Verbos que não admitem “–ing”!

Este é, na minha opinião, um dos maiores erros ensinados e perpetuados pela grande maioria. Não quero criar confusão! Só acredito que a coisa é explicada pela metade!A história é a seguinte: todo começo de curso de inglês as pessoas aprendem que determinados verbos não são usados com –ing, por exemplo, “love” não pode ser “loving“, “think” não pode ser “thinking“, “like” não pode ser “liking” e por aí vai. Acontece que quando se chega aos níveis ditos “avançados” você começa a perceber que estes verbos pode sim ser usados com -ing. Aí vem aquela pergunta: “como assim? Antes não podia, agora pode? Esta língua inglesa não se decide mesmo!”

Acontece que a culpa não é da língua! A culpa é da forma como é explicada, ou entendida (vai saber!)!

Na verdade, verbos como like (gostar), doubt (duvidar), need (precisar), know (conhecer, saber), think (achar, pensar), believe (acreditar), hate (odiar), love (amar), prefere (preferir), smell (cheirar, sentir o cheiro), taste (sentir o gosto, provar), feel (sentir-se), agree (concordar), appear (aparecer), deserve (merecer), depend (depender) e alguns outros não são usados nos tempos verbais conhecidos como continuous ou progressive.

De modo bem básico, são aqueles tempos verbais que pedem o uso do famoso verbo “be” acompanhado de outro verbo qualquer com “-ing“. Seria algo assim “I AM studyING now” (eu ESTOU estudaNDO agora), “he IS readING a book” (ele ESTÁ leNDO um livro), “we ARE writING an e-mail” (a gente ESTÁ escreveNDO um e-mail). Assim sendo, caso o tempo verbal seja um tal de present continuous, past continuous, future continuous, ou qualquer outro tipo de continuous os verbos da lista acima não serão usados.

No entanto, estes verbos – que muitos dizem não aceitar a forma com -ing – são usados sim com -ing. Para saber em que ocasiões eles recebem -ing é só voltar aqui no blog amanhã, quando continuaremos a falar sobre este assunto! Então não perca! See you tomorrow.

Para saber mais sobre os tempos verbais “continuous” mais comuns, visite os sites abaixo:

Present Continuous
Past Continuous
Future Continuous (não achei nada bom em português sobre este tempo! sorry!)
Verb Meanings with Continuous Tenses

Mostrar mais

15 Comentários

  1. Não vejo a hora de saber mais sobre esse assunto!!!!Thanks a lot!see you, then.Take care! 😉

    1. Laryssa, agradeço penhoradamente e prometo vê-la em breve. Cuide-se.

  2. Hello Denilson…Cara, você não sabe como estava atrás de um site que fosse alegre, dinâmico e educativo. Você está de parabéns. Continue este trabalho. Hoje sou leigo no assunto e no futuro espero estar colaborando com vocês e o pessoal. Como vi no artigo do dia 03/05 "come up with a stupid suggestion" você poderia pensar em uma maneira de colocar algum dispositivo para ouvirmos a pronuncia? Tem como isso?Fica aqui meu "big hug for you".

  3. adorei, você está de parabéns…Aqui em Portugal é um bocado difícil frequentar aulas de inglês,(muito trabalho e muito frio)portanto o seu blog é de grande ajuda!!!!

  4. Ola Professor!tenho muitas duvidas sobre qndo uso ou nao o ing nos verbos…o senhor poderia por favor, me explicar pq nesse exemplo "Not knowing what to do, he decided to ask for help." é "for help" e nao "for helping" ja que pela regra "todo verbo depois de preposiçao leva ing no final"?E nesse outro caso: "She is never too busy to listen to my problems" posso trocar o "listen to" por "listening"? Agradeço desde ja!

  5. Olá Anônimo,O caso é que na sentença "he decided to ask for help" a palavra 'help' está sendo usada na função de substantivo e não de 'verbo'. Ou seja, o significado é 'ajuda' e não 'ajudar':"ele decidiu pedir por ajuda" Se eu a coloco como verbo a tradução fica sem pé nem cabeça:"ele decidiu por ajudar"Se a intenção fosse está em inglês eu diria:"he decided to help"O que muda o sentido de tudo![:D]No outro caso você NÃO pode trocar por 'to listening'. Afinal ficaria errado. Neste caso o 'to' está sendo usado para indicar o infinitivo do verbo e não como preposição.É o que eu sempre digo: aprendam os chunks completos e deixem a mania de ficar vendo palavras isoladas.O chunk aqui é "be too busy TO DO something" [estar ocupado demais para FAZER algo". Em inglês a preposição "para" não está presente como em português.Já escrevi sobre isto aqui no blog. Procurem o post: to como preposição e como infinitivo do verbo.Take care

  6. ei e ja que não posso usar esses verbos com ing o que devo usar para dizer por exemplo:estou pensando não seria i'm thinking ?

  7. oi sou Emily e tou fazendo uma pesquisa sobre present continous tense. bye!!! bye!!! BABY!!!!!!!

  8. pesquisei no google tradutor as palavras que vc disse que não pode-se usar -ing mas apareceu tô em duvida???pq é um trabalho que estou fazendo para a escola…

  9. Nathéssya,O tradutor do google não é a melhor fonte de pesquisas, pois o mesmo não conhece essas peculiaridades da língua. Bruna.Curta o Inglês na Ponta da Língua no Facebook

  10. Na minha modesta opinião, os melhores professores de inglês na internet são os mestres Denilso de Lima, Steve Ford, Misterduncan e Werinton.

Botão Voltar ao topo
Fechar