Situações em Inglês

    Vocabulário Específico: Airline English

    Mesmo sabendo que os speeches – instruções dadas aos passageiros antes, durante e após um voo – são padronizados e que as empresas os disponibilizam nos manuais de bordo para os crew members (tripulação), decidi escrever sobre esse assunto aqui apenas por curiosidade apenas. Depois de ler esta dica, leia também a dica Frases de Inglês no Aeroporto e no Avião. Vamos então, ao Airline English.

    O speech a seguir é para dar boas-vindas aos passageiros:

    “Good [morning], Ladies and Gentlemen welcome aboard TAM Airlines flight JJ3872 to Brasília Please make sure that all carry-on items are stowed either in an overhead compartment or completely beneath the seat in front of you. If you have problems with the proper stowage of your items, please let a flight attendant know and we will be happy to help you. If you are seated in an emergency exit row, please read the information on the passenger safety card which is located in the seat back pocket in front of you. If you do not meet the criteria for seating in this row, or if you do not wish to assist in an emergency, let a crew member know at this time and we will be happy to reseat you. Prior to departure from the gate all cell-phones must be turned off and stowed. Once again, we welcome you onboard.”

    Airline EnglishUma outra maneira de iniciar o speech é dizendo o seguinte:

    “Good [morning], Ladies and Gentlemen, on behalf of Captain Denilso and the crew, welcome aboard TAM Airlines Flight JJ3872 to Brasília…”

    No caso de um desavisado estar com o celular ligado, diga:

    “Ladies and Gentlemen, The use of mobile phones are prohibited at all times. All mobile phones must be turned off. Thank you.”

    O avião aterrisou, mas ainda está na pista se dirigindo à área de desembarque, diga:

    “Ladies and Gentlemen, please remain seated until the aircraft has come to a complete stop at the parking bay and the seat belt sign is switched off. All mobile phones must be turned off at all times. Thank you.”

    Para decolagem e pouso, ao diminuir a iluminação da cabine, diga:

    “Ladies and Gentlemen, we will be dimming the cabin lights. If you would like to have the reading light on, the push button is located on the panel above your seat. thank you.”

    Daria para continuar dando mais e mais dicas sobre o inglês dos speeches em aeronaves, mas como eu disse esse texto é apenas para matar a curiosidade. Então, por ora, é o bastante! Take care and Enjoy your Flight! 😉

    16 Comentários

    1. Sempre gostei da lingua inglesa mas ainda não havia tomado a decisão de aprendê-la realmente.Gostaria de saber por onde começar.Nesses últimos dias megulhei de cabeça nesse idioma.Ouço músicas, assisto entrevistas no youtube, não entendo muita coisa(mas eu to me esforçando…rs).Acha que eu tenho que ir mais devagar? ouvir conversações básicas como por exemplo"how are you"?Estou dedicando 3 horas diárias (inclusive sábado e domingo)mas não vejo muito resultado.Gostaria de umas dicas de como me organizar melhor. Obrigado por sua atenção.Sou um frequentador assíduo do seu blog.

      1. Particularmente acredito que a melhor maneira de se aprender inglês é partindo do 0, não adianta tentar entender um inglês avançado sem ter ao menos a base. Estude palavras, verbos e expressões aparentemente bobas, porém úteis como: comer, beber, estudar, andar, falar, pão, água, banheiro, pessoa, você, de nada, obrigado etc. Pesquise sobre a gramática básica, como o uso de verbos auxiliares( could, may, will, do , can, should, must, verb to be etc.) Todas as palavras, expressões e verbos que vc considerar vitais para se sobreviver no exterior devem ser estudadas . Abuse do listening (escuta), utilize cds de conversação, escute músicas , assista filmes e séries em inglês..tudo isso é muito bom. Mesmo que vc nao entenda nada a princípio, é importante que vc "ponha seu cerebro para trabalhar". Acredite essas dicas são de ouro. Aqui vai o canal do professor Dunca que é muito bom: http://www.youtube.com/user/duncaninchina E o site do engvid :http://www.engvid.com/ . Good Luck ;D

        1. Giovanna, obrigado por seu comentário e dicas. Elas simplesmente resumem vários textos que já escrevemos aqui no blog sobre essa questão de dedicação aos estudos. Embora, algumas coisas não funcionem tão bem, cabe a cada estudante encontrar o seu rumo e segui-lo. 😉

    2. Gabrielle:Adorei a escolha do tema!Estou mais ou menos como o colega aqui do comentário acima… Mas minha meta é passar o ano que vem no exterior como au pair pra, na volta, com um conhecimento maior da lingua, ser flight attendant. Não tenho grana pra pagar cursos de inglês então estou tentando aprender sozinha mesmo… estou tendo resultados… [email protected]

    3. Oi Denilso! Tudo bem?Sou comissária de bordo e concordo com o que você diz sobre a maneira mecânica com que alguns comissários, ou até mesmo a equipe de terra, faz os speeches. A grande questão, no entanto, não é sugerir um speech; isso não nos ajudaria muito porque nós já temos um livro com todos os speeches padrão, que não podem ser improvisados. O que talvez nos ajudaria seria um glossário de termos técnicos, específicos do vôo, com suas respectivas pronúncias. O que eu percebo durante o vôo é a soma de inseguranças, tanto da incapacitação linguística, quanto a timidez de se falar uma lingua estrangeira no microfone. Afinal, falar em público é o 3º maior medo do ser humano, não é? Imagina em inglês! Bom… é isso! Adoro seu blog, leio frequentemente e vou ficar esperando sua próxima publicação com essa ajudinha pra lingua dos comissários e pro ouvido dos nossos passageiros!Thank you and have a pleasant flight!

