Usos da Vírgula em Inglês

Você já se perguntou quando e como usar a vírgula em inglês? Eu acho que não! Mas, tem gente por aí querendo saber se o uso da vírgula em inglês é igual ao modo como usamos em português. Então, lá vamos nós tentar falar sobre esse negócio

Antes, quero que saibam que “vírgula” em inglês é “comma”. Nome apropriado para a confusão que ela causa! É um negócio de deixar qualquer um em coma! É só ler as tais regras abaixo para perceber que a coisa é realmente louca.

A confusão acontece porque não há em inglês uma Academia de Letras como a nossa ABL que fica dizendo o que é o certo e o errado (aí um dia eles tomam chá e mudam todas as regras de novo).  Ou seja, em inglês eles deixam tudo a Deus dará. Em outras palavras, uns dizem uma coisa, outros dizem outra e por aí vai.

Usos da vírgula em inglêsPor exemplo, tem uma orientação (não é regra) que diz para usar a vírgula antes das palavras “and”, “but”, “yet”, “or”, “nor”, “for”, “so”. Trocando em miúdos, o que a orientação sugere é que devemos sempre colocar uma vírgula antes de uma conjunção coordenativa. Lembra-se disso das suas aulas de português? Se você se lembra, parabéns! Eu não lembro de nada!

  • The game was over, but the crowd refused to leave. (O jogo tinha acabado, mas as pessoas se recusavam a sair.)
  • Yesterday was her brother’s birthday, so she took him out to dinner. (Ontem foi o aniversário do irmão dela, então ela saiu para jantar com ele.)
  • He hit the ball, dropped the bat, and ran to first base.

Você ainda está lendo essa dica? Se estiver devo admitir que você tem coragem, viu! Enfim, prepare-se agora para a maluquice. Antes, lembre-se que nosso cursos continuam com as matrículas abertas. Saiba mais sobre eles, clicando aqui. Agora sim! Vamos à maluquice!

Em inglês, tem uma parada conhecida como Oxford Comma ou Serial Comma. Para entender que parada louca é essa, leia a sentença abaixo:

  • I spoke to the girls, Lisa and Michelle.

Dessa forma a impressão que temos é que a pessoa falou com apenas duas pessoas: Lisa e Michelle. Veja agora a mesma sentença; mas, desta vez com a tal da Oxford Comma para expressar uma ideia bem diferente:

  • I spoke to the girls, Lisa, and Michelle.

Agora a pessoa está dizendo que falou com as garotas (nomes não mencionados na sentença) e falou também com a Lisa e com a Michelle. Ou seja, ela falou com mais de três pessoas. Aquela vírgula colocada antes do “and” é a tal da Oxford Comma.

Esse bagulho causa tanta intriga entre os nativos da língua inglesa que é até difícil de dizer se você deve usar ou não. A dica é: se você estiver escrevendo para o New York Times, Washington Post, The Times, Oxford University, Harvard Business Review, etc., consulte o manual de estilística deles para saber se são a favor ou contra a tal da Oxford Comma. Acredite! Tem jornal que usa, tem jornal que não usa, tem gente que diz que deve usar, tem gente que diz que não deve usar e por aí vai. Enquanto eles não se decidem, nós aqui fazemos o que dá!

Tem outra orientação que diz o seguinte: use a vírgula para separar dois adjetivos quando a palavra “and” pode ser usada entre eles. Em outras palavras, mande o “and” para a ponte que partiu e coloque a vírgula no lugar dele.

  • She is a stunning, gorgeous girl.
  • He’s a rich, successful man.
  • This is a big, confortable house.
  • It was a hot, crazy day.

Gostou da orientação acima!? Achou interessante!? Eu não! Prefiro usa o “and”. Fica mais bonitinho! Mas, como temos opção, nada de mal em usá-la de vez em quando.

Outra orientação é essa: use a vírgula para separar orações independentes em um Período Composto. Essa vírgula é chamada tecnicamente de “comma splice”.

  • When I got to the airport, the airplane had taken off.
  • If you don’t study hard, you’ll fail the exam.

O curioso é que se invertermos as orações, a vírgula não precisa ser usada:

  • The airplane had taken off when I got to the airport.
  • You’ll fail the exam if you don’t study hard.

Bom! Esse texto está ficando grande demais. Então, que tal você continuar lendo as regras para o uso da vírgula nos links abaixo? Se isso for realmente do seu interesse, imprima as dicas dadas nos sites e recorra a elas sempre que estiver escrevendo algo. Mas, se você estiver escrevendo para alguma revista, jornal, periódico, etc., internacional, o melhor mesmo é pedir o manual de estilística deles para saber como usar a vírgula corretamente no seu texto.

Aviso final: se algum desses sites divergirem entre um uso ou outro da vírgula, não me perguntem nada, pois vou saber tanto quanto vocês. Afinal, como eles não tem um padrão, a gente tem de se virar do jeito que der. É isso! Por fim, se estiver interessando, inscreva-se no curso Aprender Inglês Lexicalmente, clicando aqui.

Artigos Relacionados
Comentários