. Pegue o CD e escute uma a uma [você pode ler as sentenças enquanto as escuta]. Toque novamente o CD, pause e repita a sentença em voz alta. Faça isto sentença por sentença. Em um terceiro momento feche o livro, toque o CD e repita as sentenças em voz alta [apenas imagine as sentenças escritas, não as leia no livro]. Não tenha vergonha! Não se preocupe com os sons! Repitas as sentenças sem medo!

Repita estes passos quantas vezes achar necessário. Uma vez só não basta. A repetição é o segredo! Quantos mais fizer, melhor será o resultado. Comece com sentenças! É aos poucos que você obtém grandes resultados. Com o tempo passe para diálogos ou mesmo textos completos. Mas não vá com muita sede ao pote! Seja modesto e fique apenas nas sentenças.

That’s it for today! Have a wonderful day, you all!

Denilso de Lima

Especialista em Abordagens e Métodos em Ensino de Inglês. Autor. Pesquisador. Professor de Inglês há mais de 25 anos. Teacher Trainer há mais de 15 anos. Interessado em Linguística de Corpus, Desenvolvimento da Fluência, Lexical Approach, Lexical Acquisition, Neurociência Aplicada ao Ensino/Aprendizado de Inglês, Aquisição da Gramática Natural (sem regras e termos técnicos). Fotógrafo nas horas Vagas. Marido da Adriane Hitzschky. Pai de Coração da Heloísa Hitzschky. Encontre-me no Facebook.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios