Qual a diferença entre Soccer e Football?

432 Flares 432 Flares ×

Como estudante de inglês, você já deve saber que o nosso futebol é chamado de football no Inglês Britânico e soccer no Inglês Americano. Para embolar ainda mais o meio de campo, football nos Estados Unidos refere-se ao que nós aqui chamamos de futebol americano.

Ao aprendermos isso as perguntas que naturalmente surgem são: Por que nos Estados Unidos o nosso futebol é chamado de soccer? Por que eles inventaram outra palavra? Por que dizem soccer e não football? De onde vem esse tal de soccer? Pois bem! Se você gosta de curiosidades linguísticas, continue lendo.

Ao contrário do que muita gente acredita, a palavra soccer teve sua origem no Inglês Britânico. Isso mesmo! A primeira turma a se referir ao futebol como soccer foram justamente os ingleses, criadores do esporte. Mais especificamente a elite inglesa da segunda metade do século XIX (dezenove).

O termo football naquela época era usado para se referir ao futebol como nós o conhecemos. Eis então, que em um belo dia em uma partida normal de futebol, um jovem de nome William Webb Ellis pegou a bola com as mãos e saiu correndo em direção ao gol. Essa partida ocorria no campo da Rugby School, na Inglaterra. O pessoal gostou da tentativa do jovem William e assim teve início o rugby football.

Soccer e FootballPara diferenciar um football do outro, a turma usava o termo association football para falar sobre o futebol jogado com os pés (o nosso futebol) e rugby footbal para falar do outro tipo de futebol. O termo association football foi usado pois na época eles vinham tentando formalizar o jogo e definir regras para padronizá-lo.

A garotada da época, assim como toda garotada, gostava de dar nomes diferentes às coisas. Logo, não demorou muito para que nas escolas da alta sociedade inglesa o rugby passasse a ser chamado de rugger e o association football de assoccer. Com tempo encurtaram a palavra assoccer para um simples soccer.

Charles Wreford-Brown, de Oxford, Inglaterra, um dos principais defensores da organização do futebol naqueles tempos, foi um dia questionado se ele gostava de ir aos jogos de rugger. Por brincadeira (ou intencionalmente), ele respondeu dizendo algo como “I actually prefer going to a game of soccer”. Pronto! A partir daí, o nome soccer caiu nas graças da elite. O que antes era gíria da molecada na escola, acabou se tornando o nome do jogo entre todo mundo.

Com tempo o esporte caiu nas graças do povão, que acharam melhor se referir ao esporte apenas como football. Os ingleses se espalhavam pelo mundo e assim levavam a ideia do football para tudo quanto era canto. As novas populações ao terem contato com o esporte, acabavam adotando o nome football. Aqui no Brasil queriam chamá-lo de ludopédio, mas, como sabemos, o nome não pegou!

Nos Estados Unidos, o pessoal que por lá chegava continuava usando a palavra soccer para diferenciar do esporte que eles já chamavam apenas de football: rugby. O curioso é que originalmente as associações de futebol (jogado com os pés) nos EUA usavam o termo football em seus nomes. Mas, intrigas entre as duas maiores associações daquela época fizeram com que o esporte não progredisse e assim o termo football acabou sendo adotado pelas associações de futebol americano. O que fez com que o termo soccer fosse usado para diferenciar um do outro.

Vale acrescentar aqui que em outros países o termo soccer também é usado para diferenciar do tipo de football local: Canada, Austrália, Nova Zelândia e África do Sul são exemplo. Só recentemente alguns desses países passaram a usar a palavra football no nome de suas associações para se alinharem à FIFA. Na Austrália, por exemplo, o nome mudou de Soccer Australia para Football Federation Australia apenas em 2006. No entanto, a seleção australiana ainda é carinhosamente chamada de socceroos.

Acho que é isso! Agora você já não precisa mais dizer que americano é tão louco que resolveu criar uma palavra sem noção para o futebol. Na verdade, eles não têm culpa de nada. Para ser bem sincero, eles se mantêm fiéis à história. Você não acha? Deixe seu comentário aí abaixo! Vou adorar saber o que você achou desse texto!

  • Ralph

    Denilson, escreve alguns artigos mais interessante! Foi uma licao na historia de futebol. Mas, o que e que disse e a verdade, no menos na Australia. Foi apenas recentamente que os Australianos mudaram o termo usado para descrever o jogo com o balo redondo de ‘soccer’ para ‘football’. Porem, apesar do nome do desporto mudar oficialmente, muitos Australianos ainda reconhecem-no como ‘soccer’. E tambem a verdade que muitas pessoas na Australia so usam a palavra ‘football’ para se referirem ao tipo de jogo que seguem ou jogam. Ainda ha dois tipos de rugby na Australia – rugby leage e rugby union. Jogos de cada um diriam que estao a ir ao parque a jogar ‘footy’.

  • Sidney

    That´s cool! Que legal! Adoro essas curiosidades etimológicas. Mais que isso, fico me perguntando como é que se vai tão fundo para se descobrir origens aparentemente perdidas no tempo. Parabéns!

  • Paulo

    Good history, I liked, it's very interesting see as some words in english arose unintentionally.

  • Lucas

    Olá, Denilson. Pra mim é de suma importância conhecer os processos de formação das palavras, visando o maior aproveitamento estudantil, pois é bem verdade que se ao ler um texto em inglês e encontrar uma palavra na qual eu não conheço o significado, recorreria ao dicionário mais próximo, e se excessivamente desconhecidas, tal prática torna-se um tanto cansativa. Então gostaria que você postasse esses processos de formação das palavras em inglês, como os afixos. Agradeço desde já sua atenção.

  • Bruno

    Muito legal!
    Fantástico, Denilso, valeu pelo artigo! Eu tinha uma ideia parecida de "por que inventar uma palavra", mas você esclareceu tudo e, além disso, explica com muita clareza. Aí fica fácil aprender.
    Abraço

  • Alex Pimenta

    Hi Denilson.. Thanks to share it with us, but I would ask you to thinlk about to have all of this articles in English language, then we could practice our vocabulary and the pronunciation, as well

    • http://www.inglesnapontadalingua.com.br Denilso de Lima

      Alex, thanks for your comment. Take a look at the blog and you'll find lots of tips written in English only. Make use of our search tool and go for "textos em inglês", "podcasts", "dicas em inglês", and the like and you'll find lots of stuff to practice your vocabulary. To learn how to make use of the search tool, read at <a href="http://www.bitly.com/inplbuscas” target=”_blank”>www.bitly.com/inplbuscas 😉

  • Roberto Ferreira

    Eu conhecia essa história já, mas é legal ler também uma explicação de outra pessoa.
    Conhecia porque sou fã dos esportes.

    Uma curiosidade na língua inglesa: se referem às diversas modalidades de football como "codes", seja o Association, o Rugby Union, o Rugby League, o Gaélico, o Australian Rules. Cada um é um "football code".

    A diferença entre o Rugby Union (o mais popular) e o League (mais popular somente na Austrália) se deve ao número de jogadores (15 e 13) e algumas regras que dão a fluidez ao jogo. O Rugby foi separado em dois "codes" por questões de profissionalização há muito muito tempo. O Rugby Union só veio a se tornar profissional em 1995.

  • http://gravatar.com/qualityfollow William Silva

    Denilso, it’s very good article! I don’t know this, I liked that we learned English language and also a little history. That’s cool!!

  • Andreia

    Ola, bem interessante. Moro na NZ e aqui eles nao usam soccer eles falam que e coisa de americano. Inclusive nos programas de tv ou narracoes de jogos e sempre usado a palavra football.

    • http://www.inglesnapontadalingua.com.br Denilso de Lima

      É a tal história das mudanças de nomes, Andreia. Até 1982 grande parte da população neo-zelandesa se referia ao esporte como "soccer" e poucos como "football".Mas, devido à popularidade do esporte e do marketing maciço das empresas que lucram com o futebol o termo "soccer" foi perdendo força e o termo "football" foi se entranhando na cabeça dos jovens. O curioso é que somente em 15 de outubro de 2004, o campeonato nacional de futebol da Nova Zelândia deixou de ser chamado "New Zealand National Soccer League" e mudou para "New Zealand Football Championship". Como você pode ver, a mudança foi mais recente e se deve em parte por causa da população usar o termo "football" para se referir ao esporte e também para estarem alinhados com o nome da federação internacional: FIFA. Enfim, mais uma curiosidade sobre os termos!

      • Andreia

        Acredito que o fato do football nao ser popular por aqui fez com que eles sa adaptassem rapidamente a mudanca.