    4. Olá a todos, sou professora de inglês para aeronautas (pilotos e comissários de bordo) e sou obrigada a concordar com a Cintia, em todas as empresas aéreas brasileiras já existe um livro de speeches. O que falta para o pessoal é um treinamento específico. Na escola onde trabalho desenvolvi um material para ajudar comissários na leitura destes speeches, uma apostila com CD e agora estou terminando de elaborar a apostila de pronuncia.Infelizmente não posso compartilhar o material aqui (política da escola), mas fica a dica, no CD-ROM do livro English for Aviation da Oxford há uma lista de palavras da aviação com sua respectiva pronuncia, outra dica é usar o CD dicionário de pronúncia da MacMilan.Um último comentário, já existiu inglês in company focado aos profissionais da aviação (incluindo mecânicos que fazem manutenção de aeronaves baseados em manuais todos em inglês) porém o serviço foi cortado por não ser de grande necessidade…(depois avião cai e ninguém sabe por que) imagina de as empresas vão se preocupar em pagar cursos para comissários de bordo!

    5. Acabei de chegar de um vôo e o inglês da tripulação… totalmente macarrônico.

    6. Sou comissária ha mais de 20 anos. Sempre ouvi ótimos speeches em inglês, na empresa onde trabalhei. Em priscas eras, a cia dava aulas de idiomas a quem não sentisse confortável e também, aproveitava para aprimorar os idiomas em francês, inglês, alemão e até o Japonês. Hoje em dia, realmente esta fraco – Hoje, parece que não se zela por mais nada que não seja o LUCRO. Vender passagens, com refeições, conforto a bordo , comissários poliglotas OU NÃO , é só o que querem hoje em dia; quem vai se prender a um pequeno detalhe como este? Mas, os tempos mudaram mesmo. Alias, eu sempre achei que o que o passageiro paga é pra = ir do PONTO A. ao PONTO B. com segurança! Se ele vai ouvir um inglês bonito, se vai comer frango ou carne, ou barrinha de cereais, se vai ter entretenimento , Leitura a bordo? Remédios ? É LUCRO. Isso é coisa do passado (Isso serve para a empresa que faz voos longos com mais de 8 horas.) Passageiros hoje em dia, sempre levam seus Ipods – seus Ipads, seus smartphones, netBooks a bordo. Alias, inúmeras vezes pude ver passageiros mal educados, arrancando e detonando ear phones e os controles dos nossos aviões.! Tanta ignorância! Mas voltando ao assunto do IDIOMA, antigamente a VARIG (a grande DAMA ) remunerava quem tinha idiomas. Quantos tivessem, tantos seriam pagos. Isso dá um certo interesse em aprender , estudar E praticar para ter este direito. E os exames eram realmente puxados, para que merecessem estes reais a mais em seus holerites.Hoje ? não há interesse e nem incentivo. O único incentivo é – Quem tem idioma faz voo internacional! Como se fosse um merecimento somente direcionado aos COLABORADORES e não interesse em ter pessoas que falam idiomas a bordo de seus aviões . Que se lixem os clientes.!!! se não entenderem o que é dito no microfone, perguntem em particular, que terão mais chances de compreender.Outro problema é que , de tempos em tempos, os speeches MUDAM, (não se sabe porque nem pra que )então, quem já tinha aquilo tudo "decorado" como dizer certas palavras, agora estas substituídas por novas, para a tristeza dos que não dominam a língua estrangeira. Criou-se AQUELA Catástrofe !!! Sua intenção é ótima, mas não rola. Sua sugestão do primeiro speech, também não daria, pois ele é longo demais. Se você souber quantos passageiros prestam a atenção no que dizemos no alto-falante, ficaria assustado. Tem ainda os que ouvem, mas não dão a menor importância. Bem, já me alonguei demais – poderia ficar aqui por mais uns 10 anos só falando sobre a profissão e os detalhes que os leigos desconhecem, mas não dá. Adorei ler seu blog e obrigada pela oportunidade de também poder escrever aqui.abraços a todos,Tania

    7. Boa noite, Denilson.Vc saberia me dizer como se diz "equipe de solo" em inglÊs?Obrigada.

    8. Meu nome eh Fernanda, vivo em Vancouver so para aprender ingles….Adorei a sua intencao, Denilson…. mas alguem pode me arrumar um emprego na area..kkkkkkkkkk falo espanhol e ingles…… por favorrrrrrrrrrrr

      1. Você deve fazer um curso de Comissário de Bordo e também deve passar na prova da ANAC.

    Botão Voltar ao topo
    Fechar