        Valeu pela explicacao, super interessante.

        Abraco!

    • Ralph

      Concordo com Denilso. Fiquei surpreendido escutar que nao usam 'soccer' na NZ. Se referirem ao esporte como 'football', deve ser uma mudanca recente. Lembro-me que quando era jovem (nos anos 80 e 90), tinha poucos amigos neozelandes e sempre falavamos sobre o 'soccer'. Parece que o termo esta a mudar-se nos varios paises e sei que a mesma situacao esta a ocorrer na Australia neste momento.

  • Alexandre

    Muito boa essa história, Denilso! Embora ainda soe estranho, para mim, que um esporte onde poucos jogadores usem os pés, e em tão raras situações, seja chamado pelos americanos de "football" – está mais para outro "handball", não acha? Um abraço.

    • http://www.inglesnapontadalingua.com.br Denilso de Lima

      Se pensar dessa forma, tens razão! Mas, história é história. Vendo que o rugby surgiu do futebol, no final acaba tudo se misturando e se separando de uma forma diferente. rsrsrsrsrs

  • Anderson

    Aqui na Irlanda, eles chamam de "football" o gaelic football e o nosso futebol é mais chamado de soccer mesmo. Muito legal esse texto!

  • http://www.inglesparaleigos.com Ueritom

    Interessante esta história..não conhecia..eu só não entendo porque nos EUA eles chamam o futebol deles de football, se na maior parte do tempo é jogado com a mão. Não seria mais correto chamar de handba…ah, esquece..kkk

    Boa história, em todo caso…

    Abraço,

    Ueritom

  • Lucas Maciel

    That´s Nice ! Muito bom. Voces continuam dando show, sou meio recente no site, entretanto ja acompanho a uns meses.
    Eu queria muito que tivesse um polo no rio para eu me inscrever no Curso Lexicalmente.
    Enquanto isso, vou lendo essas maravilhas que voces nos ensinam.
    Muito obrigado.
    Obs: Um dia vou fazer doações.

  • denilsolima

    Jéssica,

    Obrigado por seu comentário. Fico feliz em saber que estou ajudando. Deixe-me apenas falar sobre a questão das “fontes”.

    As informações que encontro são geralmente retiradas de inúmeros sites e em alguns casos de livros que tenho.

    Geralmente começo pelo Google. Aí vou esmiuçando alguns dos links que ele dá. Leio os mais interessantes, anoto as informações, faço novas pesquisas no Google mesmo (usando novos termos, nomes, dados, curiosidades, etc.), cruzo as informações dos sites e vou em busca daquilo que me parece mais verdadeiro.

    No final, sintetizo tudo o que li (por meio das anotações que fiz) e escrevo meu texto, que pode ser mudado umas tantas vezes até eu achar que ficou bom.

    Enfim, se eu tiver de indicar a fonte recomendarei apenas o Google, pois é por onde geralmente eu começo. O resto é apenas senso de pesquisa e muita curiosidade.

    Esse texto sobre o futebol, eu levei cerca de cinco a seis dias para juntar as informações e escrevê-lo. Nesse meio tempo fui encontrando coisas novas e colocando no texto. Se bem me lembro na época que pesquisei sobre o assunto, visitei bem mais de 100 sites que contam a história do futebol, sites de etimologia, site das federações de futebol de alguns países, sites de revistas esportivas, etc. Portanto, não há UMA fonte, há fontes, que encontro no Google e a partir dos resultados dado pelo buscador utilizo o meu jeito de fazer anotações e pesquisa para montar o meu próprio texto. Isso eu faço com qualquer coisa que eu pense escrever: expressões, uso das palavras, gramática, phrasal verbs, cursos de inglês, etc.

    Como diziam meus professores na Faculdade de Teologia, o pesquisador precisa escarafunchar tudo o que puder para produzir um texto novo. Um texto que contenha informações relevantes aos seus leitores e que não repita as informações de livros de outros autores. As informações fatuais podem ser repetidas, no entanto para elas nem sempre há a necessidade de indicar fontes (apenas se forem controversas e se servirem de base para algo que está sendo dito ou escrito).

    Att.,

    Denilso

Denilso 14/02/2013
432 Flares Twitter 4 Facebook 424 Google+ 4 LinkedIn 0 Email -- 432 Flares ×